LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Apple e Google são acusadas de omissão em caso de app que rastreia e limita mulheres sauditas

08 de fevereiro de 2019 0

Google e Apple estão juntamente sendo criticadas por organizações de direitos humanos após a liberação de um aplicativo do governo da Arábia Saudita que basicamente é capaz de monitorar e limitar a atuação das mulheres na sociedade.

Chamado de Absher, ele é basicamente um agregador de serviços públicos, mas que traz também uma série de configurações que são capazes de restringir ainda mais a liberdade da mulher saudita. No país, toda pessoa do sexo feminino precisa ser gerida por um tutor do sexo masculino.

Com isso, um indivíduo é capaz não só de definir por quanto tempo uma mulher ligada a ele pode passar fora, como também quais localidades ela pode visitar. É possível ainda limitar viagens por aeroportos, e ser notificado quando o passaporte dela for utilizado; some aí que ele também pode cancelar essas autorizações a qualquer momento, diretamente por um smartphone. E rastrear a localização em tempo real.


A maioria desses serviços sempre foram disponibilizados pelo governo, mas a facilidade de tê-los ao alcance de um aplicativo tornou as mulheres ainda mais monitoráveis. Por isso, a Human Rights Watch quer pressionar Google e Apple para que o governo limite os recursos do software, retirando essas opções que ferem os direitos humanos.

A organização não-governamental afirma ainda que apps com essas características ferem as políticas de uso das duas plataformas. E também, a partir do momento que as companhias aceitam um produto assim em suas lojas, são cúmplices de práticas extremamente retrocedentes.

Nem a gigante de buscas nem a Maçã de Tim Cook se pronunciaram sobre as críticas levantadas. Elas poderão fazê-lo em algum momento, ou então tentar jogar o problema para debaixo do tapete, em nome da diplomacia.

Vale lembrar, na China o WeChat está sendo usado como motor para um aplicativo que visa descriminar pessoas endividadas, as pressionando a quitarem débitos com o governo e empresas.


0

Comentários

Apple e Google são acusadas de omissão em caso de app que rastreia e limita mulheres sauditas
Android

Melhores smartphones: TOP 10 do TudoCelular para você | Janeiro 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular