LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Presidente da Huawei reafirma que empresa não desistirá do ramo de smartphones

24 de setembro de 2021 54

Atualização (24/09/21) - HA

Já são amplamente conhecidas as dificuldades que a Huawei vem enfrentando devido a sanções impostas pelos Estados Unidos que limitaram bastante o seu funcionamento — e até a fabricação do principal chip da empresa —, exigindo que a chinesa buscasse novos fornecedores e trabalhasse com componentes da Qualcomm.

Pois agora, durante o evento Huawei Connect 2021, o presidente rotativa da empresa, Xu Zhijun, e o presidente regional da Huawei China, Lu Yon, foram questionados pela imprensa a respeito de uma possível venda da divisão de smartphones devido aos problemas.

Huawei Nova 9

Xu afirmou que a Huawei não venderá seu negócio de smartphones, nem deixará de fabricar novos aparelhos. Ele mencionou ainda que o mercado está enfrentando grandes desafios de fato, e os telefones 5G da Huawei são difíceis de comprar no momento, mas que a empresa trabalhará para retomar o crescimento no tempo devido. Xu disse:

“Esperem por alguns anos porque, pelo menos, é preciso ter um sonho e mirar nele para se manter motivado"

Aguardemos para ver como a empresa se sairá mesmo com tantas dificuldades. E você, o que acha que vai acontecer?

Matéria original (17/08/21)

A chinesa Huawei vem perdendo o protagonismo no segmento de smartphones nos últimos meses. Rumores de que a empresa abandonaria o mercado em breve começaram a surgir na indústria.

De acordo com informações do site Huawei Central, o presidente da Huawei, Guo Ping, veio a público afirmar que a fabricante vai sobreviver a todos os desafios e manterá a divisão de smartphones ativa com novos lançamentos.

O líder disse ainda que a empresa continua pesquisando e desenvolvendo tecnologias para tentar voltar ao topo do mercado. A Huawei perdeu o topo da colina, que hoje é ocupado pela Xiaomi.

Ping mencionou que a divisão de automóveis da Huawei é outro negócio e que a empresa não vai fabricar carros, mas sim ajudar as montadoras na produção de tecnologias embarcadas para automóveis, além de desenvolver soluções para residências inteligentes e conectadas por meio do sistema HarmonyOS.

“A Huawei usa toda a sua força para ajudar os parceiros a melhorar suas capacidades e níveis. Ajudar os outros também é salvar a si mesmo. Acredito que, no futuro, não só seremos capazes de projetar e construir, mas também continuaremos a liderar”, colocou Ping.

Huawei vs EUA

A Huawei travou uma dura e intensa batalha com a administração Trump. Em maio de 2019, a empresa foi proibida de ter acesso a produtos e tecnologias de fabricação americana, incluindo o uso de chipsets para smartphones.

Após as sanções dos EUA, os celulares da Huawei enfrentam graves problemas de suprimentos de componentes. Além dos subcomponentes necessários, o fabricante chinês pode projetar seus chipsets, mas não pode produzi-los devido à proibição americana.

O que você pensa sobre o futuro da Huawei no segmento global de smartphones? Deixe a sua opinião nos comentários logo abaixo!


54

Comentários

Presidente da Huawei reafirma que empresa não desistirá do ramo de smartphones
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas