LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Vendas de celulares no Brasil caem 21,9% no 2º trimestre de 2023, aponta levantamento

10 de novembro de 2023 14

As vendas de aparelhos celulares no segundo trimestre de 2023 foram 21,9% menores do que no mesmo período de 2022, o que levou a um faturamento 32,4% menor em relação ao ano anterior. Os números são do estudo IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q2/2023.

Segundo o levantamento da consultoria International Data Corporation (IDC), foram vendidos 8.861.360 celulares entre os meses de abril, maio e junho deste ano, sendo 381.956 feature phones e 8.479.404 smartphones. Do total, quase metade (3.498.406) suporta o 5G.


O estudo estima que o setor movimentou R$ 13,15 bilhões no 2º trimestre de 2023, ainda assim, houve uma queda de 32,4% em comparação com o mesmo período de 2022, quando o segmento conseguiu obter uma receita de cerca de R$ 17 bilhões.

Ainda de acordo com o levantamento, a faixa de preço dos celulares mais vendidos no período foi de até R$ 999, com 47,4% do volume total de compras. Já o ticket médio somente dos smartphones foi de R$ 1.543, 13,6% menor do que nos mesmos meses de 2022.


“Além de estoques cheios, devido à diminuição nas vendas do período, também podemos atribuir esses baixos resultados ruins ao aumento do ciclo de vida dos smartphones, que faz com que os consumidores mantenham seus dispositivos por mais tempo”, destacou a analista de Pesquisa e Consultoria de Consumer Devices da IDC Brasil, Andréia Chopra.

Vale lembrar que uma pesquisa recente apontou que metade dos brasileiros possui o mesmo celular desde 2020/2021. De todo modo, a IDC Brasil projetou uma melhora para o segundo semestre por causa das vendas de Black Friday e de Natal, que devem alavancar os números.

Mercado cinza

Por sua vez, o mercado paralelo de celulares no Brasil cresceu e registrou um faturamento de R$ 772,2 milhões, 4,54% mais do que nos mesmos meses de 2022. Ao todo, foram 898.881 aparelhos vendidos, um crescimento de 4,1% na comparação com o ano passado.

É importante destacar que é necessário ter muito cuidado ao adquirir um smartphone no chamado mercado cinza, priorizando a segurança e a garantia da compra, especialmente no que diz respeito à certificação junto à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Expectativas para 2024

Para 2024, a projeção é de um resultado superior ao de 2023, principalmente pela demanda reprimida do ciclo de trocas de aparelhos nos anos anteriores. Modelos com o 5G devem se estabelecer ainda mais com o avanço da disponibilidade da rede.

“Esperamos que o 5G esteja mais estabelecido no mercado e, apesar da extensão do ciclo de trocas de smartphones, entendemos que o consumidor pretende realizar a substituição do aparelho ao longo do próximo ano”, avaliou Andréia Chopra.

E você, pretende comprar um celular ainda em 2023? Conta pra gente nos comentários logo abaixo!

Veja também


14

Comentários

Vendas de celulares no Brasil caem 21,9% no 2º trimestre de 2023, aponta levantamento
Economia e mercado

Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Windows

Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos