LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

MWC20 é oficialmente cancelada devido a preocupações com surto de coronavírus

12 de fevereiro de 2020 26

Atualização (12/02/20) – por RB

Agora é oficial! A Mobile World Congress 2020 está cancelada, devido às preocupações quanto à epidemia de coronavírus. De acordo com a Bloomberg, o CEO da organizadora do evento – a GSM Association (GSMA) –, John Hoffman, afirmou que o surto da doença tornou “impossível” a manutenção do evento. (ATUALIZAÇÃO 16h25: o comunicado oficial foi publicado há pouco e pode ser visto na íntegra aqui)

“Com o devido respeito ao ambiente seguro e saudável de Barcelona e do país anfitrião hoje, a GSMA cancelou o MWC Barcelona 2020 porque a preocupação global com o surto de coronavírus, a preocupação com viagens e outras circunstâncias, impossibilita a GSMA de realizar o evento.”


John Hoffman

CEO da GSMA

A feira já havia sofrido várias baixas de empresas importantes no mundo da tecnologia, nas últimas semanas. Entre os exemplos, estão Sony, LG, Nokia, Ericsson, NVIDIA, TCL, Intel e vivo.

Imagem: Reprodução

A última tentativa havia sido feita com o governo espanhol, para declarar estado de emergência no local. Contudo, os representantes das autoridades federais e da prefeitura de Barcelona não compareceram.

A maior preocupação girava em torno da forte presença de fabricantes chinesas na MWC. Como o surto do coronavírus surgiu no país asiático, o grande fluxo de pessoas do epicentro para Barcelona – onde teriam o contato com gente de várias outras localidades do mundo – poderia aumentar os casos da doença a nível global.

A MWC 2020 seria realizada a partir do próximo dia 24 de fevereiro e teria a cobertura in loco do TudoCelular.

E aí, você concorda com a decisão de cancelar a MWC 2020? Diga a sua opinião para a gente!

Atualização (12/02/2020) - por EB

Após um grande balanço sobre qual seria o rumo da MWC20 que começa na última semana de fevereiro, dia 24, a GSMA resolveu divulgar uma decisão a respeito do que deve ocorrer. Uma reunião de emergência que já citamos anteriormente foi feita às 14 horas no horário local de Barcelona, onde o evento será realizado.

O resultado é que o evento de fato vai ocorrer. A decisão foi tomada após a reunião com 26 operadoras, dentre elas Telefónica, Deutsche Bank, Orange, AT&T, Verizon, América Móvil, China Mobile, China Telecom e China Unicom. Como o perigo de contaminação pelo coronavírus é alto, a reunião foi realizada via videoconferência.

O estranho é que representantes do governo espanhol e da prefeitura de Barcelona não compareceram, mesmo após pressionarem a GSMA por meio da porta-voz María Jesús Montero, que transmitiu a seguinte mensagem:

A organização do congresso anunciou que aumentou as medidas de segurança para evitar qualquer tipo de risco entre os participantes. Também temos um dos melhores sistemas de saúde pública.

Talvez a ausência possa ser justificada com o adiantamento repentino da reunião, que estava marcada para sexta mas já foi realizada hoje. Apesar da continuidade do evento, muitas empresas como Intel, Vivo, TCL, NVIDIA, Ericsson, LG e muitas outras já cancelaram a sua participação nele por receio de transmissão do coronavírus ao redor do mundo, que tem afetado gravemente as economias de diversos países.

Por isso, o comunicado da porta-voz é tão importante: como o governo não decretou estado de emergência, a GSMA só teria duas opções: realizar o evento correndo riscos e confiando no que Montero disse ou se tornar responsável por possíveis perdas e ressarcimentos que ela teria de pagar às empresas que investiram para a organização. Nesse caso, a decisão foi pela primeira opção.

Matéria original (12/02/2020)

Pelo andar da carruagem, a MWC20 deverá ser cancelada.

Segundo fontes do WIRED - que são próximas a pessoas da GSMA - a empresa negocia com o governo da Espanha e Catalunha um estado de emergência nos territórios para que fique mais fácil cancelar o evento em Barcelona.

O status especial de emergência no país levanta uma série de restrições impositivas, e assim a GSMA teria maior facilidade para cancelar compromissos firmados com centenas de companhias confirmadas na MWC. Ela poderia usar o seguro do evento para pagar por multas e rescisões, o que não é viável caso o governo não coopere nesse sentido.

Se não for decretada emergência na região, a GSMA poderá fazer a MWC20 acontecer mesmo esvaziada. Isso porque as perdas financeiras não compensariam o cancelamento, que geraria uma fatura muito pesada para os cofres da empresa.


Vale lembrar que a companhia terá ainda nesta semana uma reunião para definir o futuro da edição 2020 da MWC, mas tudo vai indicando que a decisão do governo terá total influência para os resultados dessa conversa.

Por enquanto já saíram do evento empresas como Facebook, Amazon, Nvidia, Cisco, Sony, HMD Global, Nokia, Volvo, TCL, ZTE, LG e Ericsson. Huawei, Xiaomi, Samsung e outras "grandes" estão confirmadas, por enquanto.

O coronavírus, causador da covid-19, já matou mais de mil pessoas na China, ao passo que 40 mil casos estão confirmados. A doença vem causando grandes perdas econômicas, e isso para além das decisões envolvendo a MWC: Wuhan é um importante polo industrial na China. O governo local chegou a criar um app que informa se suspeitos da doença estão próximos, pela gravidade dessa epidemia.

E você, acredita que a GSMA irá mesmo cancelar a MWC20? Conte para a gente nos comentários!


26

Comentários

MWC20 é oficialmente cancelada devido a preocupações com surto de coronavírus
Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Fevereiro 2020

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor desempenho | Guia do TudoCelular

Android

TOP 10 smartphones de elite com melhor autonomia | Guia do TudoCelular