LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

iPhone SE ajuda e vendas da Apple crescem 160% na China, diz relatório

22 de maio de 2020 3

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) tem causado uma forte queda na demanda por smartphones e isso afeta até mesmo a Apple. Durante o período mais crítico da crise, a gigante de Cupertino viu suas vendas caírem ao nível mais baixo na China.

Agora, enquanto o país luta para voltar a "nova normalidade", a Apple já pode comemorar. Isso porque um relatório mais recente trouxe a informação de que as vendas da empresa na China dispararam 160% em abril. Ao que tudo indica, esse resultado foi alcançado graças ao iPhone SE:

As vendas da Apple na China continuaram a se recuperar em abril, graças em parte ao lançamento de um iPhone mais barato. A recuperação acontece

quando a segunda maior economia do mundo reabre lentamente depois que o coronavírus forçou o fechamento de lojas no início deste ano, algo que causou uma queda acentuada nas vendas.


O relatório também confirma que fevereiro foi o pior mês para a Apple na China, com as vendas caindo 60% em relação ao mesmo período do ano passado. Em março, a empresa vendeu 1,5 milhão de aparelhos e abril trouxe a recuperação com as vendas alcançando 3,9 milhões de unidades.

Desse montante, 24% pertence ao novo iPhone SE. Isso indica que a Apple acertou ao lançar um dispositivo mais barato em meio a maior crise mundial de saúde pública. De toda forma, o mercado espera um ano difícil para a companhia na China:

Ainda é difícil. É difícil não apenas para a Apple, mas também para todos os fabricantes de smartphones. Para a Apple, é ainda mais difícil porque, no momento, a situação econômica não é tão boa e o orçamento do consumidor ainda não voltou aos níveis normais.

Analistas também acreditam que a queda no poder de compra do consumidor deve prejudicar a Apple e beneficiar empresas como Xiaomi e Huawei. Isso porque a retomada deve começar com os smartphones mais baratos.

Veja mais

O Apple iPhone SE está disponível na Fastshop por R$ 3.399. Para ver as outras 30 ofertas clique aqui.
(atualizado em 27 de maio de 2020, às 00:16)

3

Comentários

iPhone SE ajuda e vendas da Apple crescem 160% na China, diz relatório
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 24.512 mortes em 391.222 casos confirmados | Relatório diário da Covid-19

Samsung

Dividindo com a TSMC! Samsung fabricará GPUs básicas de 7 nanômetros para a Nvidia

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Maio 2020

Tech

De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular