LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Band oficializa aquisição da Fórmula 1 na TV aberta; treinos, F2 e F3 ficam no BandSports

10 de fevereiro de 2021 89

Atualização (10/02/2021) – RB

Na tarde desta quinta-feira (9), a Band oficializou a compra dos direitos de transmissão da Fórmula 1 para as temporadas 2021 e 2022. Mas há algumas novidades: a Fórmula 2 e a Fórmula 3 também estão no pacote de aquisições.

Apenas os GPs da categoria principal serão transmitidos em TV aberta, enquanto os treinos classificatórios, a F2 e a F3 vão ficar restritos ao BandSports, o canal esportivo fechado do grupo.

Imagem: Reprodução

A confirmação veio uma semana depois da informação ter sido divulgada por veículos de comunicação, mas ainda sem o anúncio oficial da emissora e da Liberty Media – a empresa responsável pela negociação.

“A Band, junto com todo o time da F1, vai trabalhar muito e com toda a motivação para que o amante do automobilismo vibre com o jeito Band de fazer esporte. Será uma jornada espetacular e não vemos a hora de ser dada a largada.”


Denis Gavazzi

Diretor de esportes da Band

A Fórmula 2 e a 3 estavam com destinos incertos no Brasil até então. A primeira era passada por SporTV e DAZN, enquanto a última tinha exibição apenas no serviço de streaming. No ano passado, ambas ficaram de fora no país por falta de acordo. Agora, voltarão para a televisão brasileira.

O TudoCelular já noticiou mais cedo também a oficialização dos preços para a F1 TV Pro, o plano que irá oferecer corridas ao vivo – com o sinal da Band –, treinos e outros conteúdos especiais mediante a uma assinatura mensal ou anual.

Os GPs de Fórmula 1 na Band terão comentários de Reginaldo Leme e reportagens de Mariana Becker. Já a narração ainda não está definida, mas há negociações com narradores para a função. Um deles é Sergio Maurício, titular da categoria no SporTV até o ano passado.

O que você achou da chegada da F1 e de suas competições de base ao Grupo Bandeirantes? Participe conosco!

Atualização (05/02/2021) – RB

Globo desiste, e Band fecha compra dos direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil

A Band fechou a compra dos direitos de transmissão da Fórmula 1 junto à Liberty Media e irá exibir a categoria em TV aberta nas próximas duas temporadas – 2021 e 2022. A emissora do Morumbi voltará a mostrar a competição após 31 anos – em 1980, foi a primeira no país a passar ao vivo e na íntegra uma temporada completa.

As informações foram dadas a princípio pelo jornalista Flávio Ricco, do R7, e depois confirmada por Erich Beting, no site Máquina do Esporte, e pelo portal Grande Prêmio. Agora, seria uma questão de tempo até a oficialização do acordo.

Imagem: Reprodução

A entrada da Band no negócio se deu após a desistência da Globo de adquirir a F1 novamente. A emissora carioca tinha voltado a conversar com a Liberty após a desistência do acordo com a Rio Motorsports – que repassaria a transmissão para a TV Cultura.

No entanto, os valores considerados altos pedidos pela agência impediram um negócio de ambas as partes. As cifras pedidas seriam em torno de US$ 22 milhões (~R$ 120 milhões). A Disney – detentora para o restante da América Latina – chegou a demonstrar interesse em um contrato conjunto com o SBT, mas não entendeu que era viável financeiramente.

Agora, com a Fórmula 1 na Band, Reginaldo Leme – comentarista do canal – deverá voltar a ser analista das transmissões da categoria. Ele saiu da Globo no final de 2019, após 41 anos, e ficou ausente da temporada 2020.

Você gostou da nova casa da F1 no Brasil para as próximas duas temporadas? Diga para a gente!

Atualização (12/11/2020) – RB

Rio Motorsports e TV Cultura desistem de direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil

Nesta quarta-feira (11), a Rio Motorsports anunciou que desistiu dos direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil. A empresa havia comunicado a compra no final de setembro, mas rescindiu devido ao cenário incerto em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

A saída da empresa carioca também motivou a TV Cultura de São Paulo a informar o fim das negociações para exibir a categoria automobilística, segundo o UOL Esporte. A emissora negociava com a Rio Motorsports o repasse. Agora, a negociação fica aberta para o Grupo Globo voltar a conversar com a Liberty Media – algo que já foi admitido pelo próprio canal.

Imagem: Reprodução

A publicação ainda destaca outros fatores para o negócio ser desfeito, como a insatisfação da Liberty com o trabalho da companhia do Rio de Janeiro – como a negociação com uma emissora sem grande alcance de público.

“A Rio Motorsports comunica que decidiu por declinar da opção dos direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil. A decisão foi tomada devido às incertezas com o calendário para a temporada 2021, provocadas pela segunda onda de contágio por COVID-19 na Europa. Diante do cenário, somado ao fato da possibilidade dessa nova onda se expandir para outros continentes, a Rio Motorsports reavaliou este investimento e abriu espaço para que a Fórmula 1 possa negociar diretamente com as empresas de televisão no Brasil.”


Rio Motorsports

Os potenciais anunciantes da categoria se queixaram devido à falta de possibilidade de um investimento em massa no Brasil, sem uma grande exposição midiática. A dona da F-1 também deseja dar continuidade ao modelo já implantado nos anos anteriores, com a diferença de que haverá, de fato, o lançamento do serviço de streaming F1TV Pro no país.

Se a Globo voltar a comprar os direitos de transmissão da Fórmula 1, a emissora poderá completar 40 anos de exibições no Brasil. Vale lembrar que a emissora carioca já havia oferecido algo em torno de US$ 20 milhões anuais para renovar, em 2019, mas a Liberty Media insistiu em ter US$ 22 milhões

O que você achou das desistências da Rio Motorsports e da TV Cultura para mostrar a Fórmula 1? Comente conosco!

Texto original (25/09/2020)

Rio Motorsports compra direitos de transmissão da Fórmula 1 no Brasil; F1TV Pro é confirmada

A Fórmula 1 já tem uma definição dos seus direitos de transmissão no Brasil, a partir de 2021. A Rio Motorsports comprou a exibição da categoria no país, em acordo firmado com a Liberty Media válido pelos próximos cinco anos.

A confirmação veio em comunicado nesta sexta-feira (25). O contrato vale para todas as mídias – TV aberta, fechada e streaming. Ela deverá agora negociar com outro veículo para mostrar as corridas. Agora, a tendência é que a empresa também leve o GP do Brasil para o Rio de Janeiro, no autódromo Rio Motorpark, em construção pela empresa.

A aquisição de direitos de transmissão não é uma novidade para a companhia, visto que já tinha comprado a exibição das etapas da MotoGP para o Brasil, a qual repassou aos canais FOX Sports.

Por falar nisso, a Rio Motorsports ainda foi uma das interessadas em arrematar as emissoras esportivas da FOX, para a aprovação da fusão com a Disney no Brasil. Mas a oferta foi barrada pelo Cade, por não ter dado garantias técnicas suficientes para manter financeiramente o canal – a coluna Detetive TudoCelular chegou a divulgar na época que a compra estava vinculada a veiculação das etapas da F1 a partir de 2021.

F1TV Pro virá ao Brasil

O novo acordo para o Brasil prevê o lançamento do serviço de streaming F1TV Pro no país. O aplicativo da própria categoria passaria as corridas com a transmissão na língua local e opções de narração em inglês ou som original, como já era esperado desde maio.

A F1 TV foi lançada no começo de 2018, mas o Brasil não chegou a ser contemplado na época, devido ao acordo anterior com o Grupo Globo impedir a chegada do streaming no mercado nacional.

E aí, você gostou do novo destino das transmissões da Fórmula 1 no território brasileiro? Diga para a gente!


89

Comentários

Band oficializa aquisição da Fórmula 1 na TV aberta; treinos, F2 e F3 ficam no BandSports