LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

EUA aplicam sanção máxima e bloqueiam envio de chips da TSMC para a Huawei

15 de maio de 2020 51

Depois de muitas ameaças e troca de farpas, o pior cenário aconteceu: o governo dos Estados Unidos anunciou que vai bloquear totalmente o envio de semicondutores para a Huawei. De acordo com a administração Trump, a medida começa a valer a partir desta sexta-feira (15).

Apesar de não ser uma surpresa no meio tecnológico, a nova decisão de Washington tem tudo para ampliar a já problemática disputa comercial com a China. Isso porque a TSMC agora precisará de uma licença especial do Departamento de Comércio dos EUA para exportar chips Kirin para a Huawei.

Por mais que a gigante chinesa desenvolva seus próprios processadores, a TSMC é responsável por montá-los. Com a nova regra, a taiwanesa será obrigada a interromper a exportação desses chips para a Huawei.


Em uma breve explicação, o Departamento de Comércio dos EUA informou que a medida vale para a Huawei, Honor e HiSilicon. Além disso, a Reuters divulgou uma explicação do órgão sobre a necessidade de aplicar sanções mais pesadas contra a chinesa:

Estamos alterando essa regra para atingir estrategicamente a aquisição de semicondutores da Huawei, que são produtos diretos que usam softwares e tecnologias desenvolvidas nos EUA. A medida também interrompe os esforços da Huawei para minar os nossos controles de exportação.

Em linhas gerais, apesar das sanções aplicadas em maio de 2019, a Huawei continuou utilizando máquinas e softwares desenvolvidos nos EUA para projetar seus chips.

A mudança visa impedir que as tecnologias dos EUA permitam atividades contrárias à segurança nacional e aos interesses da política externa do país - Wilbur Ross, Secretário de Comércio.

Em busca de contornar a situação, a Huawei já iniciou a produção de alguns processadores em parceria com a também chinesa SMIC.

Prazo para início

O Departamento de Comércio também esclareceu que os chips que já estão em produção serão enviados normalmente para a Huawei. Todas as remessas devem ser entregues em até 120 dias a partir de hoje, ou seja, a TSMC e outras empresas não podem aceitar novas encomendas da chinesa.

A maioria dos fabricantes de chips usam softwares e equipamentos produzidos por empresas americanas como KLA, Lam Research e Applied Materials (AMAT.O).

Por enquanto, a Huawei não se manifestou sobre o assunto. Mesmo assim, a empresa já tinha alertado que a medida provocaria uma "dura reação da China", algo que pode acontecer a qualquer momento.

Outro ponto que devemos observar é como a Samsung e outras empresas vão reagir ao novo bloqueio. Isso porque a companhia também fornece peças para a Huawei.


51

Comentários

EUA aplicam sanção máxima e bloqueiam envio de chips da TSMC para a Huawei
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 57.070 mortes em 1.313.667 casos confirmados | Relatório diário

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Junho 2020

Tech

De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular