LOADING...
Faça login e
comente
Usuário ou Email
Senha
Esqueceu sua senha?
Ou
Registrar e
publicar
Você está quase pronto! Agora definir o seu nome de usuário e senha.
Usuário
Email
Senha
Senha
» Anuncie » Envie uma dica Ei, você é um redator, programador ou web designer? Estamos contratando!

Coronavírus: Pfizer e Moderna iniciam testes clínicos em crianças com menos de 12 anos

26 de julho de 2021 6

Atualização (26/07/2021) - LR

A Pfizer e a Moderna estão expandindo os testes de seus respectivos imunizantes para a faixa etária entre 5 e 11 anos de idade a fim de identificar a resposta do organismo infantil após a vacinação, estudo que contribuirá para que os pesquisadores determinem a resposta imunológica de cada vacina na população mais jovem, algo que vem sendo alvo de estudos há bastante tempo.

De acordo com o The New York Times, os testes pediátricos iniciaram nesta segunda-feira (26) e tem como objetivo detectar a incidência de efeitos adversos raros nas crianças.. A Pfizer informou que os testes contarão com a participação de mais de 4.500 pessoas e serão realizados nos Estados Unidos, Polônia, Finlândia e Espanha; a Moderna não concedeu muitos detalhes.

Na semana passada a Agência Europeia de Medicamentos recomendou a autorização para o uso das vacinas da Pfizer e Moderna contra a Covid-19 em adolescentes com idades entre 12 e 17 anos. Os resultados do estudo clínico nessa nova faixa etária devem ser divulgados ainda neste ano, sendo esperado que estejam disponíveis nos meses de setembro ou outubro.

Matéria original (08/06/2021)

Coronavírus: Pfizer testará vacina em crianças com menos de 12 anos

A vacina contra o coronavírus produzida pela Pfizer/BioNTech, que, aliás teve 100 milhões de doses adquiridas pelo Ministério da Saúde, será testada em crianças com menos de 12 anos de idade através de um estudo de estágio avançado que objetiva aumentar a proteção contra a Covid-19 para toda a faixa etária.

O Brasil corre risco de uma terceira onda da pandemia de coronavírus ocasionada pela variação B.1.617.2 (originada na Índia) da doença. É importante que as pesquisas sobre a imunização da população pediátrica avancem: um estudo divulgou recentemente que a Covid-19 pode causar sequela grave em crianças e significa redução do avanço da pandemia.

Os testes da vacina Pfizer/BioNTech em crianças com menos de 12 anos iniciarão daqui a algumas semanas e envolverão até 4.500 participantes em mais de 90 locais nos Estados Unidos, Finlândia, Polônia e Espanha.

Com base nos resultados de um estudo em estágio inicial que focou na segurança, tolerabilidade e também na resposta imunológica induzida pela vacina, as empresas selecionaram as seguintes doses:

  • Crianças com idades entre 5 e 11 receberão uma dose de 10 microgramas (um terço do tamanho dado aos maiores de 12 anos);
  • Crianças de 6 meses a 5 anos de idade receberão 3 microgramas (um décimo da quantidade administrada a adolescentes e adultos).

A ideia, no entanto, não é identificar eficácia da vacina, mas sim se a substância produz alguma resposta imunológica. Isso porque seria difícil acumular casos sintomáticos suficientes de Covid-19 à medida que a pandemia decresce nos EUA, sendo que muitas crianças podem acabar não apresentando sintomas de infecção.

Espera-se que os fabricantes de medicamentos relatem os dados de segurança e a resposta imunológica sobre a vacina em crianças com idade entre 2 e 12 anos em setembro ou outubro e entre 6 meses e 2 anos no primeiro trimestre. Depois da entrega de resultados, os reguladores dos EUA podem imediatamente validar a possibilidade de vacinação.


6

Comentários

Coronavírus: Pfizer e Moderna iniciam testes clínicos em crianças com menos de 12 anos
Android

Celular com a melhor bateria! Ranking TudoCelular com todos os testes de autonomia

Android

Celular mais rápido! Ranking TudoCelular com gráficos de todos os testes de desempenho

Android

Cyber Monday 2020 TudoCelular: as melhores promoções em celular

Android

Encontre ofertas e compare preços com o TudoCelular | Guia Black Friday 2020