LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Huawei vs EUA: Paulo Guedes se posiciona a respeito de adoção de tecnologia 5G chinesa

07 de julho de 2020 20

A implantação do 5G em diversas áreas do mundo tem enfrentado grandes problemas políticos, principalmente por contado banimento que a Huawei enfrentou dos Estados Unidos, que é um importante parceiro econômico de muitos países, inclusive do Brasil, que já recebeu um alerta onde os EUA, que não financiará a rede nacional caso a Huawei receba o direito de implantá-la.

O esclarecimento foi dado numa entrevista ontem concedida à CNN Brasil onde o ministro comentou sobre a disputa envolvendo a Huawei e o governo dos Estados Unidos, que insistem em aplicar sanções contra ela, mas curiosamente já abriram exceções para a implantação do 5G pela chinesa para garantir o desenvolvimento tecnológico do país.

Guedes esclareceu dizendo que:

“Essa suspeição geopolítica veio em um momento ruim. Num momento justamente que temos de dar um salto tecnológico qualitativo e quantitativo."

Anteriormente na entrevista ele já havia justificado a importância da nova conexão no país ao afirmar que "O 5G é exatamente a fronteira da nova revolução digital. Precisamos estar atuais." E isso faz ainda mais sentido se levarmos em conta a situação pandêmica do mundo por conta do coronavírus.


Segundo o ministro é possível que o país tenha uma posição geopolítica, mas comercialmente seja mais aberto, afinal isso traria muitos benefícios.

"Nós podíamos geopoliticamente dizer que estamos do lado de cá, mas no momento que perguntassem de economia, diria que queremos fazer negócio com todo mundo.”

Para concluir, o ministrou afirmou que seria interessante deixar o mercado agir, tornando a economia mais aberta para aqueles que desejarem oferecer o melhor serviço pelo melhor preço, em tese. Nas palavras de Guedes:

"Na hora que chega a 5G, seria interessante deixar a competição funcionar, deixar a Ericsson de um lado, a Huawei do outro lado. Deixar chinês brigar com americano, com os nórdicos, e ver quem nos serve melhor.”

Vale lembrar que os Estados Unidos têm dificultado cada vez mais as operações da Huawei ao bloquear cada vez mais o fornecimento de materiais para produção de smartphones da chinesa e tem feito pressão para que países europeus deixem de utilizar redes da dela, que já alertou o Reino Unido sobre as consequências que um banimento teria para o país.


20

Comentários

Huawei vs EUA: Paulo Guedes se posiciona a respeito de adoção de tecnologia 5G chinesa
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 97.288 mortes em 2.858.872 casos confirmados | Relatório diário

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo