LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Anvisa aprova uso de medicamento com anticorpos monoclonais contra Covid-19

13 de maio de 2021 3

Recentemente a Anvisa negou a aprovação da vacina Sputnik V para uso no Brasil, mas hoje um novo medicamento para tratar pacientes infectados com o coronavírus foi aprovado para uso emergencial. O medicamento em questão utiliza anticorpos monoclonais para combater a Covid-19. Entenda agora como eles funcionam e como este medicamento será utilizado.

O novo medicamento produzido pela Eli Lilly utiliza basicamente dois anticorpos monoclonais: o banlanivimabe e etesevimabe, ambos produzidos em laboratório. Eles são réplicas dos anticorpos produzidos pelo nosso organismo, mas são dedicados a combater o coronavírus agindo diretamente na proteína Spyke, que é a utilizada pelo Sars-CoV-2 para infectar células.

O medicamento da Eli Lilly é recomendado para pacientes adultos e pediátricos que tenham 12 anos ou mais e pesem pelo menos 40 kg, mas não poderá ser utilizado em casos graves de Covid-19 onde pacientes apresentem grande deficiência respiratória, necessitando de suplementação de oxigênio ou respiração mecânica.

Proteínas Spyke do coronavírus em vermelho

Segundo a Anvisa, o tratamento com o novo medicamento deve ser iniciado em até 10 dias após o início dos sintomas ou logo após o diagnóstico positivo de coronavírus por meio de testagem. Entretanto, os anticorpos monoclonais ainda não têm eficácia comprovada contra a variante P.1, que foi encontrada em Manaus e já presente em grande parte do Brasil.

O medicamento em questão não será vendido nas farmácias, pois seu uso é restrito ao ambiente hospitalar e sua aplicação é intravenosa. O mesmo medicamento também já está sendo utilizado nos Estados Unidos.

Por enquanto, a adoção do medicamento ainda depende do Sistema Único de Saúde (SUS).

Meiruze Freitas, relatora do processo que autorizou o uso do medicamento no Brasil comentou:

A expectativa com a autorização de uso emergencial e experimental de medicamentos contra a Covid-19 é sempre ampliar as opções terapêuticas e, principalmente, aliviar a carga em nosso sistema de saúde, diminuindo o agravamento das condições clínicas de pacientes com Covid-19 e o risco de morte.

Por enquanto não há um preço definido para o medicamento, mas a Anvisa afirma que ele será tema de discussão no Comitê Técnico-Executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos que será realizado em 27 de maio.

Este é o terceiro medicamento aprovado para uso contra o coronavírus no Brasil, logo após o Remdesivir e o Regn-CoV2.


3

Comentários

Coronavírus: Anvisa aprova uso de medicamento com anticorpos monoclonais contra Covid-19
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020