LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Moto G6 vs Redmi 5: qual é o melhor intermediário barato no fim de 2018?

14 de dezembro de 2018 22

O ano de 2018 não teve uma grande evolução no mercado de smartphones, mas trouxe mudanças significativas na categoria intermediária. Para quem faz questão de gastar menos, mas ainda quer dispositivos que oferaçam mais do que apenas o básico, isso é ótimo.

Pegamos dois intermediários baratinhos - ao menos agora, no final do ano - para fazer uma comparação. Temos um modelo "nacional", ou seja, vendido de maneira oficial por aqui, e um importado, que já foi encontrado via marketplace, mas está momentaneamente indisponível, a menos que você tope comprar das lojas chinesas.

E aí, será que compensa arriscar pegar o Redmi 5 e pagar todas as taxas de importação, ou o Moto G6 entrega mais, além da assistência técnica autorizada? Vamos ver as diferenças de cada um conforme os testes do TudoCelular para te ajudar a chegar a uma conclusão.

Design e acabamento

Tanto o Moto G6 quanto o Redmi 5 já possuem a tela na proporção 18:9, formato que começou a aparecer já em 2017 e se popularizou este ano. Ambos ainda trazem tela de 5,7 polegadas, mas com uma diferença técnica: o modelo da Motorola tem resolução Full HD+, enquanto o da Xiaomi utiliza o HD+. Os painéis são IPS LCD nos dois casos.

Com display de mesmo tamanho e proporção, a comparação das dimensões faz bastante sentido. A diferença é pequena, mas o Redmi 5 é mais baixo e ligeiramente menos largo, além de consideravelmente mais espesso. O aparelho da Xiaomi ainda tem cerca de 10 gramas a menos em peso, como você pode conferir no comparativo em tamanho real abaixo.

72.3 x 153.7 x 8.3 mm
5.7 polegadas - 2160x1080 px
72.8 x 151.8 x 7.7 mm
5.7 polegadas - 1440x720 px
Ir para página de comparação

Com relação ao acabamento, o Moto G6 traz corpo todo em vidro, apesar de parecer plástico ao toque. Já o modelo da Xiaomi tem corpo que mescla policarbonato e metal. As laterais são basicamente de plástico, bem como as partes inferior e superior da parte traseira - de modo que o sinal de rede não sofre interferências. Mas a tampa traseira é metálica.

No geral, são aparelhos elegantes e bem construídos. O Moto G6 tem o formato mais arredondado, contra um corpo mais quadradão do Redmi 5. As laterais de ambos são bastante curvas e a pegada não é muito diferente, ficando a distinção entre os dois na parte de cima e de baixo (veja na figura acima).

Nada de certificação IP68, mas ao menos temos entrada para fones de ouvido em ambos. Outra diferença que vale a pena notar é o conector do cabo de dados e energia: o Moto G6 já utiliza o padrão USB-C, enquanto o Redmi 5 tem a entrada tipo micro USB.

Software e recursos

Android pouco modificado ou com aparência e recursos bem diferentes? A opção entre Motorola e Xiaomi te dá essas duas opções - descontando, claro, dispositivos do programa Android One. O Moto G6 tem aparência próxima à dos Pixel, ao passo que o Redmi 5 traz a interface MIUI, que está entre as mais otimizadas do mercado.

Apesar da aparência de Android do Google, porém, o Moto G6 tem bastante modificações. A maior parte dos recursos extras fica no aplicativo Moto, onde você pode ajustar gestos, opções da tela e até mesmo configurar senhas para acessar apps e recursos mais rapidamente. Também tem uma espécie de assistente para otimizar o seu smartphone.

Já a MIUI é uma coisa mais complexa. Para começar, a versão da interface não está diretamente ligada à versão do Android que roda por baixo. Mas isso faz pouca diferença, já que são os recursos da própria Xiaomi que chegam ao usuário, e isso depende justamente da versão da interface.

Neste caso, o dispositivo roda a MIUI 9 com o Android Nougat. A atualização para a versão 10 da interface está em desenvolvimento, e vai trazer o Android Oreo para o Redmi 5.

Hardware e desempenho

Moto G6 Redmi 5
Chipset Qualcomm Snapdragon 450
8x 1,8 GHz
Qualcomm Snapdragon 450
8x 1,8 GHz
Placa gráfica Adreno 506 Adreno 506
Memória RAM 3 GB 3 GB
Armazenamento 32 GB
+ micro SD até 128 GB
32 GB
+ micro SD até 128 GB

O hardware dos aparelhos é igual. O Redmi 5 tem mais de uma versão, mas testamos a que tem 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento. Há uma opção com 4 GB de RAM e outra com 2/16 GB. Focaremos a análise na versão intermediária.

Os resultados em nosso teste de velocidade são bem interessantes. O Moto G6 foi mais rápido na volta 1, mas o multitarefas inexistente atrapalhou na segunda e o aparelho encerrou com mais de 2 minutos de tempo total. Já o Redmi 5 teve uma primeira volta consideravelmente mais lenta, mas manteve os apps abertos e reverteu o resultado com apenas 21s de volta 2.

Assim, os tempos totais foram de 2min24s para o aparelho da Motorola e 1min54s para o da Xiaomi. Tempos não muito bons para dispositivos intermediários, é verdade. Mas está bem razoável.

Em jogos, a fluidez parece ser um pouco melhor no lado chinês. O Redmi 5 alcançou taxas de quadros melhores e com menos quedas em alguns dos jogos que testamos, mas no geral os dois apresentaram desempenho bastante parecido.

Moto G6 Redmi 5
Volta 1 1:14 1:33
Volta 2 1:10 0:21
AnTuTu 70.437 69.526
GeekBench CPU 737 / 3.828 763 / 3.526
GeekBench GPU 2.764 3.140
3D Mark 438 432
GFX Bench (Manhattan off) 376,8 582,8
GFX Bench (T-Rex off) 1.200 1.214
Bateria

Chipset igual, tela de mesmo tamanho, mas resolução e bateria diferentes. E o Moto G6 fica em desvantagem, com imagens em Full HD e menos carga, totalizando 3.000mAh, contra 3.300 mAh do Redmi 5, que ainda usa resolução HD.

No fim das contas, o modelo da Xiaomi conseguiu praticamente três horas e meia a mais de uso em nossa simulação de uso real, chegando a 17 horas. O Moto G6 ficou quase nas 14 horas. Essa desvantagem se repete em todos os outros testes que fizemos.

O G6 só ganha em recarga, com cerca de meia hora a menos na tomada do que o concorrente. Porém, considerando a carga maior e o tempo de uso também superior, meia hora a mais para ir de 0% a 100% não é muita coisa. Até porque o ideal é recarregar um pouco da bateria várias vezes ao dia, segundo especialistas.

Moto G6 Redmi 5
Uso real TC 13:49 17:05
Tempo de tela 6:58 8:22
Reprodução de vídeo 8:40 12:01
Gravação de vídeo 4:26 5:49
Videochamadas 4:34 7:56
Jogos (média) 7:48 7:00
Recarca 0% a100% 1:37 2:06
Câmeras
Moto G6 Redmi 5
Resolução máxima 12 MP + 5 MP 12 MP
Abertura f/1.8 + f/2.2 f/2.2
Estabilização Digital Digital
Flash Dual LED Dual LED
Frontal 8 MP f/2.2 5 MP

Como já apontamos no review do Redmi 5, aparelhos de menos de R$ 1.000 costumam entregar resultados fracos na captura de imagens. E isso não é exceção para o dispositivo da Xiaomi. O Moto G6, no entanto, tem um bom conjunto, mas chegou ao país por um valor maior que o citado. Além de ter sensor traseiro duplo.

Bom lembrar sempre que fotografia é algo bastante subjetivo. Mas tentamos falar de aspectos mais técnicos, e o usuário avalia se é do seu agrado ou não. Sendo assim, temos um bom nível de detalhes no Moto G6 para um dispositivo intermediário, com cores e exposição bem equilibradas. À noite, o nível de ruídos não é dos piores, e a estabilização é bem ok.

O ponto fraco fica para as selfies. Estabilização deixa a desejar, e as fotos não alcançam um bom nível nem mesmo com boa luz. O flash frontal também não consegue ajudar muito em ambientes mal iluminados.

Já o Redmi 5 peca bastante em captura de imagens, com alcance dinâmico fraco e nível de detalhes um pouco abaixo do apresentado pelo concorrente deste comparativo. Em ambientes noturnos, a coisa fica ainda pior. Mas, para um smartphone barato, está de bom tamanho.

A gravação de vídeos também dá ligeira vantagem para o modelo da Motorola. Ambos só gravam em Full HD, mas o Moto G6 ainda permite utilizar taxa de quadros maior, a 60 fps. A estabilização deste é boa, enquanto o Redmi 5 entrega vídeos bastante tremidos. À noite, o dispositivo da Xiaomi não é recomendado.

Moto G6

Redmi 5

Tela
Moto G6 Redmi 5
Tamanho 5,7" IPS LCD 18:9 5,7" IPS LCD 18:9
Resolução 1080 x 2160 pixels 720 x 1440 pixels
Densidade de pixels 424 ppi 282 ppi
Proteção Gorilla Glass 3 Gorilla Glass

Para quem gosta de painéis LCD, as duas opções são bastante interessantes. Ambos têm tela de 5,7 polegadas já na proporção 18:9, um novo padrão que não tem mais como fugir em smartphones. Ao menos, nada de notch em nenhum dos dois modelos.

O Moto G6 acaba saindo na frente porque usa resolução Full HD+, com 1080 x 2160 pixels. O Redmi 5 usa resolução um pouco menor, ficando no HD+, de 720 x 1440 pixels. Isso dá uma boa diferença na densidade, que é cerca de 30% maior no dispositivo da Motorola.

A qualidade dos painéis é boa, com bom nível de contraste, brilho suficiente para usar em ambientes externos - exceto se tiver luz solar direta - e brilho mínimo também confortável, com opção para ativar filtro de luz azul, essencial para o uso à noite.

Os dispositivos também permitem alguns pequenos ajustes na temperatura de cores, mas nesse caso o Redmi 5 leva vantagem por oferecer mais opções do que o Moto G6.

Conclusão

Há um bom equilíbrio entre o Moto G6 e o Redmi 5. O modelo da Xiaomi valeria a pena, não fossem as taxas e o pesado valor de frete que a GearBest tem aplicado aos produtos enviados para o Brasil. Mas seria por pouca coisa, já que o único modelo do Redmi 5 disponível está cerca de R$ 840 na loja chinesa.

Além disso, é bom lembrar que a Xiaomi não tem representante oficial no Brasil atualmente. Ou seja, se você precisar de assistência técnica, pode enfrentar problemas. É uma aposta, e só você pode decidir se compensa fazer.

Com isso, o Moto G6 acaba se tornando uma opção bastante viável. Você pode fazer a compra hoje e receber o aparelho em pouco tempo na sua casa - dependendo de onde você mora, pode variar bastante o tempo de entrega, mas a disponibilidade é imediata.

O modelo da Motorola tem duração da bateria menor e problema com o multitarefa, mas se mostrou mais veloz para tarefas do dia a dia. Além da qualidade da câmera ser um pouco superior.

Mais Notícias
Mais Notícias

Pelo preço atual disponível no varejo online brasileiro, recomendamos o Moto G6. O Redmi 5 é um ótimo dispositivo, mas a dificuldade em importar, ainda mais sendo um modelo que a Xiaomi já não fabrica mais, dá a vantagem ao dispositivo da Motorola neste momento. Mas não esqueça de ver um pouco mais sobre cada um no review completo do TudoCelular.

E aí, qual você prefere: Moto G6 ou Redmi 5? Conta pra gente nos comentários. E aproveite para deixar uma dica para nosso próximo comparativo.

(atualizado em 19 de janeiro de 2019, às 13:26)

22

Comentários

Moto G6 vs Redmi 5: qual é o melhor intermediário barato no fim de 2018?
Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones intermediários com melhor desempenho | Guia do TudoCelular