LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

ZTE Axon 11 é anunciado com 5G, Snapdragon 765G, câmera de 64 MP e tela de 90 Hz; saiba mais

23 de março de 2020 3

Após a sua primeira apresentação na semana passada e depois de vários rumores, o intermediário ZTE Axon 11 é finalmente apresentado ao mercado chinês elevando ainda mais a competitividade de um segmento já muito disputado.

Com o Axon 10s Pro 5G oferecendo um ótimo custo benefício no mercado de topos de linha, assim como a geração anterior, agora a fabricante adota uma estratégia agressiva em seu novo intermediário, integrando conectividade 5G com tela de altas taxas de atualização, carregamento sem fio e quatro câmeras traseiras com sensor principal de 64 MP.

A ZTE dá grande atenção ao acabamento, construção e design do smartphone intermediário para se destacar entre os competidores: ele oferece uma tela 3D nos moldes do modelos de alto desempenho e, embora continue com o entalhe de gota, apresenta uma tela de taxa de atualização de 90 Hz como mais um destaque.

A tampa traseira conta com duas opções de cores: mantendo apenas uma variante preta e outra variante branca, sem opção azul como no ZTE Axon 10S.

No conjunto de câmeras a fabricante apresenta um sensor frontal de 20 MP para selfies e um conjunto de quatro câmeras traseiras posicionadas em um módulo quadrado com sensor principal de 64 MP, sensor de 8 MP com lente grande-angular e outros dois sensores de 2 MP cada, sendo um com lente macro e outro dedicado em dados de profundidade de campo.


O hardware fica a cargo do eficiente Snapdragon 765G da Qualcomm, um chipset intermediário que têm se destacado por oferecer preço baixo para o seu segmento e tecnologias mais recentes como a construção em 7 nanômetros e suporte para a rede 5G, algo que o Axon 11 não deixa de fora.

Com opções de 6 GB e 8 GB de RAM e armazenamento de 128 GB e 256 GB, o smartphone conta também com bateria de 4.000 mAh com carregamento rápido QuickCharge 4 e carregamento sem fio, Android 10 rodando por baixo da interface própria da ZTE, a MiFavor 10 e também oferece leitor biométrico sob o display.

ZTE Axon 11: especificações

  • Tela AMOLED de 6,47 polegadas com resolução Full HD+ (2340x1080p)
  • Painel com entalhe em formato de gota, taxa de 90 Hz e proporção 19,5:9
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 765G com 5G integrado
  • GPU Adreno 620
  • 6 GB e 8 GB de memória RAM
  • 128 GB e 256 GB de armazenamento interno
  • Câmera frontal de 20 MP com f/2.0
  • Quatro câmera traseiras
    • Sensor principal de 64 MP com abertura f/1.89
    • Sensor de 8 MP para lente grande-angular
    • Sensor de 2 MP para lente macro
    • Sensor de 2 MP para dados de profundidade de campo
  • Leitor biométrico sob o display
  • Bateria de 4.000 mAh com QuickCharge 4
  • Carregamento sem fio via indução magnética

O ZTE Axon 11 será disponibilizado na China nas variantes de 6 GB + 128 GB pelo preço de 2.698 yuan (R$ 1.919), 8 GB + 128 GB por 2.998 yuan (R$ 2.133) e, por fim, um terceiro modelo mais poderoso com 8 GB + 256 GB por 3.398 yuan (R$ 2.417). Ainda não foi divulgado se a fabricante planeja anunciar uma versão internacional do intermediário, mas caso isso esteja nos planos a ZTE deve apresentar novidades em breve.

O ZTE Axon 11 5G ainda não está disponível nas lojas brasileiras. Para ser notificado quando ele chegar clique aqui.

3

Comentários

ZTE Axon 11 é anunciado com 5G, Snapdragon 765G, câmera de 64 MP e tela de 90 Hz; saiba mais
Economia e mercado

Coronavírus: como diferenciar doenças como resfriados, rinite e mais da COVID-19

Android

Top 10! Melhor aplicativo ou canal de saúde para se exercitar em casa | Guia do TudoCelular

Android

Coronavírus: saiba como se comunicar com familiares e amigos durante a quarentena

Curiosidade

Saiba higienizar o celular para reduzir chances de contaminação por coronavírus