LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Detetive TudoCelular: loja não-oficial da Xiaomi, Mi Store Brasil some sem cumprir entregas

13 de janeiro de 2020 35

Uma das lojas online não-oficiais da Xiaomi, a Mi Store Brasil tem recebido constantes reclamações na internet de clientes que compraram produtos durante o período de Black Friday, no ano passado, e não receberam seus produtos.

O site Mobizoo informou que o último status de pedido que os clientes tiveram foi “aguardando envio”. Eles já tomam providências quanto ao dano financeiro, como por boletins de ocorrência, mas seriam desestimulados pela polícia, que afirma ser difícil dar sequência no caso, uma vez que o site saiu do ar e os dados “desapareceram”.

A coluna Detetive TudoCelular reuniu as principais informações sobre o caso e foi atrás de dados atualizados para você ficar por dentro da situação. Entenda mais a seguir:

Sumiço total

Um dos problemas dos consumidores é a falta de um meio de contato com os responsáveis pela varejista online. Isso porque o site, as contas nas redes sociais e o dono da controladora da loja – Action Sales Companhia Digital –, chamado Anderson Figueiredo dos Santos tiveram suas páginas e perfis removidos da internet.

Membros de um grupo de vítimas conseguiram descobrir a URL atual da conta do Instagram da loja. Sem utilizar o nome do negócio nem qualquer imagem postada, o perfil do Instagram se limita apenas a dizer “nome1528”.

Imagem: Instagram

Apesar disso, ainda é possível encontrar direcionamento para o site da loja quando o nome é pesquisado no Google. Contudo, ao clicar no link, a página dá erro.

ATUALIZAÇÃO 13/01/20 ÀS 21h33: A homepage do site da Mi Store Brasil pode ser acessada por meio de cache, disponível neste link. [Agradecemos ao leitor Felipe Moura pela dica!]

Imagem: Google
Queixas no Reclame Aqui

Várias das queixas relacionadas à Mi Store Brasil já podem ser encontradas no Reclame Aqui. Nos últimos seis meses, foram 151 chamadas no site, todas sem qualquer resposta por parte da varejista.

Em um dos relatos, o internauta afirma que o número de telefone informado não existe, o e-mail não é respondido e a loja não chegou a emitir nota fiscal sobre o produto que havia comprado. Além disso, alega que a empresa utiliza CNPJ falso, uma vez que o valor da fatura cai em um registro diferente do que era informado na página.

Imagem: Reclame Aqui
TudoCelular alertou no passado

A primeira vez que a Mi Store Brasil virou notícia no TudoCelular foi em 18 de setembro de 2018. Na época, esta coluna denunciou a loja pelo uso do termo “Revendedor Autorizado” em seu site, quando não havia permissão oficial da Xiaomi para efetuar as vendas no país.

Já em 2 de abril de 2019, noticiamos em primeira mão a disputa da JCell Celulares LTDA. – primeira empresa proprietária da varejista – com a [verdadeira] Xiaomi no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) pelo nome “Mi Store”.

Aproximadamente dois meses depois, o site também informou sobre a remoção da página do Facebook da loja virtual. Na ocasião, o ato foi próximo a um aviso da operação brasileira da fabricante chinesa sobre lojas que se passam por oficiais – mas, segundo a varejista, a decisão não tinha qualquer relação com o alerta.

Empresa deu baixa no CNPJ

Um tempo após a primeira coluna Detetive TudoCelular sobre a Mi Store Brasil, a empresa passou a ter uma nova identificação de proprietários em seu site. Saiu a JCell e passou a ser identificada como dona a empresa Action Salles Companhia Digital LTDA, de responsabilidade de Anderson Figueiredo dos Santos.

Neste domingo (12), a inscrição no CNPJ da empresa teve baixa, ou seja, a companhia foi fechada. Na consulta do CNPJ e na Certidão de Baixa, emitidas pela Receita Federal, dão como motivo “extinção para encerramento por liquidação voluntária.

Imagem: Receita Federal
Imagem: Receita Federal

Isso significa que o próprio dono pediu o fim das atividades de sua situação cadastral, o que não gera mais obrigações ou débitos a partir da data da baixa.

No entanto, como afirmou uma das vítimas – citadas mais acima neste texto –, o CNPJ que consta na fatura não é o mesmo da Action Salles. Ao consultá-lo, é possível conferir que ele é o mesmo da primeira empresa que geria a loja, cuja razão social é da “JH Eletrônicos”, agora pertencente à Jorge Juarez Krause.

Fui prejudicado. E agora?

Existem dois caminhos que você pode tomar para reaver o seu dinheiro. Um deles é ir atrás da plataforma de pagamento digital. Segundo o Mobizoo, o Mercado Pago tem retornado de forma positiva quanto ao estorno. Já o PagSeguro parece oferecer mais dificuldades aos clientes.

A outra opção é ir direto ao Procon do seu estado, para que ele possa intermediar uma forma de ter seu dinheiro de volta. Caso isso ainda não seja suficiente, uma vez que existe dificuldade para encontrar os responsáveis, você poderá ir à Justiça para tomar as devidas providências legais contra a loja.

Chegou a ser vítima ou conhece alguém que comprou um produto e não recebeu na Mi Store Brasil? Relate para a gente no espaço abaixo.


35

Comentários

Detetive TudoCelular: loja não-oficial da Xiaomi, Mi Store Brasil some sem cumprir entregas
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Janeiro 2020

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular