LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Fiocruz assina acordo para produzir 100 milhões de doses da vacina de Oxford no Brasil

03 de agosto de 2020 0

A paralização devido ao distanciamento social imposto pelo coronavírus tem feito com que países de todo o mundo procurem formas de acelerar o desenvolvimento de vacinas. Na última sexta-feira, 31 de julho, um novo acordo foi celebrado entre a Fiocruz e a inglesa AstraZeneca, que vai permitir a produção de 100 milhões de doses da vacina no Brasil.

A responsável pela produção da imunização no Brasil será a estrutura Bio-Manguinhos da Fiocruz, que deve receber um investimento de R$ 522 milhões da Fiocruz caso a vacina tenha bons resultados nos testes finais. Se tudo correr bem, a produção deve começar em dezembro de 2020, onde 30 milhões de doses devem ser produzidas até fevereiro.


A expectativa é que outras 70 milhões de doses sejam fabricadas no primeiro semestre de 2021, fechando o acordo realizado entre os laboratórios. Esse acordo já estava nos planos do Ministério da Saúde, que já mantinha uma parceria para desenvolvimento da imunização e compra de doses para uso nacional desde o fim de junho.

Camile Giaretta, que é diretora de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde afirmou:

"Demos mais um passo importante para a formalização do acordo entre os laboratórios. Essa ação do governo federal significa um avanço para o desenvolvimento de tecnologia nacional e de proteção da população brasileira."

Um comitê para acompanhamento técnico-científico da produção da vacina também foi estabelecido com esse acordo, ele será liderado por Marco Krieger, vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz e contará com participação de profissionais da AstraZeneca e outras instituições que estão empenhadas no desenvolvimento da vacina, como a USP, UFRJ e UFG.

Com esse acordo o Brasil também terá acesso a informações técnicas da AstraZeneca para produção da imunização, além de apoio com capacidade técnica para acelerar o máximo possível o desenvolvimento da vacina. Por enquanto as negociações devem continuar em ritmo acelerado entre os laboratórios, de forma que as doses possam ser disponibilizadas o mais rápido possível.


0

Comentários

Coronavírus: Fiocruz assina acordo para produzir 100 milhões de doses da vacina de Oxford no Brasil
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 142.921 mortes em 4.777.522 casos confirmados | Relatório diário

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

LG

Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review