LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Para chegar mais rápido! Amazon quer agilizar entregas no Nordeste com armazém em Pernambuco

12 de dezembro de 2019 19

Para tornar as entregas mais rápidas na região Nordeste, a Amazon anunciou hoje (12) a abertura do seu primeiro centro de distribuição no Nordeste, o que significa também a primeira operação física da empresa no Brasil fora do estado de São Paulo, onde já têm espaços nas cidades de Barueri e Cajamar, na região metropolitana. Noticiamos em agosto que a empresa tinha a intenção de um novo centro de distribuição no país.

O armazém ficará em Pernambuco, na cidade de Cabo de Santo Agostinho, localizada na região metropolitana do Recife. A chegada desse centro beneficiará clientes das cidades de Recife, João Pessoa, Natal, Maceió e Fortaleza, que receberão suas encomendas em até dois dias úteis.

Nessas cidades, as entregas atualmente demoram entre 3 e 5 dias úteis na modalidade expressa, e de seis a onze dias úteis na entrega padrão. A ideia da empresa é que, com um armazém local, os produtos sejam enviados mais rapidamente.

O efeito prático dessa ação é tornar a assinatura do Amazon Prime mais atraentes para moradores do Nordeste. O plano conta com entrega gratuita nas modalidades expressa e padrão mas, atualmente, as entregas são mais lentas que em outras regiões. O prazo de entrega em até dois dias úteis vale para São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Goiânia, Florianópolis e Vitória.


De acordo com a Amazon, o centro de distribuição estará em pleno funcionamento ainda no primeiro trimestre do próximo ano. A empresa já gerou mais de 3200 empregos no Brasil desde 2012, com mais de 120 vagas em tempo integral abertas.

Pernambuco é considerado estratégico porque, de acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, o estado tem acesso a 90% do PIB da região localizados num raio de 800 quilômetros, o que o torna um hub logístico para o nordeste. Há ainda incentivo fiscal do Estado para empresas que atuam exclusivamente no e-commerce.


19

Comentários

Para chegar mais rápido! Amazon quer agilizar entregas no Nordeste com armazém em Pernambuco
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 153.214 mortes em 5.200.300 casos confirmados | Relatório diário

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

LG

Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review