LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Mulher é condenada por desviar 3 mil iPods de estudantes nos EUA

15 de janeiro de 2022 9

Responsável pela compra de iPods com dinheiro de subvenção federal como parte de um programa para escola que trabalhava, Kristy Stock foi presa por desviar 3 mil unidades do dispositivo que era destinado a estudantes.

Segundo relatório emitido pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, Stock e seus comparsas foram sentenciados por fraude fiscal e transporte de mercadorias roubadas.


De acordo com os autos do processo, o esquema começou em 2013 quando a americana, que era responsável por um programa no Distrito Escolar Consolidado Central do Novo México, passou a desviar os iPods que estavam designados a estudantes nativo americanos vivendo em reservas tribais.

Com a ajuda de James Bender e Saurabh Chawla, os iPods eram enviados para o estado de Maryland, onde seriam vendidos no Ebay por um preço abaixo do mercado. Segundo a própria Stock, ela chegou a faturar mais de U$$ 800 mil de 2013 a 2018; quantia equivalente a aproximadamente R$ 4.5 milhões na cotação atual.

Pelo desvio e por apresentar declarações fiscais falsas sobre a sua renda, resultando em um prejuízo de cerca de U$$ 270 mil ao governo estadunidense, Stock foi sentenciada a 18 meses de prisão. Seu comparsa, Chawla, por ter sonegado ainda mais, foi condenado a 66 meses. Bender, por outro lado, precisará passar apenas 366 dias atrás das grades.


9

Comentários

Mulher é condenada por desviar 3 mil iPods de estudantes nos EUA
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas