LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Oppo quer produzir processadores após sanção dos EUA contra Huawei

27 de maio de 2020 7

A Oppo tem expandido a sua operação europeia e muitos analistas afirmam que a companhia tem potencial para ocupar o lugar da Huawei no velho continente. Contudo, se engana quem acha que a gigante chinesa quer parar por aí.

De acordo com novas informações divulgadas nesta semana, a Oppo vai ampliar os seus esforços e deve começar a produzir processadores proprietários. Ao que tudo indica, as sanções que os Estados Unidos aplicaram contra a Huawei pesou bastante na decisão da companhia.

Por isso, enquanto o fogo cruzado entre China e Estados Unidos deixa o mercado de tecnologia aterrorizado, a Oppo quer agir de forma preventiva para não ser pega desprevenida.


De acordo com analistas, além de almejar uma maior autonomia, a Oppo também começou um movimento sutil para se afastar de fornecedores estadunidenses. Isso está acontecendo em um momento decisivo para a empresa no ocidente, uma vez que seus aparelhos estão se tornando mais conhecidos.

Por enquanto, a Oppo não comenta o assunto. Mesmo assim,a empresa está sondando altos executivos e engenheiros que trabalharam para a UNISOC e HiSilicon. A intenção é criar uma equipe experiente. Isso pode ser visto na contratação de Jeffery Ju, ex-diretor de operações da MediaTek.

Atualmente, a MediaTek é a segunda maior fabricante de processadores do mundo e tem muitos talentos em sua equipe. A Oppo está de olho nesse pessoal e tem sondado executivos até mesmo da Qualcomm.

Caso todo o planejamento da Oppo dê certo, a empresa pode lançar um processador proprietário e iniciar um caminho semelhante ao da Huawei rumo à autossuficiência.


7

Comentários

Oppo quer produzir processadores após sanção dos EUA contra Huawei
  • É o caminho a ser seguido.
    As chinesas produzindo seus próprios processadores.

      • Só fico pensando uma coisa, será que a própria Huawei não teria a mesma ideia?

          • A Huawei já possui os processadores Kirin.

              • Porém, ela usa arquitetura totalmente da ARM, e esta é americana

                Sendo assim, a Huawei não pode fazer negócios com a ARM %uD83E%uDD37%uD83C%uDFFB%u200D%u2642%uFE0F

                  • Eu pensava que a ARM era britânica, continua sendo britânica.

                    A Qualcomm é americana, assim como a Intel.

                      • A ARM foi comprada pelo SoftBank do Japão.
                        Entretanto, a operação na China da ARM foi vendida para os próprios chineses que obtiveram o direito de utilizá-la para sempre.

                        • ARM tem uma base de associados pelo mundo...quanto a tecnologia, quem fez algo diferente foi a intel com arquitetura x86.

                          Pra isso as chinesas tem que criar uma arquitetura nova, ou em computação quântica...ai as coisas ficam sérias.

                          Pois elas as chinesas, podem aderir a um novo padrão caso seja bem eficiente, assim migrando muita coisa, mas mantendo o retorno financeiro aos desenvolvedores...pq o que manda no mundo é dinheiro!

                      Tech

                      Coronavírus: Brasil chega a 57.622 mortes em 1.344.143 casos confirmados | Relatório diário

                      Apple

                      Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

                      Android

                      Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020

                      Tech

                      De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular