LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Huawei pode continuar no Reino Unido, mas país exige contrapartida da China

11 de setembro de 2019 4

O secretário de defesa do Reino Unido, Ben Wallace, disse nesta semana que o país em breve anunciará a sua posição em relação a situação da Huawei. De acordo com o membro do governo Boris Johnson, tudo dependerá de uma conversa com Pequim.

O governo anunciará a sua posição em breve. Tomaremos uma decisão e não permitiremos que qualquer ameaça comprometa a nossa rede confidencial no Reino Unido [...] o conselho técnico já nos disse que existem lugares onde podemos ir para mitigar qualquer risco de segurança.

Em entrevista para a imprensa local, Wallace disse que o Reino Unido será claro com a China e cobrará de Pequim um "jogo justo". Para ele, a Huawei não é uma ameaça de segurança nacional como pregam os Estados Unidos, mas tudo precisa ser negociado com regras claras.


O secretário defendeu que a China siga um código de ética e citou como exemplo os constantes ataques cibernéticos originados no país. Assim, ao que tudo indica, o Reino Unido quer usar a Huawei como uma "moeda de troca" em um tratado com Pequim:

Isso é muito mais do que apenas técnico. Isso é também sobre comportamento. Não faz muito tempo que o Reino Unido e outras nações convocaram a China para explicar algumas das suas atividades cibernéticas. Se vamos permitir que eles acessem o nosso mercado, acho que devemos esperar também um código de ética justo.

Por enquanto, ainda não há uma data exata para que o anúncio oficial seja feito. De toda forma, o Reino Unido já vem demonstrando que não deve seguir os conselhos do governo Trump. Isso porque, apesar da pressão dos EUA e da troca de primeiro-ministro, o país adotou um tom mais cauteloso e recusou um banimento completo da Huawei.

Vale lembrar que até mesmo empresas estadunidenses vem demonstrando descontentamento com as ações de Washington. Mais cedo, um executivo da Microsoft revelou que o governo Trump procurou a colaboração da empresa para operar a espionagem de outras nações. Isso acabou expondo a incoerência dos EUA.


4

Comentários

Huawei pode continuar no Reino Unido, mas país exige contrapartida da China
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2019

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular