LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Sem royalties! Google pode criar formato de som e vídeo imersivo para substituir Dolby Atmos e Vision

22 de setembro de 2022 8

O Google pode estar planejando uma alternativa gratuita e aberta para o Dolby Atmos e Dolby Vision, duas das mais renomadas classificações de qualidade de áudio e vídeo. De acordo com as informações do site Protocol divulgadas na última quarta-feira (21), a gigante das buscas quer tornar a experiência audiovisual imersiva mais acessível para todos.

O “Projeto Caviar”, como parece ser chamado pelos familiarizados com o assunto, é cotado para ser uma marca notável que irá certificar a experiência de som mais imersiva e melhor qualidade de imagem em produtos como soundbars e TVs, de modo similar ao Dolby Atmos e Vision, porém sem cobrar royalties das fabricantes.

YouTube pode ser o primeiro serviço a oferecer tecnologias do Projeto Caviar (Imagem: Reprodução)

Segundo a fonte, os planos para a criação dos formatos de áudio e vídeo foram tratados em um evento privado da empresa que ocorreu no início de 2022. O material vazado para o site incluía um vídeo de Roshan Baliga, gerente de produtos do Google, falando que o objetivo é criar um “ecossistema mais saudável e amplo” para o audiovisual imersivo.

Tais especulações surgem em um cenário em que fabricantes de celulares, tablets, monitores e outros aparelhos para consumo de mídia destacam o uso das tecnologias da Dolby — vide o Apple Music com Dolby Atmos e o Amazon Fire TV Stick 4K Max com Dolby Vision. A questão é que as empresas devem pagar royalties para utilizarem a marca em seus produtos.

“Uma fabricante de dispositivos de streaming com um produto de US$ 50 deve pagar cerca de US$ 2 por cada unidade vendida para o Dolby Vision e Dolby Digital”, explica o Protocol. Isso sugere que as taxas cobradas pela Dolby giram em torno de 4% em produtos; os valores cobrados em serviços, como o Apple Music, não foram divulgados.

É acrescentado que o Projeto Caviar teria sua primeira aplicação no YouTube, permitindo que criadores de conteúdo gravem vídeos com seus novos formatos para que entreguem a melhor qualidade de imagem e som 3D na plataforma. Por ora, não há menções para sua integração no Android ou Google TV, tais que também não suportam as tecnologias da Dolby.

(Imagem: Reprodução)

O Google ainda não comentou publicamente sobre essa suposta tecnologia gratuita que substituiria o Dolby Atmos e Dolby Vision, mas é inegável que a novidade seria muito bem-vinda para o ecossistema da marca.

Você costuma assistir vídeos ou ouvir música com as tecnologias da Dolby? Comente!

Veja mais!

O Google Pixel 6 está disponível na Carrefour por R$ 4.417 e na Amazon por R$ 4.979. Para ver as outras 25 ofertas clique aqui.
(atualizado em 05 de outubro de 2022, às 19:36)

8

Comentários

Sem royalties! Google pode criar formato de som e vídeo imersivo para substituir Dolby Atmos e Vision
Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas