LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Após registrar duas empresas de carros elétricos, Xiaomi deve lançar o primeiro modelo em 2024

24 de novembro de 2021 21

Atualização (24/11/2021) - por DT

Um novo relatório interno da fabricante chinesa Xiaomi, divulgado nesta quarta-feira (24), apontou que a empresa trabalha para lançar o seu primeiro modelo de produção em massa no primeiro semestre de 2024.

De acordo com informações do site Gizmochina, a Xiaomi conta atualmente com quase 14 mil funcionários no seu departamento de pesquisa e desenvolvimento. Desse total, cerca de 500 trabalham exclusivamente em projetos automotivos da companhia.


O relatório financeiro também dá a entender que o processo de construção dos carros da Xiaomi segue sem grandes problemas, tendo em vista que documentos anteriores também sinalizavam uma data próxima a 2024 para o primeiro lançamento.

Na semana passada, a empresa registrou uma 2ª empresa dedicada ao desenvolvimento de carros elétricos, chamada de Xiaomi Automobile Technology Co.Ltd. O mercado de automóveis também tem atraído outras gigantes da tecnologia, como a Apple, por exemplo.

O que você espera de um carro da Xiaomi? Conta pra gente nos comentários logo abaixo!

A Xiaomi registrou uma segunda empresa dedicada ao desenvolvimento de carros elétricos. A informação foi notada nesta semana, sendo que a nova companhia recebeu o nome de Xiaomi Automobile Technology Co.Ltd.

No entanto, diferente da primeira empresa da marca, a nova companhia tem como representante legal o próprio CEO e fundador da Xiaomi, Lei Jun. Além disso, o capital social da Xiaomi Automobile Technology é de US$ 1 bilhão.

A documentação cita que a nova empresa será responsável por fabricar novos veículos e desenvolver tecnologias de propulsão elétrica.

Cabe lembrar que a Xiaomi tem planos para lançar o seu primeiro carro elétrico em 2024, sendo que o investimento total da empresa no setor é de aproximadamente US$ 10 bilhões.

No mês passado, a Xiaomi anunciou que finalmente fechou a sua equipe automobilística com 453 pessoas.


Texto original (30/03/21)

Xiaomi confirma que vai lançar carros elétricos e faz investimento bilionário no setor

Após a publicação de alguns rumores e as constantes negativas da empresa, a Xiaomi finalmente confirmou que deve entrar no mercado de carros elétricos e autônomos. A novidade foi confirmada durante a segunda etapa do evento de lançamentos da empesa, que também trouxe ao mercado o Mi Mix Fold.

Segundo Lei Jun, cofundador e CEO da Xiaomi, a empresa deve investir cerca de US$ 10 bilhões (~R$ 54 bilhões) dentro dos próximos anos. A Bloomberg relata que a gigante chinesa deve desembolsar inicialmente cerca de US$ 1,5 bilhão (~R$ 9 bilhões) para dar o pontapé inicial no projeto.

Outro detalhe comentado pelo executivo é que a empresa espera colher bons resultados logo nos primeiros três anos, para isso o investimento inicial pode alcançar a casa dos 100 bilhões de yuans (~US$ 15 bilhões).

A Xiaomi reconhece que investir em pesquisa e desenvolvimento no setor é uma tarefa muito custosa. Por isso, a empresa espera investir cerca de 60% do valor necessário e levantar os outros 40% dos US$ 15 bilhões no mercado.

Xiaomi deve investir no mercado de carros elétricos e autônomos. Por enquanto, não há previsão para lançamento do primeiro veículo.

Apesar da ambição da fabricante chinesa chamar a atenção do mercado, a Xiaomi não é a única empresa de smartphones a investir no segmento de carros elétricos. Atualmente, Apple e Huawei também começam a ensaiar o lançamento dos seus próprios veículos.

Assim como outras empresas, a Xiaomi deve terceirizar a montagem dos carros. A fabricante chinesa apenas desenvolverá as tecnologias dos veículos e entregará o projeto para alguma parceria. O formato é o mesmo que a marca já usa no segmento dos smartphones (a Foxconn monta os celulares da chinesa). Contudo, a Great Wall Motor foi a primeira montadora a recusar a proposta da Xiaomi.

De acordo com diversos analistas, a fabricante chinesa deve entrar em um mercado promissor, mas que será extremamente concorrido. Isso porque a Tesla já está estabelecida, enquanto que diversas montadoras chinesas estão apostando pesado no segmento de carros elétricos.

A entrada da Xiaomi no mercado de veículos elétricos da China abre uma grande área de crescimento para além dos smartphones e outros produtos eletrônicos de consumo. Isso pode reverter as taxas de crescimento mais baixas desses segmentos a partir de 2023.


21

Comentários

Após registrar duas empresas de carros elétricos, Xiaomi deve lançar o primeiro modelo em 2024
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas