LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Galaxy A51 mantém autonomia do antecessor e desaponta contra rivais | Teste de bateria oficial

05 de fevereiro de 2020 6

O Galaxy A51 foi anunciado recentemente no Brasil pelo salgado preço de R$ 2.199, sendo um preço acima do que foi cobrado em seu antecessor e bem superior ao que já temos em concorrentes diretos como Motorola One Zoom, One Hyper e Redmi Note 8 Pro.

Chegou a hora de começar a descobrir se o Galaxy A51 realmente vale o preço cobrado, ou se é melhor esperar mais algumas semanas até que ele desvalorize e fique em uma faixa mais aceitável.

Os grandes diferenciais do Galaxy A51 em relação ao seu antecessor que podem impactar na autonomia são o tamanho da tela e a plataforma de hardware, já que temos um conjunto teoricamente mais "gastão" enquanto foram mantidos os mesmos 4.000mAh. O sistema operacional também mudou, o que pode impactar tanto positivamente quanto de forma negativa, considerando que se trata de uma nova interface que pode carecer de otimização.

Mais Notícias

O teste de bateria em tempo real com o Galaxy A51 segue o mesmo padrão que sempre adotados em nossas bancadas, sendo executados vários apps, jogos e serviços populares em ciclos cronometrados até que a bateria se esgote por completo. Entre os ciclos é dado um tempo em standby para que possamos acompanhar o consumo em segundo plano, ponto onde muitos modelos com plataforma Exynos sofreram críticas.

Resultados

Após mais de um dia de testes com o Galaxy A51, chegamos aos seguintes resultados:

  • Foram necessárias 17 horas e 18 minutos para o dispositivo desligar.
  • A tela permaneceu ligada por 8 horas e 39 minutos.
  • Realizamos 12 ciclos completos de testes, incluindo:
    • 72 minutos de navegação no Chrome;
    • 360 minutos de WhatsApp, Spotify, PowerAmp, MX Player e YouTube (72 minutos cada);
    • 72 minutos de jogos (Pokémon Go, Subway Surfers, Candy Crush, Injustice, Modern Combat 5 e Asphalt 8);
    • 72 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps (26 minutos cada);
    • 48 minutos de chamadas de voz via 3G/4G;
  • O app que mais consumiu foi o YouTube;
  • O app que menos consumiu foi o Injustice;
  • A temperatura ficou entre 29° e 35°C
  • O consumo em standby ficou próximo a 2% por hora;
  • O aparelho precisou de 1 hora e 46 minutos para ter sua bateria totalmente carregada com o carregador de 15W que vem na caixa.
Conclusão

O Galaxy A51 manteve basicamente a mesma autonomia de seu antecessor, o que é um alento considerando que temos tela maior e hardware mais potente, com a mesma capacidade de bateria. Isso o deixa no mesmo patamar de rivais como One Zoom e One Hyper, mas atrás de outros como Mi 9 Lite, Redmi Note 8 Pro e até Moto G8 Plus.

De uma forma geral, o Galaxy A51 será capaz de aguentar um dia inteiro de uso moderado sem maiores problemas, mas o carregador entregue pela Samsung na caixa do aparelho poderia ser melhor, ao invés do mesmo modelo de 15W que vemos há anos acompanhando os modelos da marca.

Transmissão encerrada!

6/2/2020 - 01.24

Daremos o teste de bateria em tempo real com o Galaxy A51 encerrado por aqui. Em breve atualizaremos a pauta com um resumo dos resultados alcançados e nossa conclusão sobre a autonomia do aparelho. Boa noite a todos.

6/2/2020 - 01.23

Foram 8 horas e 39 minutos de tela ativa em 17 horas e 18 minutos de teste.

6/2/2020 - 01.22
6/2/2020 - 01.18

Vamos ligar novamente o aparelho para registrar o consumo dessa reta final do teste.

6/2/2020 - 01.18

O Galaxy A51 acaba de desligar.

6/2/2020 - 01.07
Vamos começar o ciclo 13 com 1% de carga.
6/2/2020 - 00.39

Daremos mais uma pausa e depois voltamos para começar o ciclo 13 e ver quanto tempo o Galaxy A51 aguenta.

6/2/2020 - 00.39

Temperatura se manteve muito boa durante todo o teste.

6/2/2020 - 00.39

Fechamos o ciclo 12 com 2% de carga.

5/2/2020 - 23.37

Perdemos mais 2% durante o tempo em standby, e com isso vamos ao ciclo 12 com 8% de carga. Vamos ver se o aparelho ao menos consegue completar o ciclo 12.

5/2/2020 - 23.08

Ao menos o ciclo 12 deve ser concluído sem maiores problemas. Vamos descobrir depois de mais uma pausa.

5/2/2020 - 23.08

Chegamos aos 10% de carga após 11 ciclos com o Galaxy A51.

5/2/2020 - 22.15

Hora do ciclo 11, com 2% a menos de carga depois desse tempo em standby.

5/2/2020 - 21.45

Seguimos para mais uma pausa antes do ciclo 11.

5/2/2020 - 21.45

O Galaxy A51 ficou com 19% após 10 ciclos completos. 

5/2/2020 - 20.48

Seguimos para o ciclo 10 com 27% de carga.

5/2/2020 - 20.23

Hora de mais um tempinho de descanso antes do décimo ciclo.

5/2/2020 - 20.22

Não é uma autonomia sensacional, mas fica exatamente na mesma faixa que conseguimos com Galaxy A50 e Galaxy A30.

5/2/2020 - 20.22

O Galaxy A51 segue firme e forte com 28% de carga após 9 ciclos. 

5/2/2020 - 19.24
Vamos para o nono ciclo com 36% de carga.
5/2/2020 - 18.56

Faremos mais um intervalo antes do nono ciclo.

5/2/2020 - 18.56

Chegamos agora aos 37% de carga, depois de 8 ciclos completos.

5/2/2020 - 18.00

Hora do oitavo ciclo, com 45% de carga no Galaxy A51.

5/2/2020 - 17.35

Vamos para outra pausa e já voltamos com o oitavo ciclo.

5/2/2020 - 17.34

O Galaxy A50 aguentou 12 ciclos, então caso a previsão se confirme teremos um aumento discreto na autonomia.

5/2/2020 - 17.34

Seguindo essa média, devemos ter 13 ciclos no Galaxy A51.

5/2/2020 - 17.34

Chegamos aos 46% de carga após 7 ciclos completos. 

5/2/2020 - 16.36
Vamos para o sétimo ciclo com 53% de carga.
5/2/2020 - 16.12

Faremos mais uma pausa e já voltamos para o sétimo ciclo.

5/2/2020 - 16.12

O Galaxy A50 tinha 56% de carga ao final do sexto ciclo, o que demonstra que temos uma média de consumo muito similar.

5/2/2020 - 16.10

São mais de 4 horas de tela ativa em pouco mais de 8 horas de teste.

5/2/2020 - 16.09

O sexto ciclo nos deixou com 54% de carga.

5/2/2020 - 15.12

Vamos para o sexto ciclo com 63% de carga.

5/2/2020 - 14.44

Hora de mais um intervalo antes do sexto ciclo.

5/2/2020 - 14.44

O quinto ciclo nos deixou com 64% de carga.

5/2/2020 - 13.48

Seguimos para o quinto ciclo, ainda com 71% de carga.

5/2/2020 - 13.22

Vamos para mais uma pausa antes do quinto ciclo.

5/2/2020 - 13.22

YouTube foi o app que mais consumiu até aqui.

5/2/2020 - 13.21

Ficamos com 71% de carga ao final do quarto ciclo. 

5/2/2020 - 13.06

Isso vai afetar o gerenciamento de consumo do GSam, que é reiniciado toda vez que o aparelho é desligado, então vamos usar o gerenciador nativo do sistema a partir de agora.

5/2/2020 - 13.05

O Galaxy A51 reiniciou do mais absoluto nada no meio do quarto ciclo, enquanto era executado o Google Maps.

5/2/2020 - 11.54

Hora de mais um intervalo rápido.

5/2/2020 - 11.53

Com três ciclos completos, temos agora 81% de carga no Galaxy A51.

5/2/2020 - 11.06

Começamos o terceiro ciclo ainda com 89% de carga. Ele ainda está em curso.

5/2/2020 - 10.35

Média razoável até aqui. Veremos como o aparelho se sai no terceiro ciclo, após mais uma pausa.

5/2/2020 - 10.35

O segundo ciclo nos deixou com 89% de carga.

5/2/2020 - 09.34
Já estamos por aqui para o segundo ciclo, com 95% de carga.
5/2/2020 - 09.34 O primeiro ciclo nos deixou com 96% de carga.
5/2/2020 - 08.03

Vamos direto para o primeiro ciclo de nosso teste, que assim como todos os demais contará com:

  • 6 minutos de uso (cada) - WhatsApp, Youtube, MX Player (vídeo offline), Spotify, PowerAmp (música offline) e Chrome;
  • 1 minuto (cada) - Pokémon Go, Asphalt 8, Subway Surfers, Candy Crush, Modern Combat 5 e Injustice;
  • 4 minutos de chamadas em 3G/4G;
  • 2 minutos de uso (cada) - Facebook, Gmail e GMaps
5/2/2020 - 08.03

Abaixo podem ser vistas as configurações de redes e o nível da barra de brilho para que tenhamos aproximadamente 200 lux.

5/2/2020 - 08.02

O aparelho está fora da tomada e pronto para iniciar o teste.

O Samsung Galaxy A51 está disponível na Mercado Livre por R$ 1.549. O custo-benefício é médio e existem 5 modelos melhores. Para ver as outras 41 ofertas clique aqui.
(atualizado em 31 de março de 2020, às 13:20)

6

Comentários

Galaxy A51 mantém autonomia do antecessor e desaponta contra rivais | Teste de bateria oficial
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 159 mortes em 4.579 casos confirmados | Relatório diário da Covid-19

Economia e mercado

Coronavírus: como diferenciar doenças como resfriados, rinite e mais da COVID-19

Android

Top 10! Melhor aplicativo ou canal de saúde para se exercitar em casa | Guia do TudoCelular

Android

Coronavírus: saiba como se comunicar com familiares e amigos durante a quarentena