LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Alunos da rede pública de São Paulo receberão tablets para estudo durante a pandemia

30 de abril de 2021 56

Um grande paradoxo acometeu os estudantes de baixa renda da rede pública durante a pandemia de coronavírus. A necessidade do estudo remoto entrou em conflito com a falta de acesso a tecnologias, como smartphones e computadores, sofrida por diversas pessoas.

O celular, abrangendo 71% dos acessos ao ensino remoto de escolas públicas, é reflexo da desigualdade que assola o Brasil, dado que a maioria dos alunos de famílias menos favorecidos não possuem notebooks ou PCs e, se tratando de um dispositivo menor em tamanho e desempenho, interfere na qualidade de ensino.

Visando contornar o problema, a Prefeitura de São Paulo efetuou um processo de licitação em agosto do ano passado, onde a Corte descreveu a compra de tablets e cartões SIM para que a educação híbrida fosse uma possibilidade para alunos sem os recursos.

De acordo com o documento, mais de 465 mil tablets e quase 419 mil cartões SIM para conexão com a internet foram negociados com a Multilaser, Claro e Oi Móvel, resultando em um investimento total de R$ 563,2 milhões nessa infraestrutura. A entrega dos dispositivos, contudo, manteve-se atrasada.

Embora o processo licitatório para compra desses bens já tenha sido concluído, até a presente data ainda não foram distribuídos, o que também ocorreu com a compra dos chips de acesso à internet.

Luiz Antonio Nocito Echeveria
Juiz da 9ª Vara da Fazenda Pública

O desembargador aponta também que, passados três meses após o fim das negociações, pelo menos metade do primeiro lote de dispositivos deveria ter sido entregue nas instituições públicas de ensino, o que não ocorreu.

A bancada feminista do PSOL na Câmara de Vereadores de São Paulo, em vista do atraso, pediu urgência da prefeitura na entrega dos lotes para que sejam distribuídos às escolas dentro do prazo de dez dias.

As informações foram confirmadas em nota emitida pela Procuradoria Geral de São Paulo, que deverá disponibilizar os tablets e chips de forma descentralizada, seguindo os protocolos de segurança exigidos pela pandemia. Os responsáveis pelos estudantes receberão contato das instituições de ensino para agendar data e horário da coleta.

Com isso, alunos que não tiveram acesso on-line durante o isolamento social, bem como aqueles que tiveram uma conectividade de baixa qualidade, serão beneficiados com a iniciativa da administração muito brevemente.


56

Comentários

Alunos da rede pública de São Paulo receberão tablets para estudo durante a pandemia
  • a iniciativa por si so e boa!ma como foi citado sempre tem q haver algo p se estranhar s!1000 reais por tablet?da multilaser?se fosse samsung seria mais condizente esse preço

      • No passado deram tablets para os professores, eram um lixo, ninguém usava, foi disperdício, só bespero que sejam produtos realmente funcionais e que não seja feito com o objetivo de superfaturar, porque está dando mais de 1000 reais por tablet... E comprando nessa quantidade deve ter dado pra negociar muito não

          • Louvável a atitude de disponibilizar os Tablets, mas não seria mais interessante um Chromebook? Teclado e trackpad são bem melhores para a digitação.

              • Pensei a mesma coisa. O governo do Sul comprou mais de 2 mil chromebooks com parceria com a Samsung. É muito mais útil, prático e viável. Se a Lenovo tivesse trazido o Chromebook Duet para cá... é um tablet conversível que já vem com o teclado por um preço muito em conta. Uma parceria com o governo para diminuir os impostos e ser uma opção viável para estudantes seria uma ótima forma de ajudar os alunos.

                • Para um país como o Brasil toda boa iniciativa e valida, espero mesmo que dê certo e os alunos de baixa renda da qual eu já fui(Eu já fiquei 2 anos indo de a pé para escola, uns 1 km meio com a calça furada, só tinha uma nesses mesmos anos,tempos difíceis).
                  Como aluno tive muitas barreiras para aprender, hj sou um Dev,pois sou autodidata..
                  Espero mesmo que as coisas evoluem a passos largos para os menos abastados como eu.
                  Paz.

                  • Nekanekanekaneka taihenda kedou at least getto daze pokémon getto daze yeyeyeyeyeeeee

                      • Impressionante como ninguém se esforça mais pra falar merda hein meu patrão. Se o cara comprou um celular é um direito dele, você nem sabe se o cara comprou o celular usado ou novo ou se as condições da época permitiam ele investir em um aparelho melhor.

                          • Só em SP mesmo, aqui no Ceará nada desses tais tablets, meu primo de 11 anos tem que assistir essas aulas e o celular dele não é compatível com os tais apps da Google(é um iPhone 5c, nem o meu 6 é compatível mais com o tal Meet e o Classroom, quem dirá o 5c, os apps pedem iOS 13.1 pra cima para serem instalados)...

                            • Se Portugal é tão ruim? Porque a maioria dos Brasileiros que foram morar em Lisboa e afins...ha dez anos atrás...nunca mais voltaram para o Brasil?

                              • Estudar em eletrônico de baixo desempenho é terrível, a decepção e frustração são grandes quando a tecnologia é muito devagar.

                                  • Pois é, ninguém merece estudar em um tablet com Android 4.1, processador Allwinner A23, 512 MB de RAM e 1,9 GB de espaço interno(Multilaser M7S)...

                                      • Para ler uns pdfs, fazer pesquisas na internet e usar Office, qualquer Tablet mediano dá conta e sobra. Seria interessante dar um teclado e mouse para que os alunos possam digitar e usar o Tablet melhor.

                                        • O problema não é a tecnologia. Nesse caso, é a pobreza mesmo. Não existe tecnologia que lhe salve se vc está 10,20 anos atrasado...

                                            • É verdade, pra quem é rico, tem casa confortável, privacidade, boa alimentação, segurança, não tem muito medo de violência policial e preconceito dá pra estudar em tecnologias mas lentas, o esforço é maior mas dá sim.

                                                • violencia policial uma virgula aí amigo, se voce tiver respeito, nao desacatar e andar dentro da lei não há por que voce ter medo do policial, pelo contrario eles estao aí para proteger o cidadão de bem. A imprensa é que esta tentando inverter a etica e moral das coisas, vide George Floyd que resistiu a ordem do policial e estava entrando no carro mesmo assim para ir embora, acabou no pior, se estivesse respeitado uma autoridade não chegaria a aquele ponto, e jogaram a culpa no racismo o (disfarce perfeito)

                                                    • A VONTADE É TUDO!!

                                                  • caraca, mais de 1 ano de pandemia e só agora isso... meu sobrinho em Portugal no dia seguinte ao decreto de lockdown recebeu um notebook pra acompanhar as aulas! que tristeza... e antes de dizerem que lá é 1o mundo, com certeza o estado de SP é mais rico que portugal!

                                                      • Estamos chegando em 2022. Eleição precisa dizer mais alguma coisas???

                                                          • Sim mas é necessário ver o PIB per capita. Além do mercado europeu ser mais barato em eletrônicos e a burocracia e liberdade econômica portuguesa ser maior que todos os estados brasileiros.

                                                              • É, mas empresas como positivo e multilaser já operam com redução de impostos quando comparado com as empresas externas, ainda mais para licitação do governo. Igual a quando o ensino médio recebia tablet do governo.

                                                                  • Mesmo se o preço for o mesmo de uma tablet de Portugal, mas e o desempenho do aparelho e a velocidade de internet?

                                                                    E as instruções sobre como estudar melhor? Pois muitas pessoas não estão acostumadas a estudar em um aparelho eletrônico ainda mais se for lento.

                                                                • Pensem comigo: a pandemia está aí a mais de 1 ano, certo? Ok. Agora a turminha de larápios resolveram aprovar os tablets aos alunos da rede pública de SP. Até aí, tudo bem. Antes tarde do que nunca. Agora pensem novamente: o tablet que será entregue não passa de 600 reais mercado. A turminha de larápios dará um jeitinho brasileiro de comprá-los por 3 mil reais cada unidade. Aposta? Então paga pra ver...Brazil, zil, zil.

                                                                  • duvido nada que vao usar para jogar free fire

                                                                    Android

                                                                    Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

                                                                    Android

                                                                    Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

                                                                    Android

                                                                    Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

                                                                    Android

                                                                    Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020