LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

COVID-19: cientistas de Israel criam "apito" que detecta coronavírus em menos de 1 minuto

15 de maio de 2020 14

Anteriormente já noticiamos que Israel anunciou uma vacina com anticorpos para coronavírus. Segundo o país, o próximo passo seria registrar patente sobre ela e iniciar produção em massa após firmar acordos com empresas interessadas. Entretanto, hoje temos outra novidade do país, onde uma espécie de bafômetro é capaz de detectar a infecção no organismo em tempo recorde.

O invento foi criado por cientistas da Universidade Ben-Gurion em Israel e funciona de forma parecida com um bafômetro, ou seja, basta assoprar o dispositivo, que se parece com um apito. Para funcionar, ele utiliza um chip eletrônico com sensores que utilizam capacidades eletromagnéticas e ópticas para identificar o coronavírus em menos de um minuto.

Dispositivo criado pelos cientistas

Gabby Sarusi, vice-diretor de pesquisa da Escola de Engenharia Elétrica e Computação da Universidade Ben-Gurion explica com suas próprias palavras como o invento funciona:

"Se iluminarmos este chip com um tipo de radiação sem o vírus, teremos um tipo de resposta a uma radiação eletromagnética. Mas se há vírus no chip, obtemos uma diferente resposta."

De acordo com os testes em 120 pacientes, a eficácia da ferramenta ficou em 90%, o que é um índice bem alto de acertos para uma solução tão prática.

Gabby Sarusi e o invento para testar coronavírus

Como há um chip dentro do dispositivo, ele se conecta à uma rede em nuvem com informações sobre os testes de coronavírus realizados no país para que as autoridades tenham mais controle e encontrem formas de agir para prevenir o contágio de forma rápida.

A primeira vantagem desse tipo de teste é o valor: apenas 50 dólares. Isso sem contar o tempo para obter um resultado: menos de 1 minuto e sem riscos por manipulação de material possivelmente infectado.

Se compararmos ao teste PCR a diferença é enorme, pois ele demora muitos dias para dar um resultado por meio de um exame muito mais invasivo, que envolve inserir um bastonete pelo nariz do paciente até a garganta para recolher material biológico para analisar.

A expectativa é que o teste seja submetido à aprovação da Food and Drugs Administration em até 45 dias, se ele for aprovado, chegará ao mercado entre outubro e novembro de 2020. Por enquanto, trata-se de um protótipo, apesar dos ótimos resultados.

Além da Universidade Ben-Gurion, as empresas israelenses Next-Gen e Scentech Medical também estão desenvolvendo soluções parecidas com a mesma técnica de identificar o COVID-19 pela respiração.


14

Comentários

COVID-19: cientistas de Israel criam "apito" que detecta coronavírus em menos de 1 minuto
  • Muito bom

      • Israel esta bem a frente, tanto que la conteram a epidemia, as escolas e cormércio já reabriram.

          • Metade da população brasileira com um apito desses seria legal !!!!

            Quando que a população vai reagir...............é surreal a aceitação da escravidão dos brasileiros.........!!! Congresso nacional tentando aprovar leis para se vingar das pessoas que saíram nas ruas, ou que discordam dessas medidas absurdas.............!!!!

            Pessoas morrendo porque tiveram seus exames e cirurgias adiados...........Governadores e Prefeitos estão matando as pessoas..........destruindo a vida delas.............e o povo de cabeça baixa, revoltadinhos brigando nas redes sociais.....!!! Estão dificultando o uso da Hidroxicloroquina, impedindo de salvar vidas, porque foi o Presidente Bolsonaro que anunciou..........na moral o Brasil não tem salvação....!!! O importante agora é salvar vidas e não saber quem foi que anunciou o remédio primeiro, brasileiros entregues ao comunismo total......sem volta.....!!!

            • puxa vida eles parecem estar sempre a frente de todos...e me vem na mente as teorias kkk seriam os laboratórios secretos super-avançados.... exitem todo tipo de teoria...mas seria interessante fazer o vírus criar o anti-vírus e ganhar dinheiro e poder alem da preocupação com a superpopulação daria um bom filme ...mas eles estão de parabéns nas pesquisas !!!

              Tech

              Coronavírus: Brasil chega a 25.598 mortes em 411.821 casos confirmados | Relatório diário da Covid-19

              Samsung

              Dividindo com a TSMC! Samsung fabricará GPUs básicas de 7 nanômetros para a Nvidia

              Android

              Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Maio 2020

              Tech

              De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular