LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Activision Blizzard e Microsoft estão sendo acusadas de terem manipulado a fusão entre as empresas

28 de novembro de 2022 0

A fusão entre a Activision Blizzard e Microsoft está sob análise minuciosa de diversos órgãos regulamentadores ao redor do mundo, principalmente da Comissão Europeia e da FTC, órgão norte-americano.

Esta semana, o negócio ganhou mais um obstáculo, já que fundo de pensões do governo da Suécia avançou com um processo legal contra as empresas, alegando que eles se aproveitaram dos escândalos envolvendo a Activision Blizzard, além de terem protegido o CEO, Bobby Kotick.

O processo com mais de 200 páginas movido contra a Activision Blizzard acusa Kotick e ex-membros do quadro de gestores da empresa de preparar um negócio abaixo do preço real da companhia, apenas para permitir que o CEO permaneça na liderança até à venda, o que lhe permitirá receber um prémio milionário.

A Microsoft é acusada de usar o escândalo em torno da Activision para realizar a compra em "liquidação" em um momento de fraqueza. De acordo com a Bloomberg, "a Microsoft explorou o escândalo do assédio e usou a sua influência comercial sobre a Activision precisamente para oferecer a Kotick uma forma de salvar a sua própria pele."

Conspirou com Kotick e o quadro de gestores para os ajudá-lo a escapar das consequências pessoais e profissionais do escândalo.

Um representante da Activision defendeu o negócio e afirma que se trata de um bom valor para os acionistas, relembrando que conseguiram 98% de aprovação. Além disso, afirma que foi uma decisão pensada pelo bem de todos os funcionários.

Da parte da Microsoft, um representante diz que o negócio foi efetuada de forma "justa e de acordo com a lei".

O processo legal acusa a "transação negociada de forma apressada" de servir apenas para proteger Kotick e outros gestores das consequências, sem esquecer que ele receberá mais de 400 milhões de euros como prêmio.

A queixa diz ainda que a Microsoft foi rápida para tirar proveito do momento e ajudar a tirar os holofotes do escândalo. Além disso, acusa os gestores de esconder informações importantes antes da aprovação.

Vale dizer que essa não é a primeira vez que a compra é contestada pelos mesmos motivos do processo acima, mas como sempre, devemos esperar pelas decisões oficiais para descobrir como essa história irá terminar.

Você acha que a fusão entre Microsoft e Activision Blizzard será barrada?

Veja também!


0

Comentários

Activision Blizzard e Microsoft estão sendo acusadas de terem manipulado a fusão entre as empresas
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Economia e mercado

Motorola lança primeira conta digital do mundo integrada a um smartphone

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços