LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

França não banirá a Huawei, mas deve incentivar uso de concorrentes no 5G

06 de julho de 2020 80

Atualização (06/07/20) - JB

Enquanto o Reino Unido se prepara para banir completamente a Huawei do seu mercado 5G, a França pode adotar uma posição mais branda. Isso porque, apesar de estar passando pela mesma pressão, o país quer manter um canal de diálogo com Pequim.

Em uma entrevista publicada nesta semana, o chefe do departamento de segurança da França, Guillaume Poupard, disse que não haverá banimento total. Mesmo assim, Paris deve recomendar que as operadoras locais não usem os equipamentos da chinesa:

O que posso dizer é que não haverá uma proibição total. Mas para as operadoras que atualmente não usam a Huawei, estamos incentivando-as a não fazer isso [...] Para aqueles que já usam a Huawei, estamos entregando autorizações por períodos que variam entre três e oito anos.

As principais operadoras da França - Bouygues Telecom e SFR - devem receber essas autorizações na próxima semana. Aquelas que não puderem usar os equipamentos chineses também poderão recorrer.


Poupard ainda esclareceu que a decisão do governo francês não é fruto de pressão dos Estados Unidos e tampouco um ato de hostilidade ao povo chinês:

Isso não é um golpe contra a Huawei ou racismo anti-chinês. Tudo o que estamos dizendo é que o risco não é o mesmo para fornecedores europeus e para não-europeus.

Já Paul Harrison, gerente de comunicações internacionais da Huawei, se manifestou sobre a situação do Reino Unido:

Os EUA não deveriam respeitar o Reino Unido, que na era pós-Brexit é capaz de escolher sua própria política de telecomunicações? O governo Trump quer decidir sobre a Huawei agora. A política britânica é ditada pelo governo Trump. O Parlamento Europeu foi substituído pela Casa Branca?

Texto original (05/07/20)

Não funcionou. Depois de comprar publicidade nos principais jornais e fazer uma massiva campanha, a Huawei não conseguiu evitar o seu banimento do Reino Unido. Isso porque novas informações obtidas pelo Telegraph indicam que Londres deve anunciar um plano para remover a chinesa de toda a sua rede 5G.

De acordo com fontes próximas ao primeiro-ministro Boris Johnson, a pressão dos Estados Unidos aliada a uma rebelião do partido conservador acabou sepultando o planejamento inicial de permitir a Huawei em 35% da nova rede.

Com isso, as principais operadoras do país devem cancelar encomendas e até mesmo retirar equipamentos 5G já instalados. O prazo que Londres deve oferecer para as empresas é de apenas seis meses.


O primeiro-ministro do Reino Unido também deve receber um relatório de inteligência nesta semana onde serão apresentados novos dados sobre a Huawei. Como os EUA estão impedindo a empresa de comprar chips da TSMC, muito provavelmente a empresa precisará usar peças "não confiáveis".

Por enquanto, o governo do Reino Unido permanece em total silêncio. De toda forma, a Huawei emitiu uma nota reafirmando o seu compromisso com o país e indicando que não há motivos para desconfiança:

A Huawei é o fornecedor mais minucioso do mundo e acreditamos firmemente que nossa transparência é incomparável no Reino Unido. Isso significa que podemos continuar sendo confiáveis ​​para desempenhar um papel na atualização da rede móvel na Grã-Bretanha. É importante focar nos fatos e não especular nesse momento.

Por mais que não haja uma confirmação oficial do banimento da Huawei, o Reino Unido teme que os EUA criem barreiras quando o assunto é compartilhamento de inteligência. A situação se torna ainda mais problemática com a saída da União Europeia e há um sério risco de que o país fique isolado.


80

Comentários

França não banirá a Huawei, mas deve incentivar uso de concorrentes no 5G
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 97.288 mortes em 2.858.872 casos confirmados | Relatório diário

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo