LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Oi e Claro pedem neutralidade de Bolsonaro na caçada de Trump a Huawei

22 de maio de 2019 32

As telecoms brasileiras começam a se preocupar com a guerra que Donald Trump trava nos Estados Unidos com a Huawei e a China.

Por isso, os presidentes da Oi e da Claro no Brasil já colocaram publicamente o desejo das companhias para que Jair Bolsonaro se mantenha neutro nessa briga. Ele tem forte histórico de apoiar decisões norte-americanas e busca estreitar as relações com o país.

Acontece que, conforme explicam as operadoras, as redes no Brasil já receberam grandes investimentos nas últimas décadas para tecnologias 2G, 3G, 4G e em breve 5G. Aqui ocorre um "mix" com Huawei, Nokia e Ericsson sendo as maiores responsáveis pela infraestrutura, e reorganizar as operações com um possível banimento da chinesa seria um caos.


O vice-presidente Mourão manifestou recentemente, em visita à China, que o Brasil vê com bons olhos a Huawei. O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, também não se opõe a atuação da empresa no Brasil, mas já ressaltou que eventuais sanções cabem ser administradas apenas por Bolsonaro.

Donald Trump e os Estados Unidos vem acusando a Huawei por práticas de espionagem há algum tempo, mas até agora nada foi provado. Recentemente a empresa entrou para a lista negra de comércio do país, em um episódio onde fica parecendo que a companhia vem sendo usada para pressionar a China na guerra comercial que os países travam.

Com isso, a Google cessou negócios com a chinesa, que agora está impedida de usar o Android em novos lançamentos. Aparelhos já lançados, porém, seguirão sendo atualizados até, pelo menos agosto, graças a uma decisão provisória.


A Huawei já tem seu plano "Z" na manga, o Project Z, um sistema operacional proprietário que já estaria pronto para uso em uma eventual emergência. Como o nome sugere, essa parece a última opção da companhia diante do cenário atual.

Apesar de já ser atuante em infraestrutura no país, a Huawei voltou recentemente a vender seus smartphones por aqui, começando com o flagship P30 Pro. Uma oferta agressiva de lançamento chegou a oferecer mais de R$ 2 mil em descontos para a aquisição do aparelho.

E você, acredita que a companhia irá conseguir reverter essa decisão que a exclui do universo Android? Conte para a gente nos comentários!


32

Comentários

Oi e Claro pedem neutralidade de Bolsonaro na caçada de Trump a Huawei
Android

Melhores smartphones: TOP 5 do TudoCelular para você | Junho 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular