LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Apesar de dificuldades, China amplia a cobertura da rede 5G com novas estações

13 de abril de 2021 6

Um dos países pioneiros na tecnologia 5G, a China segue avançando com passos que julga viáveis. Em recente conferência voltada a ensaios sobre a nova geração da rede, Sun Songlin, professor na Universidade de Correios e Telecomunicações de Pequim, diz acreditar que a indústria da rede no país está progredindo rapidamente, porém, assim como qualquer outra nação, enfrenta obstáculos que a nova tecnologia ainda impõe.

Nas palavras do professor, o 5G ergue três pilares que levam a um nível de dificuldade maior para a implantação que a geração passada da internet móvel, sendo: capital financeiro, consumo de energia elevado e o demorado amadurecimento do processo.

A China está atualmente construindo uma rede 5G em larga escala, que está muito à frente do mundo, [apesar de] haver muitas vozes de dúvida na indústria.

O primeiro grande pilar que dificulta uma expansão mais rápida do 5G é o investimento que não gera retornos até agora — ¥ 260 bilhões (R$ 227,65 bilhões, em conversão direta) foram aplicados na área, e o valor pode atingir a casa dos trilhões se incluir custos ademais.

Além disso, seu consumo de energia é até três vezes maior que o gasto da infraestrutura do 4G, sendo mais um entrave para que a tecnologia combine eficiência com desempenho de internet, especialmente quando outros diversos países agilizam para implantar a rede o mais rápido possível. Em outra mão, algumas empresas buscam soluções para manter a infraestrutura operando em baixo consumo sem comprometer a velocidade.

Para mais, Ren Zhengfei da Huawei, empresa protagonista na implantação da nova rede, aponta o ciclo de vida do 5G como "lento", levando até sete anos para que amadureça completamente — em contraste com o 4G, que levou apenas três anos. Dividida entre os processos de implantação, amadurecimento, declínio e, finalmente, sua substituição por um futuro 6G, a atual geração de internet móvel levará muito tempo para que seja aperfeiçoada e considerada estável.

Até o fim do ano passado, a China detinha 70% das instalações de rede 5G de todo o mundo — algo próximo de 718 mil estações base dedicadas. Estima-se para esse ano que o número das estações chegue próximo do dobro. Com visão positiva sobre a posição da China no atual mercado de internet, Sun Songlin declarou:

Desde o início, planeja-se que a rede 5G seja implantada em larga escala e com ampla cobertura. É a mesma lógica. No processo de integração de longo prazo com a indústria, novas formas de negócios serão produzidas e a atualização industrial e a transformação digital serão promovidas.


6

Comentários

Apesar de dificuldades, China amplia a cobertura da rede 5G com novas estações
  • A China instala centenas de milhares de estações-base por ano.
    Sem dúvidas que avança bastante no setor.
    E isso será fundamental para ela dominar a próxima onda de industrialização baseada na interconectividade das empresas.

    Android

    Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

    Android

    Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

    Android

    Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

    Android

    Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020