LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Galaxy A51 vs Redmi Note 8 Pro: vale sacrificar câmera por jogos? | Comparativo

06 de março de 2020 86

No final de 2019 fizemos um comparativo entre o Galaxy A50 e o Redmi Note 8, os dois intermediários mais queridinhos dos brasileiros. Agora chegou a vez de vermos um duelo entre suas versões aprimoradas: de um lado temos o sucessor coreano e do outro um smartphone chinês focado no público gamer. Quem entrega o melhor custo-benefício? É isso que você vai descobrir neste comparativo do TudoCelular.com

Índice do comparativo

Design

Samsung Galaxy A51

Redmi Note 8 Pro

Os intermediários de 2019 possuem design praticamente idêntico: é entalhe em formato de gota na parte superior e borda mais larga abaixo da tela. Este é o caso do Redmi Note 8 Pro, enquanto o Galaxy A51 traz furo na tela visto nos modelos top de linha da coreana. Cada um terá sua preferência, mas o celular da Samsung explora melhor a área frontal do aparelho.

Os dois possuem corpo de plástico. A diferença é que a traseira do A51 também é de plástico, já a do Redmi é de vidro e conta com a mesma proteção Gorilla Glass 5 da tela. Isso faz com que ele apresente uma qualidade mais premium que o rival da Samsung. O design do chinês é mais convencional, enquanto o coreano tem as câmeras agrupadas em formato de L que passa uma certa estranheza no início.

73.6 x 158.5 x 7.9 mm
6.5 polegadas - 2400x1080 px
76.4 x 161.35 x 8.79 mm
6.53 polegadas - 2340x1080 px
Ir para página de comparação

Não curte celular grandalhão e pesado? O A51 é o menor e mais leve dos dois. Em termos de tecnologia os dois são bastante completos com suporte a Wi-Fi de 5 GHz, Bluetooth 5.0, NFC e USB-C. O Redmi tem de diferencial o emissor de infravermelho no topo, enquanto o Galaxy tem biometria na própria tela.

Uma pequena vantagem para o Galaxy está em permitir usar dois chips de operadora e um cartão microSD ao mesmo tempo, enquanto no Note 8 Pro temos um slot híbrido.

Começamos com empate: cada um tem suas vantagens.

Multimídia e recursos

Tela e som


Samsung segue apostando na tecnologia Super AMOLED, enquanto a Xiaomi preferiu investir na LCD para reduzir o custo de produção do Note 8 Pro. Qual tem a melhor tela? Em termos de brilho, o modelo chinês sai um pouco à frente, levando vantagem em ambientes com forte iluminação, sendo mais indicado para ser usado na rua.

Por outro lado, a tela da Samsung tem melhor uniformidade de brilho, cores mais precisas e melhor ângulo de visão. O Redmi apresenta imagem mais escura perto do entalhe e também da borda inferior, além de ter tons de azul muito saturados.

Ambos entregam som mono devido ao único alto-falante na parte inferior. A potência é superior no Galaxy e não distorce mesmo que você force o volume no máximo. Ele também reproduz agudos com clareza maior que o Redmi, sendo melhor para ver vídeos no celular, além de ajudar a ouvir mais claramente as vozes em locais barulhentos.

Samsung fornece fone de ouvido com seu celular, ao contrário da Xiaomi, porém o acessório é bem simples e não explora o potencial sonoro do aparelho. O Galaxy entrega som mais limpo e também tem potência sonora superior que o rival chinês ao usar um fone plugado na entrada P2.

Aqui o Galaxy leva vitória dupla por ter melhor tela e som.

Recursos


Por ser mais recente, o A51 já chegou com Android 10 modificado pela One UI 2.0, que além do suporte a tema escuro e vários recursos presentes em outros da linha Galaxy, tem como diferencial o Tela Edge, apesar de não ter tela curva como nos flagships da marca.

Você pode puxar um menu lateral que traz atalhos para aplicativos, facilita executar ações, e apresenta algumas ferramentas, tudo a apenas um toque de distância. Você pode customizar os atalhos e o lado da tela que aparecerá o menu deslizante.

Já por ser um produto voltado para gamers, o Redmi Note 8 Pro vem com modo Game Turbo, que como o nome sugere força a GPU para extrair o máximo do desempenho. É possível bloquear os botões virtuais e até os gestos de navegação para evitar toques acidentais ao jogar. Até mesmo a sensibilidade e tempo de resposta da tela podem ser aprimorados com o modo de alto desempenho, que até amplia a largura de banda para jogos em partidas online.

Aqui damos empate: o Galaxy foca mais no multitarefas, enquanto o Redmi tem ótimas ferramentas para jogar.

Desempenho

Menor tempo, melhor

E o foco nos jogos não fica apenas na parte de software, o Redmi Note 8 Pro vem com a plataforma Helio G90T, que tem GPU otimizada para garantir a melhor fluidez possível em games. Já o Galaxy aposta no Exynos 9611, que não é tão potente assim.

A prova disso está em nosso teste padronizado de velocidade, onde o Redmi Note 8 Pro não apenas foi mais rápido para abrir e carregar o conteúdo de apps e jogos, como também consegue resgatar da RAM mais rapidamente, agilizando o multitarefas. O fato de ter memória interna mais rápida também ajuda o intermediário da Xiaomi.

Em benchmarks também fica claro que o hardware da MediaTek é superior. No AnTuTu tivemos uma diferença de mais de 70 mil pontos. E em jogos, o Note 8 Pro realmente é melhor? Ele possui a tecnologia HyperEngine que reduz a queda de fps comum em jogos para Android e entrega uma fluidez superior ao Galaxy A51, além de todos os recursos extras que citamos para aprimorar a jogatina.

O Note 8 Pro leva mais um ponto por ter melhor desempenho.

Bateria

Maior tempo, melhor (exceto recarga)

O modelo chinês vem com 500 mAh a mais de bateria e isso garantiu um fôlego extra. Para quem não fica mexendo sem parar no celular, terá autonomia de sobra com qualquer um dos dois. Se você é do tipo viciado ou que abusa da bateria com brilho de tela alto e jogando por várias horas, é melhor ir no Note 8 Pro.

Você até pode tentar fazer a bateria do A51 render mais com o tema escuro, que desligará os pixels da tela AMOLED ao exibir a cor preta. E uma pequena vantagem para o Galaxy é que ele demora menos para carregar, devido à bateria ser menor, mas a diferença é de menos de 10 minutos entre os dois, o que nem chega a ser relevante.

Aqui o modelo da Xiaomi leva ponto por ter maior autonomia.

Câmeras

No Galaxy temos câmera de 48 MP e no Redmi um sensor de 64 MP da própria Samsung. Você já deve estar imaginando: a câmera do Note 8 Pro é superior por ter resolução maior. Nem sempre mais megapixels significa maior qualidade.

O Note 8 Pro consegue registrar boas fotos, mas fica atrás do que o A51 entrega. O problema não está no sensor, mas no hardware da MediaTek que peca no pós-processamento. Vimos este mesmo problema em recentes lançamentos da Motorola.

Os dois possuem câmera grande-angular que registra fotos mais amplas, porém com qualidade inferior à da principal. A maior queda que vimos foi no Redmi, falta nitidez e o nível de detalhes é similar ao de celulares de entrada.

O Galaxy também leva a melhor com a câmera macro, com fotos muito mais nítidas. Já o quarto sensor que mede a profundidade também funciona melhor no A51.

Todas as quatro câmeras do A51 são melhores e por isso leva mais uma vitória.

Fotos capturadas com o Galaxy A51

A frontal do A51 não apenas tem resolução superior como comprime quatro pixels em um só, o que resulta em imagens mais claras e nítidas. A frontal do Redmi até quebra um galho, e para publicar em redes sociais os resultados agradam, mas o modo retrato acaba desativando o HDR o que resultará em fotos com céu estourado.

Quer um celular para tirar selfies na balada? Vá de Galaxy. Ele sofre menos com ruídos em locais mais escuros e com o flash de tela ativado até a textura das fotos fica bem preservada.

A51 leva mais um ponto por ser melhor para selfies.

Fotos capturadas com o Redmi Note 8 Pro

Qual dos dois é melhor para vídeos? Ambos gravam em 4K com qualidade similar. O A51 possui estabilização mais avançada para reduzir os tremidos, mas esta fica limitada apenas à resolução Full HD.

Filmagens à noite apresentam maior queda de qualidade no modelo chinês, e o mesmo fica para a captura de áudio que também é inferior ao Galaxy. Para quem é fã de vídeos em câmera lenta, pode curtir o efeito de interpolação do Redmi para chegar a 960 fps.

Aqui cada um leva um ponto.

Preço

Como visto até aqui, cada um tem suas vantagens com o modelo da Samsung sendo um pouco melhor no geral. Mas se preço é o que mais importa para você, então o da Xiaomi pode acabar sendo a sua escolha.

Ele pode ser encontrado mais barato à venda no Brasil - isso para o modelo importado sem garantia. Caso decida importar será possível pagar ainda menos em lojas parceiras do TudoCelular como a Banggood ou GearBest, desde que tenha paciência de esperar várias semanas para o celular chegar.

O Note 8 Pro leva mais um ponto por ser o mais acessível dos dois.

8.5 Hardware
6.9 Custo Benefício

Samsung Galaxy A51

Comparar Aviso de preço
8.7 Hardware
8.5 Custo Benefício

Redmi Note 8 Pro

Comparar Aviso de preço

Conclusão

A disputa entre o Redmi Note 8 e o Galaxy A50 foi acirrada e o mesmo se repete com o A51 vs Note 8 Pro. Isso prova que Samsung e Xiaomi realmente estão se esforçando para conquistar o público.

Se você não é gamer e curte apenas jogos mais casuais, indicamos o Galaxy A51 como um celular melhor no geral. Ele é mais compacto e leve, tem tela e som superiores, traz recursos bacanas e registra melhores fotos (especialmente selfies). Se você faz questão de ter garantia nacional, ele acaba saindo mais em conta que o modelo chinês.

O Redmi por outro lado é muito mais rápido, sua bateria dura mais, tem acabamento mais premium, roda jogos com melhor fluidez e ainda tem vários recursos para conquistar os gamers. O que vai decepcionar é a câmera, mas se você só quer tirar fotos para publicar no Instagram usando filtros, então ela dará conta do recado.

RESULTADO

Samsung Galaxy A51: 7 PONTOS

  • Mais fino e leve
  • Tela AMOLED superior
  • Melhor som
  • Multitarefas otimizado
  • Conjunto de câmeras mais completo
  • Melhor para selfies
  • Boa filmadora

Redmi Note 8 Pro: 6 PONTOS

  • Acabamento mais caprichado
  • Recursos focados em jogos
  • Desempenho superior
  • Maior autonomia de bateria
  • Captura de vídeos em câmera lenta
  • Melhor preço (especialmente se importar)

Qual dos dois entrega um melhor conjunto na sua opinião? Comente abaixo sobre o que acha do Galaxy A51 e se ele é realmente uma melhor compra no geral que o Redmi Note 8 Pro.

(atualizado em 31 de março de 2020, às 12:30)

86

Comentários

Galaxy A51 vs Redmi Note 8 Pro: vale sacrificar câmera por jogos? | Comparativo
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 159 mortes em 4.579 casos confirmados | Relatório diário da Covid-19

Economia e mercado

Coronavírus: como diferenciar doenças como resfriados, rinite e mais da COVID-19

Android

Top 10! Melhor aplicativo ou canal de saúde para se exercitar em casa | Guia do TudoCelular

Android

Coronavírus: saiba como se comunicar com familiares e amigos durante a quarentena