LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: maior causa de mortes no Brasil em um ano é a Covid-19

15 de setembro de 2020 5

O Coronavírus acaba de se tornar o principal causador de mortes no Brasil nos últimos 12 meses. A doença que já contabilizou mais de 132 mil vítimas e mais de 4,3 milhões de infectados somente em nosso país atingiu mais um triste recorde de acordo com números apurados pelo Uol por meio de estatísticas fornecidas pelo Ministério da Saúde no Sistema Informacional da Mortalidade.

Para se ter uma ideia, o coronavírus já registrou mais óbitos do que os homicídios no ano mais violento já registrado no Brasil, onde 62 mil pessoas foram morreram assassinadas. Anteriormente o maior causador de mortes no país eram as doenças do coração, que causaram mais de 116 mil mortes durante o ano de 2019.

Por outro, lado as doenças respiratórias já se mostravam muito perigosas, com a pneumonia levando mais de 83 mil pacientes ao óbito, sendo ela a líder nessa estatística quando o assunto são doenças do sistema respiratório.


Os acidentes ainda ocupam um triste lugar nessa lista, matando 46 mil pessoas em 2012, o ano mais violento para o trânsito brasileiro até o momento, segundo as estatísticas do Sistema Informacional da Mortalidade.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a taxa de letalidade do coronavírus é de 0,6%, entretanto este número não é pequeno. Gripes como H1N1 apresentam uma taxa que varia somente entre 0,01% e 0,08%. Além disso, Vera Magalhães, pesquisadora e pesquisadora de doenças tropicais da UFPE explica outro fator problemático na situação atual para esse valor:

"É um número extremamente alto porque é uma doença que está tendendo a uma estabilização em um ponto alto de casos e ainda de óbitos."

Por fim a pesquisadora completa:

"O problema é que ainda não temos uma medicação específica ou uma vacina. Apesar de várias vacinas em teste serem promissoras, ainda há um longo caminho a ser percorrido até a comercialização e vacinação da população que permita interromper a circulação do novo coronavírus."

Uma das vacinas com desenvolvimento mais acelerado é a de Oxford, que teve testes retomados após uma reação de uma paciente após receber doses da imunização desenvolvida pela AstraZeneca.


5

Comentários

Coronavírus: maior causa de mortes no Brasil em um ano é a Covid-19
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 138.108 mortes em 4.591.604 casos confirmados | Relatório diário

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

LG

Moto G8 Plus vs LG K51S: mais câmeras fazem fotos melhores? | Comparativo

Android

Novo Tracker 2021: app e WiFi a bordo fazem diferença? | Análise / Review