LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Galaxy A11 mantém boa autonomia do antecessor | Teste de bateria oficial

25 de julho de 2020 25

O Galaxy A11 foi anunciado no início de junho no Brasil ao lado do Galaxy A21s, tendo seu preço sugerido fixado em R$ 1.699. Assim como o modelo mais caro, tivemos um valor salgado se comparado ao Galaxy A10s, que é justificado pelo atual cenário da economia nacional e também por avanços consideráveis feitos no aparelho em relação ao seu antecessor.

Podendo ser encontrado atualmente na mais amigável faixa dos R$ 1,2 mil, o Galaxy A11 traz hardware mais potente, maiores capacidades de RAM e armazenamento, tela ligeiramente maior que troca o notch de gota por um furo para a câmera frontal e uma câmera a mais na traseira para fotos e vídeos com maior campo de visão.

Um ponto que foi mantido, porém, foi a bateria, e enquanto muitos rivais já passam aos 5.000mAh de capacidade o Galaxy A11 se mantém nos 4.000mAh de seu precursor, e chegou a hora de descobrir se essa foi uma escolha sábia considerando todos os upgrades feitos pela Samsung.

Mais Notícias

Nosso teste de bateria com o Galaxy A11 ocorrerá da mesma forma que fazemos com todos os modelos que passam por nossas bancadas, sendo executados vários apps, jogos e serviços populares em ciclos cronometrados até que a bateria se esgote por completo. Entre os ciclos daremos um tempo em standby para acompanhar o consumo em segundo plano, e configurações de redes e brilho da tela são mantidos no padrão que sempre adotamos em nossos testes.

Resultados

Após nossos testes com o Galaxy A11, chegamos aos seguintes resultados:

  • Foram necessárias 20 horas e 29 minutos para o dispositivo desligar.
  • A tela permaneceu ligada por cerca de 10 horas e 07 minutos.
  • Realizamos 14 ciclos completos de testes, incluindo:
    • 84 minutos de navegação no Chrome;
    • 420 minutos de WhatsApp, Spotify, PowerAmp, MX Player e YouTube (84 minutos cada);
    • 84 minutos de jogos (Pokémon Go, Subway Surfers, Candy Crush, Injustice, Modern Combat 5 e Asphalt 8);
    • 84 minutos de Facebook, Gmail e Google Maps (28 minutos cada);
    • 56 minutos de chamadas de voz via 3G/4G;
  • O app que mais consumiu foi o MX Player;
  • O app que menos consumiu foi o Spotify;
  • O consumo em stand-by foi de aproximadamente 2% a cada hora;
  • O aparelho levou 2 horas e 02 minutos para o carregador padrão de 15W fazer a recarga de 0% até 100%
Conclusão

A Samsung manteve a bateria de 4.000 mAh e você poderia até esperar um salto em autonomia com a troca do hardware da MediaTek pelo da Qualcomm. A verdade é que o Helio P22 é um chip bem otimizado e o A11 entrega mesma duração de bateria do seu antecessor. Ou seja, terá carga para o dia todo com um pouco sobrando para a manhã seguinte.

Não é exatamente um primor, mas acaba ficando na média da categoria, superando o K50s da LG mas ficando um pouco atrás do Moto G8 Power Lite da Motorola.

O que muda é que Samsung finalmente incluiu um carregador decente junto com o aparelho. Agora com 15W de potência o tempo de recarga caiu para pouco mais de 2 horas e fica abaixo do que normalmente vemos no segmento de entrada.

Transmissão encerrada!

26/7/2020 - 12.00

Nosso teste de bateria em tempo real com o Galaxy A11 fica por aqui.

26/7/2020 - 11.59

Com esse tempo o Galaxy A11 ficou no mesmo nível de seu antecessor em autonomia, com apenas poucos minutos de distância entre eles que acabam caindo na margem de erro do teste. Além disso, ele também ficou virtualmente empatado com o Galaxy A20s, que tem alguns pontos em comum como processador e capacidade de bateria.

26/7/2020 - 11.57

O MX Player foi o app que mais consumiu no primeiro dia, enquanto o YouTube ficou com a maior "culpa" nesta reta final do teste. Como o aparelho desligou antes de terminarmos o tempo com o player offline, dá para dizer que o consumo maior foi dele.

26/7/2020 - 11.56

Foram 20 horas e 23 minutos de teste até que o Galaxy A11 desligasse, com 10 horas e 07 minutos de tela ativa no período.

26/7/2020 - 11.55
26/7/2020 - 11.49

Vamos ligar novamente o aparelho para registrar o consumo total do teste.

26/7/2020 - 11.48

O Galaxy A11 acaba de desligar.

26/7/2020 - 11.15

O ciclo 15 começa com 4% de carga.

26/7/2020 - 10.46

Será que teremos bateria suficiente para completar o ciclo 15? Daremos mais uma pausa e já voltamos para descobrir.

26/7/2020 - 10.46

São 5% de carga ao final do ciclo 14.

26/7/2020 - 09.49
O ciclo 14 começa com 11% de carga.
26/7/2020 - 09.23

Vamos para mais uma pausa e já voltamos com o ciclo 14.

26/7/2020 - 09.23

Devemos ter energia para mais um ciclo completo e parte do ciclo seguinte.

26/7/2020 - 09.22

Chegamos à reta final do teste, com 12% de carga ao final do ciclo 13.

26/7/2020 - 08.26
Vamos para o ciclo 13 com 19% de carga.
26/7/2020 - 07.59
Vamos para uma pequena pausa antes do ciclo 13.
26/7/2020 - 07.58
Como o GSam é zerado sempre que o aparelho é desligado e o gerenciador de energia da One UI conta o consumo por dia, seguiremos com o GSam mesmo e ao final do teste faremos a soma do consumo total.
26/7/2020 - 07.57 Ficamos com 21% de carga ao final do ciclo 12.
26/7/2020 - 07.00
Bom dia! Vamos para o ciclo 12 com 29% de carga.
25/7/2020 - 22.12

Vamos para mais uma pausa e então desligaremos o aparelho, voltando amanhã às 7 horas direto com o ciclo 12.

25/7/2020 - 22.11

O MX Player ficou como app que mais consumiu, seguido de perto pelo YouTube, o que mostra que reprodução de vídeo é algo que demanda bastante energia do aparelho.

25/7/2020 - 22.11

Foram mais de 15 horas de teste até aqui, com mais de 7 horas e meia de tela ativa no período.

25/7/2020 - 22.10

Fechamos o ciclo 11 com 29% de carga restando.

25/7/2020 - 21.15
O ciclo 11 começa com 37% de carga.
25/7/2020 - 20.48
Daremos mais um intervalo antes do ciclo 11.
25/7/2020 - 20.48 Ficamos com 37% de carga depois de 10 ciclos.
25/7/2020 - 19.51
O ciclo 10 começa com 43% de carga.
25/7/2020 - 19.30

Estamos em mais uma pausa antes do décimo ciclo.

25/7/2020 - 19.30

Ficamos com 44% de carga depois de 9 ciclos completos.

25/7/2020 - 18.29

Ciclo 9 começa com 50% de carga.

25/7/2020 - 18.01

Vamos para mais um intervalo e já voltamos com o nono ciclo.

25/7/2020 - 18.01

Chegamos perto dos 50% de carga ao final do oitavo ciclo.

25/7/2020 - 17.05

O ciclo 8 começa com os mesmos 57% de carga.

25/7/2020 - 16.38

Vamos para mais uma pausa antes do oitavo ciclo.

25/7/2020 - 16.37

São quase 5 horas de tela ativa nestas mais de 9 horas e meia de teste.

25/7/2020 - 16.37

O sétimo ciclo nos deixou com 57% de carga.

25/7/2020 - 15.41
Vamos para o sétimo ciclo com 64% de carga.
25/7/2020 - 15.12
Hora de mais um intervalo.
25/7/2020 - 15.12 Ficamos com 65% de carga depois de 6 ciclos completos.
25/7/2020 - 14.15
Vamos para o sexto ciclo com 71% de carga.
25/7/2020 - 13.47

Vamos para mais uma pausa rápida antes do sexto ciclo.

25/7/2020 - 13.47

O Galaxy A10s tinha 69% de carga ao final do quinto ciclo, o que mostra que mesmo com hardware mais potente e tela maior o novo aparelho manteve uma autonomia muito similar.

25/7/2020 - 13.46

São 72% de carga restando no Galaxy A11 ao final do quinto ciclo.

25/7/2020 - 12.49

O ciclo 5 começa com os mesmos 78% de carga.

25/7/2020 - 12.23

Daremos mais uma pausa para descanso e já voltamos com o quinto ciclo.

25/7/2020 - 12.23

Temos agora 78% de carga no Galaxy A11.

25/7/2020 - 11.24

Começamos o quarto ciclo com os mesmos 85% de carga.

25/7/2020 - 11.04

Vamos para mais uma pausa rápida.

25/7/2020 - 11.03

São 85% de carga restantes ao final do terceiro ciclo.

25/7/2020 - 09.59

O terceiro ciclo começa com 91% de carga.

25/7/2020 - 09.32

Vamos para mais uma pausa antes do ciclo 3.

O Samsung Galaxy A11 está disponível na Carrefour por R$ 1.039. Para ver as outras 82 ofertas clique aqui.
(atualizado em 30 de setembro de 2020, às 05:12)

25

Comentários

Galaxy A11 mantém boa autonomia do antecessor | Teste de bateria oficial
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 142.921 mortes em 4.777.522 casos confirmados | Relatório diário

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

LG

Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review