LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Realme 10: Helio G99 e novo design justificam troca de geração? | Vídeo Hands-on

26 de novembro de 2022 5

Lançado na segunda semana de novembro, o realme 10 foi o primeiro smartphone da nova linha numérica da chinesa a chegar ao mercado global.

O aparelho traz a nova linguagem visual da família e conta com conexão apenas 4G, ou seja, algo para fazer com que ele se torne o mais barato de sua geração.

Com isso, temos aqui um smartphone para quem tá com orçamento apertado e precisa comprar um novo aparelho antes do fim do ano, mas não liga muito para a nova conexão 5G.

Sem mais delongas, role a página para baixo ou, se estiver com pressa, pegue um atalho no índice.

Índice do Hands-on
Design e acessórios

Começando pelo visual, é notável que o realme 10 está muito mais elegante que o seu antecessor, algo que até disfarça o fato dele ser um smartphone de baixo custo.

Ele tenta seguir a tendência atual de design e isso fica evidente ao notar que as laterais são achatadas e o conjunto de câmeras não tem um módulo, mas sim duas lentes soltas no topo da traseira.

Ainda assim, o realme 10 deixa evidente que é um aparelho acessível ao notar que a sua construção é feita em policarbonato e que o seu display tem borda inferior muito mais espessa que as demais.

O realme 10 tem porta USB-C e P2 para fones de ouvido e o seu leitor de digitais está localizado no botão de energia. Uma boa notícia é que esse sensor consegue ser muito ágil para ler a digital.

Além disso, o realme 10 é completo na parte de conexões: conta com gaveta para dois chips SIM e mais slot para cartão MicroSD.

Tela e hardware

O realme 10 foi anunciado com tela AMOLED de 6,4 polegadas que tem resolução Full HD Plus e suporta taxa de atualização de 90 Hz. O brilho máximo desse painel pode alcançar até 1000 nits em ambientes externos.

Em suma, o display é bom para ver filmes e séries, além de jogar qualquer game que você deseje. Contudo, é preciso dizer que o realme 10 não tem um bom conjunto de áudio.

Quanto ao processador, o MediaTek Helio G99 funciona muito melhor aqui no realme 10 do que em outros aparelhos como o POCO M5, por exemplo. Mas é preciso lembrar que nos dois casos estamos falando de aparelhos de entrada.

Ou seja, não espere muito desempenho. O Helio G99 é um bom chipset para tarefas típicas de um usuário comum: navegar na web ou em redes sociais, usar mensageiros, tirar fotos e jogar games casuais.

A bateria do realme 10 também se destaca pela sua capacidade de 5.000 mAh e isso garante um dia inteiro longe da tomada em uso intermediário. Na hora de recarregar, você vai poder aproveitar a velocidade de até 33W oferecidos pela realme.

Por fim, na parte de conectividade, apesar de não ter suporte ao 5G, o realme 10 traz Wi-Fi em banda dupla e Bluetooth 5.1.

73.3 x 159.9 x 8 mm
6.4 polegadas - 2400x1080 px
Ir para página de comparação
  • Tela AMOLED de 6,4 polegadas com resolução FHD+
  • Display com furo e taxa de 90 Hz
  • Plataforma MediaTek Helio G99
  • 4 GB ou 8 GB de RAM
  • 128 GB de armazenamento interno
  • Memória expansível com cartão MicroSD
  • Câmera frontal de 16 MP
  • Duas câmeras traseiras com lente principal de 50 MP e 2 MP (P&B)
  • Conexão 4G, Wi-Fi em banda dupla, Bluetooth 5.1, porta P2
  • Bateria de 5.000 mAh com carregamento de 33W
  • Android 12 rodando sob a realme UI 3.0
Software

No departamento de software, temos aqui a realme UI 3.0 que roda sob o Android 12. O software está no pacote de segurança de setembro e o Android 13 já está garantido neste modelo.

Quanto à interface em si, ela é muito mais limpa que a encontrada em aparelhos de outras fabricantes e traz alguns ajustes proprietários da realme que são úteis.

A realme UI do realme 10 também permite que você possa expandir a memória RAM do smartphone em mais 8 GB virtualmente. Na prática, esse aparelho alcança 16 GB de RAM, mas é claro que ainda não é uma experiência tão boa quanto ter 16 GB de RAM nativos.

Em suma, a interface realme UI sempre foi "simpática". Ela é boa e consegue explorar bem o hardware. Tudo isso sem atrapalhar a vida do usuário.

Câmeras

O sensor principal do realme 10 é o Samsung JN1 de 50 MP e o secundário tem apenas 2 MP, trabalhando em preto e branco. Ou seja, basicamente esse é um smartphone de câmera única.

De qualquer forma, a câmera principal entrega boas fotos naquele cenário perfeito para a maioria dos smartphones: em ambientes externos e com boa iluminação natural.

O software ainda traz um algoritmo para forçar uma melhora no contraste e nitidez das imagens, algo que até ajuda em alguns cenários.

Agora, o que realmente se destacou no realme 10 é a capacidade dele tirar boas fotos noturnas em alguns cenários, mesmo com um hardware consideravelmente modesto.

Isso mostra que o algoritmo da realme está evoluindo bem com o passar do tempo. Na parte de selfies, temos fotos ok com a câmera de 16 MP.

Contudo, se você for gravar qualquer vídeo aqui temos uma péssima notícia: os registros são ruins por falta de estabilização óptica ou até mesmo eletrônica.

O realme 10 consegue gravar vídeos Full HD a 60 ou 30 fps, mas os registros não ficam bons. Talvez em gerações futuras a realme consiga dar uma melhorada neste quesito.

Primeiras impressões e preço

Sem previsão de lançamento no Brasil e custando o equivalente a R$ 1.500 na Europa, o realme 10 traz um bom conjunto para quem tem orçamento apertado em 2022.

Principalmente em um momento onde tudo está subindo com a alta da inflação global, mas é preciso dizer que o realme 10 é em essência o seu antecessor com novo processador.

Claro que a adição de um novo visual torna este aparelho muito mais chamativo em 2022, mas a performance é similar. Além disso, o realme 10 perdeu a câmera ultrawide que tinha no antecessor.

Aqui ela fez falta, uma vez que a lente preto e branco é uma adição que não soma muita coisa. Também preciso citar que o realme 10 deixou de ter o leitor de digitais sob o display e que até tinha um sensor de batimentos cardíacos integrado.

De toda forma, o realme 10 é sim um bom smartphone dentro da sua categoria. Além do design mais atrativo, o software está bem calibrado, temos bateria que dura o dia todo e o preço lá fora está interessante. Mas é claro que se o realme 9 estiver mais acessível, ainda vale a pena pegar ele.

Agora, quando e por quanto o realme 10 chegará ao mercado brasileiro, isso é algo que só a fabricante poderá dizer. Esperamos que ela não demore muito para nos dar esta resposta.


5

Comentários

Realme 10: Helio G99 e novo design justificam troca de geração? | Vídeo Hands-on
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Economia e mercado

Motorola lança primeira conta digital do mundo integrada a um smartphone

Asus

ASUS lança novo celular gamer ROG Phone 5s e 5s Pro no Brasil; confira os preços