LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Gamers amenizam retração do mercado de PCs no início de 2019, diz IDC

28 de junho de 2019 0

A IDC Brasil revelou nesta semana o resultado da sua mais nova pesquisa sobre o mercado de computadores no Brasil. Dentre os destaques, os dados mostram que o público gamer foi o responsável por amenizar a queda no número de vendas durante os primeiro três meses de 2019.

Em linhas gerais, foram vendidos 1,268 milhão de computadores no primeiro trimestre, sendo que esse volume é 5% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado. Desse total, a IDC também notou que foram comercializados 381 mil desktops (-4%) e 887 mil notebooks (-6%).

De acordo com a pesquisa, o setor de notebooks não teve um consumidor doméstico com o mesmo apetite dos gamers. Por isso, o setor corporativo acabou suavizando a queda no resultado total de vendas de PCs. Wellington La Falce, analista de pesquisa da IDC Brasil, disse:

O desktop personalizado pelo próprio usuário, configurado para rodar seus jogos preferidos, é o caminho mais rápido e econômico de entrar no mundo dos games, e neste começo de ano foi o responsável por um volume importante de máquinas no mercado de consumo.


La Falce também lembra que, independente da categoria, é comum que no inicio do ano o volume de vendas de computadores seja menor. Isso porque os consumidores costumam comprar bens de maior valor no natal e acumulam algumas dívidas, como IPVA, IPTU e material escolar.

Mesmo assim, o executivo afirma que o mercado de consumo teve um bom desempenho quando comparado ao mercado corporativo. Exemplificando em números, foram vendidos 810 mil computadores para o usuário doméstico e apenas 458 mil para empresas:

A queda do mercado de computadores no setor corporativo foi de 6%, movimento puxado para baixo pelo governo, que retraiu 30% em relação ao primeiro trimestre de 2018. Tivemos não apenas uma troca de governo, mas uma mudança radical de gestão e o período de avaliação antes de novos investimentos já era esperado.

Preços e futuro

Em termos de preços, a IDC Brasil afirma que, em média, os computadores para o usuário doméstico ficaram 10% mais caros do que no primeiro trimestre de 2018. Isso provocou um aumento de 7% na receita e um faturamento na casa dos R$ 2 milhões. Já no mercado corporativo, o preço médio subiu 21% e o faturamento chegou a R$ 1,4 bilhão.

A IDC Brasil também ressalta que o cenário para os próximos meses não deve sofrer mudanças significativas e a projeção para 2019 é de um crescimento de 1%, com vendas de 5.600 milhões de unidades de computadores. La Falce ainda ressalta que esse é um mercado muito importante para todos os públicos:

O computador continua insubstituível. O consumidor final até pode investir em outros devices, mas as empresas sabem que nenhum dispositivo gera a mesma produtividade de um PC.


0

Comentários

Gamers amenizam retração do mercado de PCs no início de 2019, diz IDC
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular