LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Correios tem plano para manter atividades em possível greve dos funcionários

31 de julho de 2020 11

Enquanto alguns sindicatos aprovam indicativos de greve, a direção dos Correios segue buscando um acordo justo com seus funcionários. Em comunicado enviado nesta semana, a estatal afirma que têm negociado com as entidades representativas e a intenção é alcançar sustentabilidade financeira.

A empresa afirma que a proposta apresenta aos funcionários pretende adequar os benefícios que concede ao que está previsto na CLT e em outras legislações do trabalho.

Tendo em vista a realidade financeira da empresa, com um cenário de dificuldades que tem se agravado a cada ano que passa, os Correios precisam se adequar não só ao que o mercado está praticando, mas, também, ao que está previsto na legislação.

A Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST), recomenda, há anos, que os Correios busquem não apenas o seu reequilíbrio financeiro, mas façam, também, a redução das concessões que extrapolam a legislação e oneram suas finanças.


A estatal também afirma que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) trouxe dificuldades adicionais e isso reduziu a sua fonte de receitas. Por isso, a intenção da empresa é oferecer condições que não prejudiquem seu caixa e ao mesmo tempo preservem o emprego:

  • não procede a afirmação de que a empresa propõe modificar os termos do plano de saúde dos empregados.
  • a empresa não pretende suprimir direitos dos empregados, ao contrário do que tem sido afirmado, uma vez que esses são garantidos por lei. A proposta dos Correios objetiva ajustar o rol de benefícios concedidos à categoria em anos anteriores.

Por fim, os Correios afirmam que já possuem um plano de contingência em caso de uma deflagração de greve.

O plano deve garantir a continuidade de suas atividades, sobretudo nesse momento em que os serviços da empresa são ainda mais essenciais para pessoas físicas e jurídicas. A empresa reafirma que é dever de todos, empregados e dirigentes, prezar pela manutenção das finanças dos Correios e, consequentemente, dos empregos dos trabalhadores.


11

Comentários

Correios tem plano para manter atividades em possível greve dos funcionários
  • Toda e qualquer empresa pública neste pais serve como moeda de negociação política. Entra e sai governo e a coisa é a mesma. Solução é privatizar todas elas. Aí sim, não haverá como acontecer estas coisas que já conhecemos bem.

      • Os Correios está assim hoje graças ao Aécio Neves é seus desvios milionários é agora culpa o pobre do trabalhador afirmando que tem regalias d+ ,engraçado que antes dava para pagar tudo,certo mesmo é enquanto os Correios continua como moeda de troca de partidos político vai este serviço péssimo vai prevalecer.

          • Espero que a Amazon compre os Correios

              • Era uma empresa respeitada e querida por todos. Uma das poucas no serviço público que merecia elogios. O inicio do fim veio com chegada do PT. O mensalão foi nos Correios; alguns se esquecem. E não foi só a corrupção. Houve vontade de alguns funcionários em detonar a empresa. Hoje, depois de tudo, chegamos a um ponto que só resta mesmo estinguila. Uma pena.

                  • kkkk

                      • Que matéria imparcial, parabéns, arrotou toda a versão da empresa mas não ouviu nenhum representante dos empregados. Parabéns!
                        ...fala sério! Perdeu toda a credibilidade, não acessem mais esse pseudo meio de informação.

                          • Só li verdades, funcionários com empregos garantidos querendo os mesmos benefícios em tempo de crise, essa greve vai ser um tiro no pé deles próprios.

                            • Isso aí. Sindicatos forçando de vez a privatização. Uma bela empresa, com um monte de sanguessugas em volta estragando a mesma...... Triste, não gostaria que fosse privatizada mas me parece realmente ser a melhor opção, daí acaba de vez com essa palhaçada.

                                • É o que vai acabar acontecendo. Pegam um empresa sem concorrência, que claramente (ainda mais com o constante aumento dos preços) só gera receita. Sucateiam ao máximo, daí vendem essa empresa "falida" por um preço baixo pra algum grupo. Vide casos como a Enel, antiga Celg.

                                Tech

                                Coronavírus: Brasil chega a 98.493 mortes em 2.912.212 casos confirmados | Relatório diário

                                Android

                                Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review

                                Google

                                Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

                                Apple

                                Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo