LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Deu o troco! OPPO ultrapassa Apple no mercado de celulares da América Latina; iPhone cresce na China

02 de dezembro de 2021 40

Atualização (02/12/2021) por LL

A Counterpoint Research acaba de revelar um novo relatório que mostra que a Apple perdeu espaço no mercado de celulares na América Latina, sendo ultrapassada pela OPPO no número total vendas.

O mercado global de smartphones vendeu 342 milhões de unidades no terceiro trimestre de 2021. A Maçã foi responsável por 48 milhões, registrando um aumento de 15% em comparação com o mesmo período no ano passado, uma movimentação fortemente impulsionada pelo lançamento da série iPhone 13.

No entanto, embora tenha ganhado espaço no mercado chinês de smartphones durante o mês de outubro, a Maçã não está nem entre as cinco marcas que mais comercializaram smartphones no continente latino-americano durante o terceiro trimestre deste ano.


A fabricante mais popular na América Latina continua sendo a Samsung. Na comparação entre o segundo e o terceiro trimestre de 2021, a marca sul-coreana registrou apenas uma pequena redução de 37% para 36% na fatia do mercado de smartphones.

Em segundo lugar fica a Motorola, que cresceu de 22% para 23% no mesmo período. Na sequência vem a Xiaomi, que aparece na terceira colocação, com 10% das vendas de smartphones no continente.

Como já era esperado, o mercado mais importante para a Apple é a América do Norte, onde a companhia tem total domínio com 48% dos smartphones vendidos no período registrado.

Na Europa, mesmo com um decréscimo de um ponto percentual (de 21% para 20%) na parcela de vendas entre o segundo e o terceiro trimestre, a Apple ganhou uma posição e alcançou o segundo lugar, ficando atrás apenas da Samsung.


A causa deste desempenho da Maçã no velho continente é a queda brusca da Xiaomi, que fortemente afetada pela crise de componentes saiu da liderança para o terceiro lugar (redução de 27% para 19%). A marca chinesa também perdeu espaço na Ásia, onde o primeiro lugar foi garantido pela vivo.

A nível global, a Samsung segue na liderança com 20% das vendas. A Apple figura em segundo lugar com 14%, seguida pela Xiaomi (13%), vivo e OPPO (10%). A realme, que conquistou 5% do mercado, ganhou destaque por comercializar mais de 16,2 milhões de unidades, um recorde registrado em plena crise de semicondutores.

O que você achou dos resultados do mercado de celulares deste terceiro trimestre de 2021? Conte nos comentários!

Tanto no mercado europeu de smartphones 5G quanto a nível global, a Xiaomi ultrapassou a Apple em vendas. Porém, durante o mês de outubro, os Apple iPhones se provaram muito populares em todo o mundo — mesmo na China, território das populares fabricantes OPPO, vivo e Huawei.

Embora a Honor tenha superado não somente a Xiaomi como também a Apple no mercado chinês de celulares na metade deste ano, um novo relatório da Counterpoint Research acaba de revelar que, ao menos durante o mês de outubro, a Maçã cresceu na China.

As vendas da Apple na China cresceram 46% em outubro se comparadas ao registro do mês de setembro.

O relatório aponta que a Apple dominou 22% do mercado de smartphones chinês durante outubro de 2021. A vivo deteve 20%, sendo seguida pela OPPO, que registrou uma fatia de 18% das vendas. A Huawei, que vem sofrendo sérios impactos negativos na produção de celulares devido às sanções impostas pelos Estados Unidos, ficou para trás com apenas 8%.

O crescimento da Apple em relação às demais marcas chinesas surpreende principalmente porque fabricantes como Xiaomi, vivo e OPPO entregam smartphones com quase a mesma qualidade de construção e câmera que os iPhones, porém pela metade do preço. Esta é a primeira vez desde dezembro de 2015 que a Maçã emerge no mercado chinês.

Esta façanha da Apple sem dúvidas só foi possível graças à série iPhone 13. As vendas da marca na China cresceram 46% em outubro se comparadas ao registro do mês de setembro. Com crescente demanda, a nova linha foi lançada há pouco tempo e rapidamente acumulou 2 milhões de pedidos na China.

Qual a sua opinião sobre o crescimento da Apple no mercado chinês? Conte nos comentários!


40

Comentários

Deu o troco! OPPO ultrapassa Apple no mercado de celulares da América Latina; iPhone cresce na China
Economia e mercado

Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos