LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Galaxy M51 vs Poco X3 NFC: o que importa mais em um intermediário? | Comparativo

16 de janeiro de 2021 85

Os celulares intermediários costumam conquistar os usuários por oferecer uma experiência mais completa, sem cobrar o mesmo que os tops de linha. E nessa categoria, Galaxy M51 e Poco X3 NFC buscam atrair os consumidores cada um de sua forma.

Enquanto o modelo da Samsung tenta apostar na melhor autonomia de bateria de 2020 como o diferencial, o aparelho da Xiaomi promete ser interessante para quem curte multimídia.

Mas, ao colocar os dois lado a lado, qual leva a melhor? Para saber a resposta, fique ligado neste comparativo do TudoCelular.

Índice do comparativo

Design

Samsung Galaxy M51

O Galaxy M51 seguiu a mesma linha aplicada pela Samsung no A71, com uma construção de plástico e entalhe em forma de furo na tela. A diferença principal é que precisou ficar um pouco mais gordinho e pesado para abrigar a bateria com maior capacidade.

Poco X3 NFC

Já o Poco X3 conta com um design começado do zero pela Xiaomi. Diferente dos seus antecessores da linha, que sempre tiveram o visual baseado em algum outro smartphone lançado antes pela empresa. O corpo deixou de ser de vidro e passou a contar com material em plástico na traseira. Mas tem acabamento com efeito metálico e laterais de alumínio que dão uma aparência premium. Aqui há também a câmera para selfies colocada em um notch de furo no display.

A biometria dos dois é na lateral e ambos aceitam microSD, mas apenas o modelo chinês é híbrido. Em outras palavras, no dispositivo da coreana, dá para colocar dois chips mais o cartão de memória. O Poco pesa só dois gramas a mais e ainda tem dimensões um pouco maiores, apesar de contar com o mesmo tamanho de tela.

Pelo design começado do zero e acabamento premium, o ponto aqui fica para o smartphone da Xiaomi.

Melhor construção Poco X3 NFC
Slot é híbrido ou não? Galaxy M51
Possui alguma resistência? Poco X3 NFC
Melhor solução do notch Nenhum
Melhor solução da biometria Nenhum
Qual é mais leve e mais fino? Ambos

76.3 x 163.9 x 9.5 mm
6.67 polegadas - 2400x1080 px
76.8 x 165.3 x 9.4 mm
6.67 polegadas - 2400x1080 px
Ir para página de comparação

Multimídia e recursos

Tela


A Samsung optou por inserir a sua tela Super AMOLED Plus no M51, para dar brilho forte e cores vívidas ao celular. A empresa não comenta, mas este modelo também tem suporte a HDR em serviços de streaming, para dar uma turbinada na experiência do usuário. A falha aqui fica para a ausência de uma taxa de atualização maior, para dar mais fluidez nas imagens.

Já o rival da linha Poco foca justamente em ter um painel que torna a experiência mais suave. Ele tem uma tela IPS LCD de 120 Hz, com HDR10, um contraste decente e boa nitidez, mas existem algumas distorções quando o brilho está no máximo. O sensor de toque na tela funciona a 240 Hz para respostas mais rápidas, o que deve agradar aos gamers de plantão.

Ambos têm displays com resolução Full HD+ e o mesmo tamanho em polegadas. Só que as bordas do modelo chinês fazem o coreano ter um aproveitamento frontal maior.

A fluidez do Poco não cobre os pontos positivos do Galaxy. Por isso, o ponto é do M51.

Melhor tecnologia de tela Galaxy M51
Melhor resolução de tela Ambos
Melhor proporção tela/corpo Galaxy M51
Tela de Hz elevada? Poco X3 NFC
Qualidade geral da tela Galaxy M51

Som


Se na tela o smartphone da Samsung entrega o material que há de melhor, não dá para dizer o mesmo em som. O Galaxy M51 possui apenas uma saída de áudio, que fica na parte inferior do corpo. Apesar dos graves reforçados, o som fica abafado pela falta de qualidade estéreo.

A Xiaomi não cometeu o mesmo erro da rival em seu intermediário e inseriu som estéreo no Poco X3. O áudio está longe da perfeição, mas já é o suficiente para trazer uma experiência mais imersiva.

Os dois chegam com entrada P2 para os fones de ouvido, mas somente no celular coreano você encontrará o acessório vindo direto na caixa. E por falar nele, é o mesmo encontrado nos modelos da linha A da marca, que consegue entregar uma qualidade satisfatória.

Aqui houve quase um equilíbrio de vantagens para cada um dos lados. Mas o fone básico do M51 não supera o áudio estéreo do POCO.

Som é estéreo? Poco X3 NFC
Possui entrada P2? Ambos
Possui protocolos de alta qualidade e ajustes para Bluetooth e fio? Nenhum
Vem fones de ouvido na caixa? Galaxy M51

Sistema


Os dois aparelhos saem da caixa com o Android 10. Mesmo com chances de receberem update para o Android 11, até agora as respectivas fabricantes não liberaram a versão mais recente do sistema do Google. A linha M não costuma ser a prioridade da Samsung nesse ponto. Por outro lado, a atualização já está em testes para o Poco X3, que deverá ser o primeiro da dupla a receber.

O Galaxy M51 vem acompanhado da interface One UI 2.5. Por ser um intermediário, a coreana cortou alguns recursos, como a DeX sem fio e o modo profissional em vídeo. Mas mesmo assim o sistema continua com a boa fluidez e os poucos travamentos percebidos em praticamente todos os modelos da marca.

Já não podemos dizer o mesmo da MIUI 12 do Poco. A nova interface tem animações reformuladas e ágeis, para aproveitar a tela de 120 Hz, mas é nítido que ainda há espaço para otimizações.

Em conexões adicionais, o celular da Samsung e o da Xiaomi têm praticamente os mesmos recursos. Mas o Poco X3 leva um pouco mais de vantagem por contar com um Bluetooth mais atualizado e te ajudar a levantar menos do sofá com o infravermelho, que pode ser usado como controle remoto para a sua TV.

Os recursos extras dão o ponto para o modelo chinês.

Sistema bem atualizado? Poco X3 NFC
Sistema será atualizado futuramente? Ambos
Qual sistema ou personalização tem mais e melhores recursos? Galaxy M51
Faltam conexões? Sobram? Poco X3 NFC

Desempenho


A dupla de aparelhos se encaixa na categoria de intermediários premium. Os dois são equipados com chipsets da série 700 da Qualcomm. Mas o Snapdragon 732 do Poco é um pouco mais novo que o 730G do Galaxy. Aqui há a mesma quantidade de memórias para ambos os lados, com 6 GB de RAM e até 128 GB de armazenamento.

Não há muita diferença em benchmarks, com uma vantagem pequena para o dispositivo da Xiaomi nos testes com múltiplos núcleos. Muito provavelmente pela plataforma mais recente. Já na abertura de apps, é o M51 que leva a melhor, demorando cerca de cinco segundos a menos para concluir os nossos testes.

Se você for um gamer e espera que o Poco vá melhor, não se iluda. O smartphone da Xiaomi não consegue aproveitar o poder total da sua GPU e roda poucos jogos acima dos 60 fps, além de esquentar em pouco tempo de jogatina. Enquanto isso, o modelo da Samsung roda bem todos os jogos sem engasgar ou sofrer com superaquecimento

O equilíbrio de prós e contras nos leva a outro empate.

Quem se sai melhor no teste de abertura? Galaxy M51
Quem leva a melhor nos jogos mais exigentes? Galaxy M51
Quem tem os melhores números de benchmarks? Poco X3 NFC
Qual o processador mais atualizado? Poco X3 NFC
Qual tem melhor equilíbrio de RAM/processador? Ambos
Qual tem mais armazenamento? Ambos

Bateria


Quando o assunto é bateria, não há surpresas em qual vai se sobressair. A Samsung investiu pesado nisso para o M51 e inseriu uma com capacidade de 7.000 mAh no seu intermediário. E qual foi o resultado? A melhor autonomia de 2020 entre os celulares testados pelo TudoCelular. Foram quase 29 horas de tempo de uso, com praticamente 15 horas e meia de tela ligada.

Mas isso não significa que a bateria é um ponto fraco do Poco X3 NFC. Ele vem acompanhado de uma com 5.160 mAh que aguentou mais de 23 horas longe da tomda nos nossos testes, com quase 12 horas de tela.

O carregador de 33W que acompanha o Poco demora 1 hora e 11 minutos para encher a bateria por completo. Mas não chega a ser uma decepção que o acessório de 25W da Samsung precise de quase quarenta minutos a mais para isso, já que tem capacidade bem maior

Aqui é um ponto claro para o Galaxy M51.

Qual tem mais bateria? Galaxy M51
Qual recarrega mais rápido? Poco X3 NFC
Qual dura mais de acordo com o teste de bateria do TC? Galaxy M51
Tem carregamento sem fio? Nenhum

Câmera

Em câmeras, os dois conjuntos traseiros entregam as mesmas opções aos usuários. São quatro câmeras, com uma principal de 64 MP, uma ultrawide para um ângulo maior de visão, uma macro voltada aos detalhes e uma para desfocar o fundo em modo retrato.

Mas sabemos que, para ter fotos de boa qualidade, não basta apenas ter quantidade de megapixels. E o software do Galaxy M51 consegue entregar um software melhor para o seu sensor principal, cores vibrante e bom nível de detalhes. Mesmo em locais fechados ou à noite, ele entregará uma boa nitidez.

A câmera macro consegue capturar texturas e até fiapos com desempenho acima da média, enquanto a de desfoque apresenta poucas falhas. O ponto negativo do conjunto fica para a ultrawide, que satura mais as imagens e compromete a nitidez, aparentando mais ruídos do que devia.

Já o Poco X3 consegue performar justamente no oposto ao rival. Ele acerta no sensor de angulação maior com fotos decentes, mesmo exagerando um pouco no contraste. Mas a câmera principal captura com cores mais quentes que o usual e apresenta fotos mais saturadas – que vai do gosto do usuário. À noite, também é o ponto fraco deste conjunto. Por fim, a lente macro não entrega grande resolução e a de desfoque muitas vezes erra na separação de planos.

Ao analisar o melhor conjunto como um todo, o Galaxy M51 fica com o ponto.

Melhor conjunto de câmera traseira Galaxy M51
Melhor DxOMark, se tiver Nenhum
Melhores fotos noturnas Galaxy M51
Conjunto mais versátil Ambos
Melhor ultrawide Poco X3 NFC
Melhor teleobjetiva Nenhum
Melhor macro Galaxy M51

Fotos tiradas com o Samsung Galaxy M51

Chegou a hora de falarmos sobre os vídeos. Ambos gravam em 4K, limitados a 30 fps, e têm apenas estabilização eletrônica. A filmagem do dispositivo da Samsung tem boa qualidade e imagens estáveis durante o dia, mas não podemos dizer o mesmo à noite.

Por outro lado, o smartphone da Xiaomi também acerta na estabilização e no contraste, mas tem um áudio mais abafado e com muitos ruídos de vento, mesmo gravando em captura estéreo.

Pelas falhas no som do Poco, ponto para o Galaxy.

Possui estabilização óptica? Nenhum
Possui estabilização eletrônica? Ambos
Grava em 4K a 60fps? Nenhum
Melhor em vídeo Galaxy M51

Fotos tiradas com o Poco X3 NFC

Para selfies, o Galaxy M51 tem o sensor com mais resolução que o concorrente, apesar de entregarem a mesma abertura. O aparelho coreano se sai bem em locais iluminados, com detalhes da pele e da roupa preservados, além de ter um modo retrato eficiente. Mas à noite a situação se complica, e o dispositivo passa a falhar em nitidez. A vantagem aqui é o suporte a filmagens em 4K a 30 fps com a câmera frontal.

No Poco, as selfies exibem bons detalhes, cores e contraste, até em locais mais escuros. O problema é que o chinês dispensa o HDR para essa função, o que deve estourar o fundo de muitas das suas fotos. Ele também perde nas gravações, por ficar limitado à resolução Full HD a 30 fps.

Mais um ponto para o Galaxy M51.

Melhor conjunto de câmera frontal Galaxy M51
Câmera frontal grava em 4K? Galaxy M51
Melhor selfie Galaxy M51

Preço

Sabemos que os intermediários no Brasil têm cada vez mais assustado o consumidor no que diz respeito a valores. O Galaxy M51 chegou ao país por R$ 2.900, enquanto o Poco X3 desembarcou por aqui por R$ 100 a mais. Mas aí há uma pegadinha. Essa variante é a de 64 GB, enquanto a de 128 GB cobra R$ 3.300.

Nos últimos tempos, o modelo da Samsung teve queda no seu preço e já pode ser encontrado em varejistas por até R$ 1.000 a menos que o preço sugerido. Já o dispositivo da Xiaomi se equipara ao valor atual do concorrente, mas em sua versão com menos armazenamento.

Por entregar melhor conjunto de câmeras, mais bateria e um espaço interno maior pelo mesmo preço atual, o M51 leva nesta categoria.

Qual teve melhor preço de lançamento? Galaxy M51
Qual tem melhor custo-benefício? Galaxy M51

8.4 Hardware
7.7 Custo Benefício

Samsung Galaxy M51

Comparar Aviso de preço

Conclusão

Apesar da tela de 120 Hz e de recursos extras, como infravermelho e um design mais premium, o Poco X3 não conseguiu bater o Galaxy M51 quando analisamos o conjunto completo que cada um oferece.

Câmera e bateria também pesaram a favor do celular da coreana, por serem pontos que são bem superiores e atraem mais os usuários. Fora a interface personalizada One UI, que tem melhorado a cada versão, com mais recursos e melhor fluidez. Por tudo isso, o Galaxy M51 é o vencedor do comparativo.

RESULTADO

Samsung Galaxy M51: 7 PONTOS

  • Melhor tela
  • Melhor desempenho
  • Bateria dura mais
  • Melhor câmera traseira
  • Melhor em vídeos
  • Melhor em selfies
  • Bom custo benefício

Poco X3 NFC 4 PONTOS

  • Melhor construção
  • Melhor áudio
  • Bons recursos no sistema
  • Processador mais atualizado

E para você? Qual dos dois celulares leva a melhor quando colocados lado a lado? É melhor ter uma tela mais fluida ou câmeras e bateria melhores? Deixe seu comentário abaixo.

(atualizado em 02 de março de 2021, às 03:28)

85

Comentários

Galaxy M51 vs Poco X3 NFC: o que importa mais em um intermediário? | Comparativo
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020