LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Alemanha acusa Huawei de conspiração com China, empresa nega

30 de janeiro de 2020 36

Infelizmente a Huawei está sempre envolvida em conflitos comerciais com países ocidentais, anteriormente a empresa já se envolveu com o Estados Unidos que começaram a fazer pressão sobre a Alemanha para banir a empresa do 5G a votação a respeito já foi adiada uma vez mas pode ser que ela volte entrar em pauta novamente.

Isso porque hoje o jornal alemão The Handelsblatt alega que a Huawei está conspirando com o governo chinês. Segundo o jornal, um relatório obtido junto à autoridade de inteligência dos Estados Unidos no final de 2019 mostra que a empresa está colaborando com o governo chinês para obter informações de outros países sem autorização deles, caracterizando vazamento de dados.

A Huawei já se manifestou pelo respondendo ao jornal sobre o relatório obtido dizendo apenas que:

"Nunca fez e nunca fará nada para comprometer a segurança das redes e dos dados de seus clientes".

Vale lembrar que a empresa pode ser considerada uma ferramenta do Estado chinês, uma vez que o CEO da empresa, Ren Zhengfei, é dono de apenas 2% dela. Vários funcionários são donos do restante, os outros 98%, e alguns deles são ex-militares do governo chinês. Sobre isso, a fabricante afirma que a empresa não tem um proprietário único, ela é dos seus funcionários.

O escândalo do jornal alemão se deve principalmente porque a empresa vende os Sistemas de Cidades Seguras, nas quais ela instala sistemas de segurança baseados em monitoramento de veículos, identificação facial de cidadãos e inteligência artificial, que são utilizados para identificar possíveis criminosos, mas ao mesmo tempo reduzem drasticamente a privacidade das pessoas que vivem nesses locais.

O jornal enfatiza que sempre que um desses sistemas é instalado ou vendido, funcionários da Huawei, que são ex-militares, aparecem para prestigiar a aquisição, como ocorreu em Uganda recentemente, enfatizando uma possível ligação entre elas e o governo chinês.

De acordo com dados divulgados pela Huawei em 2018 o seu sistema de segurança já havia sido implantado em 230 cidades ao redor do mundo em mais de 90 nações e regiões, servindo e monitorando cerca de um bilhão de pessoas. A empresa divulgou no ano passado que esse número subiu para 100 regiões, mas o número de cidades inteligentes caiu para 160, provavelmente devido às restrições americanas. Veja o vídeo de apresentação do sistema:

Ainda falando sobre o CEO da empresa, Zhengfei já trabalhou no ramo das telecomunicações enquanto servia o exército de Libertação Popular da China, PLA, que trabalha obviamente junto com a Inteligência Chinesa, com a qual a Huawei trabalhou meses atrás em pelo menos dez projetos.

O site Android Headlines também informa que a Huawei instalou redes 5G em para países como Coreia do Norte, Sudão e Síria que são considerados invasores de territórios.

Segundo a empresa chinesa, não há nada de errado. Ações passadas revelam que ela pode de fato trabalhar com o governo da China, seja numa parceria ou de forma obrigatória. Mas a principal suspeita da Alemanha é sobre a propriedade da empresa afinal, a Huawei pertenceria ou não ao governo chinês?


36

Comentários

Alemanha acusa Huawei de conspiração com China, empresa nega
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Fevereiro 2020

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular