LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Solução da Huawei ajuda a resolver furtos de bicicletas elétricas na China

15 de março de 2019 5

O Brasil já possui mais bicicletas do que automóveis circulando. São 70 milhões de bikes nas ruas contra 50 milhões de carros. E, aliando o desejo por mais mobilidade e menos poluição à economia compartilhada, temos um cenário favorável para locação desses equipamentos, algo que grandes cidades brasileiras já conhecem há algum tempo. O Uber anunciou sua divisão de bicicletas recentemente

Em março a cidade de São Paulo recebeu mais uma novidade: um dos principais players deste setor anunciou a disponibilidade da e-bike, uma bicicleta elétrica compartilhada. 

Mas essas novidades encontram na segurança o seu principal desafio. São já corriqueiras as notícias de roubos de biciletas e patinetes, por exemplo, que fizeram empresas como a Yellow restringir os pontos de devolução. E, para ajudar a diminuir esse quadro, a Huawei desenvolveu uma solução de gerenciamento baseada na tecnologia NB-IoT (Banda estreita IoT) que protege estes equipamentos de furtos e vandalismo.

A empresa tem aumentado a divulgação de suas soluções de segurança desde que os problemas com alguns países ocidentais afetaram os negócios da companhia, com embargos de vindos de EUAAustráliaGrã-BretanhaNova Zelândia e Noruega; além de diversas negações de cooperação com o governo chinês. Recentemente, a empresa abriu seu centro de transparência em cibersegurança na Bélgica.

Na cidade chinesa de Zhengzhou, 2 milhões de e-bikes utilizam o sistema de segurança da Huawei. Elas possuem placas anti-furto, dispositivos de comunicação e módulos GPS. Assim, passaram a contar com rastreamento, alerta de  incêndio e alarmes de energia, entre outros.


O sistema ajudou a diminuir o número de furtos na cidade. Em 2017, mais de 80% dos casos de roubo registrados na cidade foram de e-bikes. Um mês após o lançamento do projeto, a taxa de resolução bem-sucedida para roubo de bicicleta elétrica licenciada aumentou para mais de 60%.

Segundo a Huawei, o sistema possui também a vantagem de ser econômico, com baixo consumo de energia. Segundo Marcelo Yamamoto, diretor de estratégia e marketing para IoT da Huawei do Brasil, o NB-IoT (ou IoT de banda estreita – em tradução livre) é uma tecnologia otimizada para a transmissão de taxas de dados até 200 Kbps, que viabiliza a conexão de bilhões de dispositivos usados na comunicação de máquina para máquina - a Internet das Coisas (IoT).

O NB-IoT precisa de apenas 200kHz do espectro de frequências (daí o nome 'banda estreita'), o que significa que pode rodar adjacente a redes celulares 3G e 4G existentes e ser usado para diversas finalidades: desde o monitoramento de bicicletas compartilhadas até redes de logística, animais no pasto, fechaduras inteligentes, enfim uma lista virtualmente infinita de aplicações”
Marcelo Yamamoto, diretor de estratégia e marketing para IoT da Huawei do Brasil


5

Comentários

Solução da Huawei ajuda a resolver furtos de bicicletas elétricas na China
Android

Melhores smartphones: TOP 10 do TudoCelular para você | Março 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular