LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

5G no Brasil: todas as capitais vão acessar rede "pura" até metade de 2022, diz ministro

12 de maio de 2021 20

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, declarou que todas as capitais do país contarão com acesso ao chamado 5G “puro” até a metade de 2022. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (12), em audiência na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara dos Deputados.

O chefe da pasta, que participou da primeira chamada por essa tecnologia no começo de abril deste ano, ressaltou que a rede no modo standalone, já com as frequências exclusivas para a rede móvel de quinta geração, também permitirá o uso da Internet das Coisas.

Imagem: Reprodução

Faria acrescentou que a disponibilidade até meados do próximo ano nas capitais foi uma obrigação inserida no leilão do espectro dedicado ao 5G, previsto para acontecer no segundo semestre de 2021.

“Todas as 27 capitais, até o meio do ano que vem, terão internet 5G funcionando, o standalone, que dá para utilizar Internet das Coisas. Isso foi uma obrigação que nós colocamos no leilão, que a gente considera de extrema importância.”


Fábio Faria

Ministro das Comunicações

A medida teria como objetivo favorecer a disponibilidade da tecnologia mesmo em capitais mais distantes, como as que estão presentes na região Norte.

Até o momento, o edital para o leilão do 5G espera pela avaliação do Tribunal de Contas da União (TCU). Ele já recebeu aprovação no último mês de fevereiro pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

E aí, você acredita que será possível ter acesso ao 5G “puro” nas capitais até a metade do próximo ano? Compartilhe conosco a sua opinião!


20

Comentários

5G no Brasil: todas as capitais vão acessar rede "pura" até metade de 2022, diz ministro