LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Anatel não reconhece faixa de 28 GHz como propícia para telefonia celular

12 de maio de 2019 42

Os segmentos de satélite e de telefonia móvel travam uma acirrada disputa por mais frequências, como a faixa de 28 GHz. Em poderosos mercados globais, como Estados Unidos, Japão e Coréia do Sul, essa faixa é utilizada para telefonia celular na faixa do 5G, e já vem sendo comercializada para operadoras.

Porém, o Brasil não deverá seguir essa tendência. O presidente da Anatel, Leonardo de Morais, durante participação de um evento sobre satélite realizado em Washington, antecipou algumas posições que o país defenderá na WRC-19 (Conferência Mundial de Radiocomunicação da UIT), que acontece no Egito, entre outubro e novembro.

No evento, Morais deu alguns recados para as indústrias: a primeira é que o Brasil manterá sua posição de não reconhecer a faixa de 28 GHz como propícia para a telefonia celular, mesmo com pressão de diferentes empresas para que a a UIT (União Internacional de Telecomunicações) passe a considerar também esse espectro para a banda larga móvel, embora não esteja prevista a atribuição dessa frequência para o 5G na Conferência da UIT.

A Anatel decidiu ainda que destinará 1,8 GHz dessa banda, que tem 4 GHz, para o serviço de satélite, mesmo com protestos da Oi e da Qualcomm, que pediam para que pelo menos essa faixa fosse compartilhada com o celular.


A implementação a longo prazo do 5G depende do gerenciamento de uma mistura híbrida de fibra, microondas e satélite. A convergência de redes é uma realidade. Nenhuma tecnologia ou empresa pode, por si só, atingir todos os mercados, aplicações e clientes possíveis”
Leonardo de Morais, presidente da Anatel.

Outra posição defendida pela Anatel é a destinação da faixa de 40 GHz, que vai de 37 GHz a 42 GHz, e que, nesse caso, está sendo indicada pela própria UIT como propícia ao IMT, ou à 5G.

Segundo Morais, a Anatel “enfatiza a necessidade de proteger o Serviço de Satélite Fixo de Alta Densidade (HD-FSS), reconhecendo que os projetos de satélites são de longo prazo, projetados para cobertura regional e, portanto, exigem estabilidade regulatória.”


42

Comentários

Anatel não reconhece faixa de 28 GHz como propícia para telefonia celular
Android

Melhores smartphones: TOP 5 do TudoCelular para você | Abril 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular