LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Governo de SP prorroga novamente envio de resultados dos testes com CoronaVac à Anvisa

24 de dezembro de 2020 8

O Governo de SP anunciou ontem (23) que a vacina chinesa CoronaVac é eficaz logo após a terceira fase de testes ser concluída. Entretanto, ao invés de enviar os resultados desses testes à Anvisa, o governo do estado prorrogou mais uma vez a entrega desses relatórios. Entenda agora quais as justificativas para esse movimento que vai de encontro à pressa para liberação do imunizante para o público devido à crise causada pelo coronavírus.

Esta é a segunda vez que o Governo de SP adia a entrega dos resultados dos testes realizados. A expectativa é que os relatórios fossem entregues ontem (23) desde a última prorrogação que pediu mais 8 dias para o envio.

Dimas Covas afirma que o prazo foi adiado novamente devido a uma cláusula do contrato assinado com a Sinovac e o Instituto Butantan:

Essa base de dados foi transferida na manhã de hoje para que eles (Sinovac) possam proceder a essa análise o mais rapidamente o possível e aí apresentar os dados, não só à NMPA, mas para que nós possamos apresentar esses dados também à nossa Anvisa.

De acordo com Covas, o contrato determina que o resultado dos estudos seja apresentado em conjunto, por isso ele afirmou que a Sinovac "solicitou que não houvesse a divulgação do número pelo motivo que eles necessitam analisar cada um dos casos para poder aplicar esses casos à agência NMPA, que é a Anvisa da China."


O Governo de SP não divulgou qual a porcentagem de eficácia da vacina chinesa, mas Covas e Jean Gorinchteyn, Secretário de Saúde do Estado de SP, afirmam que ela é superior a 50%, que é o mínimo estabelecido pela OMS para a aprovação de um imunizante de forma emergencial.

Vale dizer ainda que Gorinchteyn disse que a eficácia da vacina produzida pela Sinovac em conjunto com o Butantan foi diferente da apresentada por estudos de outros países onde ela pode ser utilizada e isso foi um fator que impediu a divulgação desses números hoje.

Nas palavras do secretário:

Eles entenderam que o fato de nós termos eficácia superior a isso, porém diferente de outros países em que essa vacina está em uso, merece uma reavaliação. Não pode ter um eficácia aqui, uma lá e outra 'acolá'. É isso que a própria empresa entendeu. Ela quer isonomia. Ela quer que todos os resultados sejam iguais, sem nenhuma disparidade.

Finalizando, Gorinchteyn afirmou que os dados obtidos até o momento já seriam suficientes para enviar o pedido à Anvisa para aprovação emergencial da vacina, mas que o governo precisa ter cautela e respeitar os trâmites burocráticos. Apesar disso, o secretário voltou a afirmar que a vacinação em 25 de janeiro irá ocorrer no estado de São Paulo conforme o previsto, mas que tudo ocorrerá com a aprovação das entidades regulatórias necessárias.

Saiba mais


8

Comentários

Coronavírus: Governo de SP prorroga novamente envio de resultados dos testes com CoronaVac à Anvisa
Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020

Android

O melhor celular para comprar de presente no Natal 2020

Especiais

Nada de Black Fraude! Ferramenta do TudoCelular desvenda ofertas falsas