LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: vacinação em massa no Brasil deve ocorrer no início de 2021, estima João Doria

27 de julho de 2020 8

Segundo o governador de São Paulo, João Doria, em entrevista ao Jornal da Itatiaia, de Minas Gerais, a imunização contra o coronavírus deve estar disponível para os brasileiros no início de 2021, mais precisamente em janeiro. A estimativa foi feita com base na capacidade de produção do Instituto Butantan, responsável pelos testes da vacina da chinesa Sinovac Biotech.

Para isso, entretanto, é necessário que os testes envolvendo a CoronaVac (da Sinovac) e a imunização desenvolvida pela Universidade de Oxford deem bons resultados, visto que os seus testes devem terminar em outubro, com uma autorização da Anvisa em caráter emergencial sendo emitida em dezembro, o que autorizaria a distribuição dela na população no início de 2021.


Atualmente a CoronaVac está na terceira fase de testes com 9 mil voluntários somente no Brasil. O governador afirmou em entrevista ao Jornal da Itatiaia:

"A vacina já poderá começar a ser produzida, mediante a autorização da Anvisa, no máximo nos primeiros dias de dezembro. E a quantidade necessária para iniciar a imunização da população brasileira, pode ser aplicada já no início de janeiro com o SUS, com aplicação gratuita em toda população. A melhor notícia que poderíamos ter é a vacina."

Falando em quantidade, atualmente o Butantan pode produzir 120 mil doses, mas o Governo de SP iniciou uma campanha de doações que deve investir R$ 130 milhões no Instituto para dobrar essa capacidade. Já a Fiocruz estima entregar 100 milhões de doses da vacina desenvolvida em Oxford no início do próximo ano.

Doria ainda estimou que, caso não hajam atrasos nas etapas de testes, liberações e imunização da população, todos poderão retornar à normalidade em abril de 2021. Entretanto vale dizer que é preciso ponderar, afinal a última fase de testes envolve expor os voluntários que receberam o placebo e a vacina ao vírus para testar a eficácia dela e essa fase pode levar mais tempo do que o esperado.


8

Comentários

Coronavírus: vacinação em massa no Brasil deve ocorrer no início de 2021, estima João Doria
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 94.660 mortes em 2.750.153 casos confirmados | Relatório diário

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review

Google

Nearby Share: "AirDrop do Google" começa a chegar aos usuários Android em versão beta

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo