LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

LinkedIn: hackers vazam dados de 500 milhões de usuários e colocam à venda

08 de abril de 2021 0

Cada vez mais frequentes, ataques de hackers têm tomado conta das notícias recentes, e o mais recente alvo foi a rede de profissionais LinkedIn, que teve dados de mais de 500 milhões de usuários vazados e colocados à venda na internet, sendo que 2 milhões destes foram divulgados como prova do vazamento.

O episódio se dá após o vazamento de dados de usuários do Facebook que ocorreu há menos de uma semana, colocando o público em estado de alerta. Os hackers obtiveram acesso a um nível perigoso de informações que podem ser utilizadas para aplicar golpes nas vítimas do vazamento, como: nome completo, gênero, endereços de e-mail, número de telefone, formação acadêmica dos usuários e ID dos perfis.

O CyberNews confirmou que o vazamento é real e instruiu que usuários mudem a senha.

Por um lado, não foi declarado que dados sensíveis das vítimas — como senhas de acesso às contas ou número de cartões de crédito — tiveram sua privacidade violada. De qualquer forma, o vazamento é muito preocupante, visto que as informações podem ser usadas para enviar spam e roubar senhas, números de cartões e dados bancários das vítimas (phishing).

Outra preocupação é a possibilidade de um ataque massivo de força bruta, que consiste em programar uma máquina para realizar até bilhões de tentativas de senha por segundo até que uma combinação verdadeira dê acesso à conta das vítimas. A princípio, parece um método ineficaz que oferece pouco risco, porém, os dados vazados podem se tornar parâmetros que diminuam a possibilidade de senhas, dado que muitos usuários utilizam o próprio nome e data de nascimento para formular sua palavra-passe.

Para comprovar a veracidade do vazamento, hackers disponibilizaram dados de 2 milhões de pessoas.

O site CyberNews confirmou que os dados de 2 milhões de usuários divulgados em um fórum de hackers são, verdadeiramente, apenas a amostra da densa quantidade de informações de meio bilhão de usuários que estão à venda "por no mínimo quatro dígitos" — presumivelmente em bitcoins. No fórum, usuários podem visualizar dados de uma vítima ao efetuar o pagamento de dois dólares em créditos da plataforma ao hacker, dando indícios que uma onda de tentativas de ataque pode ter início em breve.

Ainda, os especialistas do site instruem que todos os usuários se atentem a mensagens suspeitas que receberem no LinkedIn ou qualquer outra plataforma que compartilhe de dados semelhantes, além de alterar as senhas para uma combinação mais segura e aleatória e habilitar a autenticação de dois fatores em todas as contas em rede sociais.


0

Comentários

LinkedIn: hackers vazam dados de 500 milhões de usuários e colocam à venda
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020