LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Mercado Livre terá mais centros de distribuição no Brasil e não participará da privatização dos Correios

11 de agosto de 2021 25

O Mercado Livre tem investido e buscado expandir negócios no Brasil. Em maio, a empresa anunciou uma aplicação bilionária que resultou em 5 mil vagas de emprego em São Paulo e passou a realizar entregas de encomendas em 24h.

Dando continuidade ao plano de ampliar a infraestrutura logística no mercado brasileiro, a empresa acaba de divulgar a abertura de vários novos centros de distribuição no país e a consequente movimentação de vagas de emprego.

Muito embora a perspectiva seja de expansão de negócios, o Mercado Livre descartou o interesse em uma eventual privatização dos Correios. O texto-base do projeto de lei 591/2021, que pretende viabilizar a desestatização do serviço postal, foi aprovado recentemente pela Câmara dos Deputados.

Os dois novos centros de distribuição (CD) serão para fulfillment (preenchimento, em tradução livre do inglês). Ou seja, são centros que armazenam inventário dos vendedores para que os itens sejam separados, embalados e despachados após uma compra.

O primeiro centro ficará em Franco da Rocha (São Paulo) e será inaugurado ainda neste ano, enquanto o segundo será localizado em Belo Horizonte (Minas Gerais) e começará as atividades em 2022. Hoje, 30% das entregas do Mercado Livre saem de centros no modelo de fulfillment e, com os dois novos, a empresa chegará a nove CDs nesse formato.

Outros tipos de centros são o de crossdocking (passagem de produtos vindos dos centros de fulfillment ou direto dos vendedores) e o de última milha/last mile (vans saem com os produtos direto para a casa do consumidor).

Ao todo, o Mercado Livre investirá R$ 10 bilhões no Brasil ao longo de 2021.

O Mercado Livre também anunciou a inauguração de um novo centro de crossdocking em Guarulhos (São Paulo), previsto para outubro. Com esse CD, o total de centros de crossdocking chega a 18 até o final deste ano.

A empresa de e-commerce ainda tem 80 centros de última milha, e divulgou na coletiva que terá outros 26 desses centros até o final de 2021, totalizando mais de 100 CDs last mile.

Ao todo, o Mercado Livre investirá R$ 10 bilhões no Brasil ao longo de 2021. A empresa de e-commerce tem verticais de serviços financeiros (Mercado Pago); de logística (Mercado Envios); de veículos, imóveis e serviços (Mercado Livre VIS); de publicidade (Mercado Ads); e lojas virtuais (Mercado Shops). São 12 milhões de vendedores e 75,9 milhões de usuários ativos, com 29 vendas por segundo.

6 mil vagas de emprego

Toda essa expansão logística, é claro, será acompanhada por criação de empregos. O Mercado Livre estima ter 16 mil profissionais diretos até o final deste ano, 9 mil deles alocados na área de logística, em 118 locais do Brasil. Para alcançar tais números, a empresa de e-commerce deverá contratar 6 mil profissionais, 3,2 mil deles para posições em Mercado Envios.

Algumas das posições estão nos centros de distribuição em Cajamar (São Paulo) e Extrema (Minas Gerais), inaugurados em julho deste ano. O CD de Cajamar chegará a 4,5 mil funcionários, enquanto o CD de Extrema irá para 2,2 mil funcionários.

Em empregos indiretos, serão 2,5 mil vagas até dezembro. O Mercado Livre deve passar de 14,5 mil para 17 mil profissionais indiretos em sua operação até o final do ano.


25

Comentários

Mercado Livre terá mais centros de distribuição no Brasil e não participará da privatização dos Correios
  • Só compro no mercado livre nunca tive aborrecimentos tem muito mi mi mi .

      • Lá no Aliexpress tem a opção de mudar o frete.
        Tem DHL na maioria e FedEx em algumas , já podemos ver como vai ser no futuro.
        A mamata da China vai acabar !

          • Com certeza, e todos nós ( aqueles que importam para revender em Market Place quanto quem compra neles) vamos entender isso direitinho a partir do ano que vem

            • Mercado livre ultimamente está uma lástima, pois só do mês passado para cá vários compras que fiz na modalidade de entrega FULL não cumpriram os prazos de entrega. Mercadorias que vendem com a promessa de entrega no dia seguinte ou em dois dias levaram mais de 1 semana para ser entregues. E a culpa não é dos vendedores , pois eles postam as mercadorias no período correto. O problema é o sistema de entregas do mercado livre que atrasa e simplesmente se resume em dizer SUA EMTTEGA ESTA ATRASADA AGUARDE O NOVO PRAZO, simples assim.
              Comprei um perfume segunda feira da semana passada com entrega para o dia seguinte, perfume me foi entregue na segunda feira da semana seguinte.

              • Como vai ficar a questão das compras internacionais quando o produto chegar no Brasil, quem vai ser o responsável pra entregar o produto na casa das pessoas? Já q as empresas vão ser privadas... Vão ter q contratar alguma pra isso creio eu, aí vai ser mais uma taxa pra gente pagar? Prevejo só os brasileiros se fudendo nisso (principalmente quem mora no interior)
                Os Correios por mais q não tenha o serviço impecável, gera lucro pro Brasil, vai ser um tiro no pé essa privatização, só um presidente completamente idiota pra cogitar fazer essa estupidez, tem que ser muito gado pra acreditar numa coisa dessa
                Igual quando privatizaram as empresas de energia pensando que iria baratear o preço pago na conta de luz e no final das contas o brasileiro só se fudeu

                  • "Geram lucro pro Brasil" kkkkk, olha a relação dívida x arrecadação e a situação dos ativos da empresa, plmdd

                      • Os correios só gera lucro pq tem exclusividade em receber encomendas internacionais e fazer todo o processo de levar e trazer da Receita.

                        https://receita.economia.gov.br/orientacao/aduaneira/remessas-internacionais

                          • Fake News ! É fato que no app do Aliexpress eles priorizam os Correios, afinal tem o melhor preço é prazo.
                            Mais antes de finalizar a compra, a maioria tem lá às opções DHL e até FedEx.
                            Agora seu dinheiro que não dá pra pagar e você não muda .

                            • Provavelmente os Correios vão entregar pela próximos 5 anos, como está previsto na papel, caso não alterem. Depois da confirmação e vigoração da comprar eles devem cobrar para entregar ou você pode contratar alguma empresa para fazer isso Tipo a DHL e FedEx que tem no Brasil mas são bem limitadas e cobram bem caro latas fazer isso. Mas temos que aguardar para ver como será isso.

                                • Isso é referente a cartas , telegramas e coisas que ninguém usa mais . Com relação a encomendas o comprador poderá entregar como quiser, onde quiser, ajustar o frete pelo dólar , fazer como for mais lucrativo pra ele.

                                    • Pelos próximos 5 anos os correios terão monopólio e vão entregar correspondências, e a entrega de encomendas internacionais que ele mencionou será realizada somente por empresas privadas, como será os correios. Hoje a gente é taxado ( quando não dá sorte de passa direto sem ser taxado) por amostragem e não pelo valor final da compra e são poucos que tem a infelicidade de pagar 60% de imposto mais o ICMS de seu estado por que o serviço é feito por uma empresa pública, com a receita federal fazendo o serviço manual de taxar cada encomenda que chega. Numa empresa privada tudo isso é feito automaticamente pelo sistema, com base no valor da sua compra e por isso não tem escapatória, tem de pagar todos os impostos como manda a lei. Teremos sim serviços muito melhores nos correios, mais não sei se vai valer a pena usar para importações como temos feito ao longo de anos devido os preços que teremos de pagar. Basta dar uma olhada no aliexpress nos valores de frete de empresas privadas para entender pq muitas lojas da China deixaram de oferecer opções diferentes de frete e passaram a mandar tudo via correios.

                                    • Bom que dá chance pra outras empresas comprarem, gerando mais concorrência pq o ML já tem uma entrega decente sem depender dos correios

                                        • É exatamente isso , só que o contrário.
                                          Temos hoje concorrência, empresa pública e privada concorrendo .
                                          Com a venda teremos uma empresa privada que vai monopolizar, e combinar os preços com as outras empresas.

                                          • Parabéns ao mercado livre pelo investimento no Brasil, e torço para que fique longe dos correios.

                                              • Depois que o mercado livre investiu na distribuição dos produtos a minha vontade em comprar lá aumentou muito, hoje quando eu quero comprar algo penso logo no mercado livre

                                                  • A ML não participando da possível privatização dos Correios, dá mais chances pra os chineses comprarem xD

                                                    • aiiinnn, o curreios tem monopólio, tem q privatizar, ui

                                                      Android

                                                      Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2021

                                                      Android

                                                      Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                                      Android

                                                      Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                                      Especiais

                                                      Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas