LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Austrália quer equipar exército com robôs assassinos para combater a China

28 de novembro de 2019 8

Seguindo o exemplo da Coreia do Sul e de outros países desenvolvidos, a Austrália vê na tecnologia uma saída para ganhar vantagem em uma possível guerra contra a China. Isso porque o exército do país planeja introduzir o uso de robôs armados comandados por humanos no campo de batalha.

Assim, a medida é vista como uma solução para o problema de baixo efetivo das forças armadas australianas. Comentando o assunto, o major-general, Mick Ryan, disse que quanto mais cedo a Austrália conseguir se adaptar e integrar novas tecnologias, melhor será o posicionamento militar do país:

Minha opinião é de que estamos vendo uma mudança no caráter da guerra e está sendo impulsionada em grande parte pela robótica, pela computação, e pelo nascimento e implementação da inteligência artificial.


O major-general também disse que a Austrália precisa fazer frente ao massivo investimento que a China vem fazendo em tecnologia militar. Atualmente, Pequim investe pesado em Inteligência Artificial e na construção de porta-aviões para controlar o pacífico sul.

o uso de robótica, IA e aprimoramento humano nos fornece a capacidade de gerar uma vantagem competitiva contra um adversário poderoso. Especialmente para um exército pequeno como nós, de uma pequena nação que tem mão de obra limitada e raramente consegue gerar grandes efetivos.

Toda a estratégia de defesa da Austrália foi detalhada em uma série de documentos apresentados pelo Departamento de Defesa do país e o texto explica a importância da tecnologia para o exército:

A próxima geração do SCS (sistema de combate a soldados) explorará a integração de máquinas, sensores e dados para melhorar a capacidade de sobrevivência, letalidade e entendimento do ambiente local do combatente.

De acordo com o jornal Australian, o exército do país já está de olho em veículos terrestres não tripulados, armas digitais com mira computadorizada e drones letais. A iniciativa segue um relatório que afirma que o país que se adaptar à mudança da guerra com o uso de tecnologia será o mais bem servido no futuro.

Vale lembrar que, apesar do bom relacionamento comercial com a China, a Austrália vê o gigante asiático como uma ameaça para a região. Essa relação entre os países virou motivo até para o lançamento do seriado "Secret City", que é considerado uma espécie de House Of Cards australiano.


8

Comentários

Austrália quer equipar exército com robôs assassinos para combater a China
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 130.396 mortes em 4.282.164 casos confirmados | Relatório diário

LG

Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2020

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review