LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Possível caso de "fungo negro" em paciente pós-Covid é investigado em Santa Catarina

31 de maio de 2021 12

A mucormicose é uma infecção fúngica, popularmente difundida como "fungo negro", que acomete as pessoas com uma certa frequência, mas pode desdobrar-se em casos mais graves quando atinge pacientes em tratamento ou recuperados da Covid-19. Esse quadro já é tratado como uma epidemia na Índia, em vista do grande aumento de casos da doença.

No Brasil, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) e a prefeitura de Joinville passaram a investigar um caso suspeito de mucormicose em um paciente de 52 anos que já foi diagnosticado com a doença do coronavírus.

O fungo Mucor é responsável pela infecção de pelo menos 12 mil pacientes na Índia.

O paciente, com histórico de comorbidades metabólicas e doença autoimune, foi diagnosticado com a síndrome respiratória em fevereiro. No dia 19 de março, ele foi internado por sofrer agravo em seu quadro, mas apresentou melhoras e recebeu alta no início de abril.

Após isso, o homem apresentou cetoacidose diabética, uma complicação aguda no metabolismo de pacientes acometidos pela diabetes tipo 1, principalmente. O quadro causou danos à sua visão, um sintoma parecido com os efeitos da mucormicose. Em vista disso, foi internado novamente no dia 21 de maio para uma intervenção cirúrgica.

No momento, o paciente está internado em um hospital particular de Joinville. Todas as informações sobre seu quadro clínico são única e diretamente reportados ao Ministério da Saúde e à Secretaria de Estado da Saúde (SES). Por ora, não há previsão de confirmação deste diagnóstico.

Sobre o fungo

A infecção por fungos da ordem Mucorales não costuma apresentar sintomas graves nas pessoas. Por outro lado, em pacientes com o sistema imunológico prejudicado por alguma doença infecciosa ou administração de medicamentos imunodepressores, esses fungos podem causar sérias complicações.

Pacientes diagnosticados com Covid-19 costumam fazer parte dessa parcela de indivíduos com deficiências em seu sistema imune, o que justifica a gravidade dos casos de mucormicose em recuperados da doença viral.

O contato com mofo encontrado no solo, além de plantas e alimentos putrefeitos, pode desencadear uma série de sintomas que, muitas vezes, pode levar à mutilação do paciente em procedimentos cirúrgicos, de modo que evite a proliferação do fungo em regiões mais críticas do corpo, como o cérebro e órgãos sensoriais.


12

Comentários

Possível caso de "fungo negro" em paciente pós-Covid é investigado em Santa Catarina
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020