LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Google expande opções de publicidades para anunciantes no Google TV

07 de junho de 2024 4

Anunciantes que queiram exibir suas publicidades pelo Google TV ganharam novas opções de formato, segundo comunicou o Google à imprensa estrangeira. De acordo com o material (via Android Central), a expectativa é a de que empresas que invistam nisso alcancem cerca de 20 milhões de espectadores em mais de 125 canais.

Dentre os formatos, porém, há alguns que podem irritar os telespectadores: o Google menciona expressamente, por exemplo, “anúncios não puláveis”, assim como algumas peças publicitárias que já vemos no YouTube.

Veja também

Os programas afetados contemplam uma série de gêneros, de transmissões esportivas ao vivo, shows, filmes e séries, como parte do “Google TV Network”. O nome técnico para este mercado é “FAST” – sigla em inglês para “TV gratuita apoiada por anúncio” – e ele vem ganhando muito espaço no mercado: em 2019, ele valia aproximadamente US$ 700 milhões (R$ 3,7 bilhões), mas deve chegar a mais de US$ 6 bilhões (R$ 31,77 bilhões) em 2025, segundo o Statista.

O Google não detalhou a parte técnica, mas deu a entender que os formatos de exibição devem seguir um padrão similar ao que se vê no YouTube: as peças publicitárias veiculadas na rede social de vídeos da empresa conta com opções variadas, incluindo anúncios rápidos de 6 a 15 segundos (que você não pode pular) e veiculações mais longas, de 30 a 60 segundos, que você consegue cortar após um período pré-determinado (normalmente, depois de 5 segundos).

A medida serve para ampliar a presença de mercado do Google no setor publicitário: em 2023, a empresa de Mountain View amealhou faturamento de US$ 237,86 bilhões (R$ 1,26 trilhão, aproximadamente) somente neste campo. Hoje, trata-se do maior “ganha pão” da companhia. Há que se considerar também as ofertas de terceiros em planos de assinatura com anúncios – como se vê em alguns streamings: a estrutura de veiculação publicitária do Google também contempla alguns desses fornecedores.

Paralelamente, o Android Central cita um estudo da Deloitte, que afirma que aproximadamente 60% dos telespectadores dos EUA usam alguma smart TV com sistema operacional gratuito suportado por anúncios, então ainda há mais espaço para a empresa faturar mais.


4

Comentários

Google expande opções de publicidades para anunciantes no Google TV
  • Isso aí é um abuso enorme da Google. Pq no Android TV/Google TV os usuários ficam a mercer do launcher da Google sem ter opção de alterar, o que é uma clara forçada ao cliente que é obrigado a usar o launcher dela com propagandas. Felizmente aqui como uso dongle, tenho mais liberdade pra instalar apps (.APK) e eu meti um AdBlock (Adguard) que bloqueia as propagandas no Google TV. Mas muitos não tem como fazer isso e ficam a mercer da Google e seus ADS.

      • Nos estados unidos o Google começou a testar anúncios na interface Google TV. No Brasil ainda não tem mas na interface Android TV já tem a algum tempo infelizmente.

          • Eu também

              • Com o aumento dos serviços de streming, voltei para pirataria e não me arrependo.

                  Economia e mercado

                  Huawei Kirin 9010L: chipset inédito é encontrado em smartphone intermediário da chinesa

                  Android

                  Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                  Android

                  Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                  Windows

                  Versão 122 beta do Microsoft Edge com melhorias e atualização de recursos