LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Celulares ativos no Brasil: Samsung lidera com folga; Xiaomi dobra participação e ultrapassa LG

02 de março de 2020 40

Dados da StatCounter - serviço de análise da web que mede a quantidade de dispositivos móveis conectados à Internet - permitem um panorama das marcas mais atuantes no Brasil. Embora o estudo não aponte quantidade de dispositivos vendidos pelas fabricantes, os insights mostram, de algum modo, a preferência dos brasileiros.

E essas preferências apontam ainda para a Samsung. A gigante sul-coreana segue, como mostra o estudo, com a maior fatia de celulares conectados e acessando um dos 2 milhões de sites que a StatCounter rastreia. A Sammy lidera com 46,21% dos dispositivos em fevereiro deste ano, crescendo quase cinco pontos percentuais quando comparada ao mesmo período do ano passado, quando detinha 41,24% dos celulares.

No segundo lugar, com viés de queda, está a Motorola. A empresa tem 22,4% de smartphones ativos em fevereiro de 2020, ante 26,5% em fevereiro do ano passado. Contudo, como é possível ver pelo gráfico, a tendência é de manutenção desse posto, já que a posição seguinte está dez pontos percentuais abaixo da Motorola. E quem ocupa essa posição é a Apple, que mantém o posto com 12,31% de smartphones ativos. Em fevereiro do ano passado esse percentual era de 14,79%.


Xiaomi bota a LG para... trás

O que mais chama a atenção na análise da StatCounter é o crescimento exponencial da Xiaomi. A gigante chinesa, que em fevereiro de 2019 tinha 2,78% dos smartphones ativos no Brasil, saltou para 6,72%, número que a consolidou na quarta posição do ranking, ultrapassando a LG. A companhia sul-coreana possui 6,66% de participação em fevereiro de 2020, contra 9,2% no mesmo mês do ano passado. A ultrapassagem aconteceu em janeiro deste ano.

Um dos fatores que explicam esse crescimento é o reinício da operação da Xiaomi no Brasil, no final do primeiro semestre, com a segunda loja aberta no final do ano passado. Contudo, é bom reforçar que os dados não medem a quantidade de celulares vendidos nas unidades oficiais da empresa ou aqueles vendidos no mercado cinza, sendo apenas correspondente a acessos.

Mais buscados e metodologia

O ranking de celulares mais buscados no TudoCelular mostra a estabilidade da Samsung e o crescimento da Xiaomi, com a presença constante da Motorola. Seis dos dez modelos mais procurados são da sul-coreana, enquanto a Xiaomi têm três modelos - primeiro e terceiro lugares - e a Motorola fecha a lista com um modelo.

Vale destacar que a StatCounter mede acessos a sites que estejam cobertos pelo rastreamento da empresa. O serviço mede número de visitantes, navegador utilizado, localização, resolução de tela e mais.

Para as estatísticas do nosso mecanismo de pesquisa, analisamos todas as visualizações de página referidas por um mecanismo de pesquisa. Para nossas estatísticas de mídia social, analisamos todas as visualizações de página referidas por um site de mídia social. Resumimos todos esses dados para obter nossas informações sobre estatísticas globais."
StatCounter, sobre sua metodologia


40

Comentários

Celulares ativos no Brasil: Samsung lidera com folga; Xiaomi dobra participação e ultrapassa LG
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 61.884 mortes em 1.496.858 casos confirmados | Relatório diário

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020