LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: após 97% de eficácia, estudo da Coronavac entra na fase final de aprovação

24 de novembro de 2020 4

Atualização - 24/11/2020 - por JS

Os estudos em busca de uma vacina eficaz para combater a pandemia da Covid-19 no Brasil continuam a todo vapor, e nas análises mais recentes a vacina Coronavac conseguiu apresentar 97% de eficácia entre os voluntários que foram utilizados no processo de análise.

Com o número mínimo de voluntários contaminados, os estudos desta vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac estão entrando na fase final de aprovação. No comunicado divulgado para a imprensa ontem (23), foi informado que o Instituto Butantan, parceiro do laboratório chinês, estava iniciando a abertura do estudo clínico.

"A boa notícia, e o motivo por qual estamos aqui no Instituto Butantan, é que o Instituto Butantan detalha a fase final para a aprovação da CoronaVac tendo atingido o número mínimo de infectados e isso é a possibilidade de permitir a abertura do estudo clínico e a análise destes resultados", disse o secretário estadual da saúde, Jean Gorinchteyn.

Matéria original - 18/11/2020

A Coronavac é uma das vacinas mais promissoras contra o coronavírus, prova disso é o estudo publicado pela revista científica Lancet Infectious Diseases, onde é afirmado que ela apresentou 97% de eficácia ao estimular a produção de anticorpos contra o coronavírus em testes realizados em laboratório.

A Coronavac é a última vacina a ter os testes da fase 1 e 2 publicados em uma revista. Atualmente ela já está na terceira fase de testagem, mas os resultados das primeiras já se mostram bastante animadores. As duas primeiras fases envolveram 744 voluntários com idade entre 18 e 59 anos na China entre abril e maio de 2020.


No Brasil a Coronavac já está sendo testada em parceria com o Instituto Butantan. Entretanto os testes na China informaram que a produção dos anticorpos contra a COVID-19 já era considerada boa 14 dias após a primeira dose, com pico de proteção alcançado em 28 dias, apresentando 97% de eficácia nos voluntários.

O estudo aponta que a vacina não só conseguiu impedir o desenvolvimento da doença no organismo como também proteger as células da infecção por meio de anticorpos neutralizantes, entretanto os linfócitos T não foram analisados.

Segundo cientistas a melhor resposta imune foi obtida com um intervalo de 28 dias entre as duas doses necessárias para assegurar a proteção máxima, entretanto um intervalo de apenas 14 dias também é o suficiente para garantir a proteção adequada com uma rapidez maior na imunização da população.

Os efeitos colaterais relatados foram leves, sendo a maioria deles sobre dor no local da aplicação da vacina, que foi relatada por 35% dos participantes dos testes, além disso a Coronavac causou muito menos febre em participantes dos testes em comparação com outros imunizantes como na russa Sputnik V ou a desenvolvida em Oxford em parceria com a AstraZeneca.


A última fase de testes da Coronavac deve durar aproximadamente 6 meses, visto que agora estão sendo avaliados quesitos importantes como a duração da proteção, se ela é capaz de estimular os linfócitos T para proteger as células e principalmente se ela é capaz de proteger as células ou somente é eficaz contra formas mais graves do coronavírus.

Até o momento a Coronavac se mostrou segura e capaz de reproduzir reposta imune em todas as faixas etárias, com proteção aprimorada para usuários entre 18 e 59 anos. Para saber mais sobre a Coronavac, recomendamos que você leia o nosso Detetive TudoCelular sobre ela elaborado pelo Rafael Barbosa.

Saiba mais


4

Comentários

Coronavírus: após 97% de eficácia, estudo da Coronavac entra na fase final de aprovação
Tech

Coronavírus: Brasil chega a 170.115 mortes em 6.118.708 casos confirmados | Relatório diário

Android

Melhor celular ou smartphone: TOP 10 para você comprar | Setembro 2020

Apple

Agora tem widgets? iOS 14 e todas as suas novidades | Hands-on em vídeo

Tech

De Peste Antonina à Covid-19: pandemias que abalaram o mundo | Detetive TudoCelular