LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Covid-19: segunda fase de testes da vacina da Pfizer produz resposta robusta de anticorpos

12 de agosto de 2020 2

E essa é mais uma semana com notícias animadoras para todos nós que esperamos por uma vacina contra a Covid-19: depois da Rússia confirmar que possui o primeiro produto do mercado - e que irá aplicá-lo ainda em agosto em médicos de lá - a Pfizer confirma ótimos resultados da segunda fase de testes clínicos envolvendo a sua vacina.

A notícia chega através da mais recente edição da Nature, que traz os últimos dados envolvendo a vacina BNT162b1, da Pfizer e BioNTech.

A segunda fase clínica de testes foi realizada com 45 voluntários, com idades entre 18 e 55 anos. Eles foram divididos em 4 grupos, sendo que três tomaram dosagens reais da vacina, e um último apenas placebo.


Os dois primeiros, que tomaram doses de 10 microgramas e 30 respectivamente, produziram uma resposta robusta em anticorpos ainda na primeira dosagem, e receberam uma segunda de reforço. O terceiro grupo tomou 100 microgramas, e a resposta foi pouco diferente em comparação com o grupo de 30 microgramas, porém com mais efeitos colaterais como febre e dores musculares, e portanto não receberam uma dose de reforço.

O que foi observado pelos pesquisadores é que todos os vacinados produziram anticorpos contra o novo coronavírus de 1,9 a 4,6 vezes mais que pacientes que estavam se recuperando da doença.

Vale lembrar, a vacina da Pfizer está sendo testada em médicos voluntários no Brasil, na Bahia e em São Paulo. Pelo menos mil voluntários participam da chamada fase 3, que envolve um número bem maior de pessoas.

Inclusive, essa fase é a última antes da validação da vacina. A BNT162b1 agora incluirá também portadores de doenças crônicas, sendo essa sua prova de fogo.

E você, acredita que a solução da Pfizer também será uma das disponíveis em um breve futuro? Conte para a gente nos comentários!


2

Comentários

Covid-19: segunda fase de testes da vacina da Pfizer produz resposta robusta de anticorpos
  • Minha dúvida é a durabilidade dos anticorpos. Em pacientes que tiveram a doença, três meses é o limite. Estou me usando como objeto de estudo e medindo meus anticorpos periodicamente. Com dois meses e meio meus anticorpos praticante zeraram. Por outro lado, minhas lesões pulmonares se resolveram nesse período (estou fazendo tomografias de controle). Isso significa que estou em forma para uma reinfecção (o que tem ocorrido com frequência nós pacientes).
    Há outros coronavirus que nos afetam, como o do resfriado comum. Também temos imunidade de três meses para eles. Parece haver uma limitação do nosso sistema imunológico para manter uma defesa duradoura para essa família de vírus.
    Isso significa que a vacina pode ter "validade" curta.

      • O problema dessa vacina é simplesmente "desativar" a celula do CoronaVirus em si... Deveria é ser eliminado do corpo... Afinal o corpo humano não é tão forte assim, não!

          Tech

          Coronavírus: Brasil chega a 135.793 mortes em 4.495.183 casos confirmados | Relatório diário

          LG

          Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

          Android

          Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Agosto 2020

          Android

          Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review