LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: vacina de Oxford e AstraZeneca recebe registro definitivo na Anvisa para uso no Brasil

12 de março de 2021 3

As vacinas do Butantan e de Oxford já demonstraram que são eficazes contra a nova variante do coronavírus encontrada em Manaus. Então, hoje a Anvisa anunciou o registro definitivo da vacina desenvolvida pela universidade inglesa em conjunto com a AstraZeneca para seu uso e fabricação no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A vacina da AstraZeneca criada em conjunto com a universidade de Oxford é a segunda a obter registro definitivo na Anvisa, sendo que a primeira foi a da Pfizer. O pedido para registro definitivo foi enviado ao órgão em janeiro de 2021, pois até o momento o imunizante da AstraZeneca somente possuía autorização emergencial para uso no Brasil.

Gustavo Mendes, gerente-geral de Medicamentos e Produtos Biológicos da Anvisa esclareceu que, apesar de Noruega, Dinamarca, Itália terem suspenso o uso deste imunizante, "a conclusão é de que os benefícios superam os riscos", visto que a vacina de Oxford já apresentou uma eficácia de 100% contra casos graves do coronavírus.

"Os dados que temos até o momento de monitoramento de eventos adversos, dentre 2,8 milhões de pessoas que receberam a vacina, tivemos 5 casos notificados de possível reação, mas não estabelecemos relação causal desses casos com vacinação", esclareceu Helaine Capucho, que é gerente de farmacovigilância.


Com esse registro, é esperado que a Anvisa libere novos lotes da vacina até domingo, 14 de março, que devem ser entregues ao Programa Nacional de Imunizações. Em março a Fiocruz deve entregar 3,8 milhões de doses do imunizante ao PNI, a previsão original era de 15 milhões, mas um problema técnico reduziu essa quantidade.

A Fiocruz ainda prevê que 100,4 milhões de doses devem ser entregues até julho, todas feitas com o insumo farmacêutico importado (IFA). Já no segundo semestre de 2021, a expectativa é que 110 milhões de doses sejam produzidas com IFA próprio do Brasil.

Por fim, vale dizer que o Governo Federal já autorizou que empresas privadas também adquiriam lotes da vacina de Oxford, o que é complementado pelo anúncio de hoje, que já autoriza a sua aplicação de forma definitiva.


3

Comentários

Coronavírus: vacina de Oxford e AstraZeneca recebe registro definitivo na Anvisa para uso no Brasil
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020